Fórum destinado a divulgação e composição do RPG - Naruto ''Shinobi no Sho'' - Sistema D8
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Menu
CSS MenuMaker
Últimos assuntos
» Episódio 49 | A Reunião
Dom 06 Ago 2017, 19:15 por Fësant

» Dúvidas do Sistema
Ter 01 Ago 2017, 11:33 por Fësant

» Episódio 46 | Ou Himitsu?
Seg 26 Jun 2017, 02:57 por Fësant

» Episódio 48 | Encontros Esperados
Sab 24 Jun 2017, 18:09 por Inozaki

» Episódio 47 | De volta a Konoha
Seg 12 Jun 2017, 14:46 por Fësant

» Episódio 45 | Shu
Seg 12 Jun 2017, 14:19 por Fësant

» Episódio 44 | A Aliança
Seg 12 Jun 2017, 14:11 por Fësant

» Episódio 43 | O Espião e o Outro Lado
Seg 12 Jun 2017, 11:47 por Fësant

Parceiros

Licença
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Compartilhe | 
 

 Episódio 28 | A Lâmina da Traição

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1667
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Episódio 28 | A Lâmina da Traição   Dom 15 Maio 2016, 15:46


Abertura




[14:05] Ano 01 - Mês 01 - Dia 17 | País da Terra

— Jouichirou-dono! Um ataque externo! Pretendem nos soterrar! Deve haver pelo menos cinco ninjas usuários de Doton por trás disso! — gritava um dos ninjas, explicando a origem do tremor.

— Mas, como?! E a kekkai? E os fuuinjutsus? Como descobriram nossa localização exata de forma tão fácil?! Argh! — indagava o líder, enquanto se levantava abruptamente e se dirigia ao centro das instalações, para que todos pudessem vê-lo. — Atenção todos! Vamos abandonar o lugar. Quero 2 pessoas usando Doton para retardar o desmoronamento. As demais devem pegar os planos, pergaminhos e mapas mais importantes e sair pela rota B. Mas sejam atentos: é provável que já haja ninjas guardando a saída, embora ela esteja bem oculta. Vão!

E mesmo antes do líder terminar todas as instruções, os dez ninjas que estavam no lugar começaram a executar suas ordens, sem questionamentos. Nesse momento, Chiharu e Ashiro se aproximam de Hakuro.

— Vamos.— disse brevemente a kunoichi.

O Jinchuuriki de Konoha imediatamente partiu de encontro aos seus equipamentos no instante em que a paz se dissipou daquele esconderijo; de volta aos seus trajes habituais, o rapaz hasteou sua espada e a pôs na cintura, presa através de uma corda, ao passo que ajustou as luvas de pano fino e retrucou, observando seus dois companheiros: — Parece que não teremos tempo para descansar mais que isso. Pai! Caso trombemos com algum inimigo, qual o protocolo? — Questionou, em voz alta. Sua mão, agora sobre o cabo da espada, desembainhava uma pequena parte da lâmina em preparo para batalhas próximas.

Ashiro parecia ainda estar imerso em todos seus questionamentos sobre a missão pessoal que o mesmo havia imposto sobre si e os resultados e consequências desta. Não tinha mais como comprar os pesos na balança...O espadachim já tinha tomado sua decisão, iria fazer o que fosse necessário...A atenção do shinobi era então voltada para o tremor que abalava todo o esconderijo. Ashiro mantinha seu equilíbrio e logo se atentava para todo a situação que acontecia ali rapidamente. Por instinto, ele corria até o Jinchuuriki, averiguando a situação deste...Ashiro apenas confirmava a breve fala da Kunoichi...  — Sim, não temos tempo.  Estranhamente, Ashiro estava mais ansioso do que o normal, tanto que não prestava muita atenção nos detalhes em volta...O ninja percebia seu descuido e então forçava-se a tomar uma respiração mais calma e suave. Ashiro já estava trajado de suas vestes comum, assim como também carregava sua preciosa arma presa à cintura, ele não queria perder mais tempo naquele local correndo riscos...  — Hakuro-san, vamos nos apressar!

— A partir de agora você se tornou peça chave nos nossos planos, Hakuro. Sua segurança passou a ser de primordial importância. Vocês devem ser os últimos a deixar a base, somente devendo se apressar caso fique impossível conter mais o desmoronamento. Se houver inimigos na saída, mantenham-se numa posição segura e escapem os três na primeira oportunidade. — Jouichirou então retira um pequeno pedaço de papel dobrado de um dos bolsos e entrega a Chiharu. — Embora saiba que vocês não conhecem a região, aí está a localização do esconderijo para qual iremos. Tentem ir para lá, caso acabemos nos separando.

— Assim será, Jouichirou-sama! — confirmou prontamente a kunoichi.

O trio recém-chegado então segue as orientações, e parte. Enquanto dois ninjas se esforçavam para manter a base inteira, Jouichirou também realizava selos de mão e auxiliava na mesma função, enquanto os demais terminavam de recolher os itens mais importantes e seguiam para saída. E assim, oito ninja de Iwa mais os três de Konoha avançavam por um corredor rochoso estreito e parcamente iluminado, resistindo as pequenas pedras que iam caindo e golpeando as costas, ombros e cabeça. Ao alcançarem a luz dos meados da tarde, se depararam com um grupo de 10 ninjas inimigos rodeando a saída.

— Às vezes sinto muita raiva quando o óbvio acontece... — murmurou Chiharu, mordendo de leve os lábios para controlar o descontentamento.

Assim que o trio e seus aliados são avistados pelos inimigos, que estavam todos trajados de forma idêntica e com máscaras de Anbu, um deles grita. — Não deixem que nenhum deles escape! Conseguimos cercar a saída, então procurem manter essa vantagem!

Os passos de Hakuro frearam no instante em que se deparou com a parede de inimigos a sua frente. Suas sandálias escorregaram pelo cascalho num som estridente até, por fim, parar na linha de visão dos oponentes; de testa franzida, o Jinchuuriki rosnou num tom irritado e curto, imediatamente levando as mãos adiante para realizar uma sequência rápida - e inusitada - de selos. Quando concluiu, então, finalizou ao exalar uma quantidade absurda de ar e cuspir contra os alvos. De sua boca saiu uma espécie de poeira ou neblina em coloração cinza, porém pouco densa, capaz de bloquear apenas uma fração insignificante de visão. A poeira se espalharia pelo ambiente entorno dos shinobis de Iwa e, então, estalando os dedos, a intenção do Sarutobi era de enviar um sinal de chama para explodir na área de efeito: — Katon: Haisekishō ( "Liberação de Fogo: Pilha Ardente de Cinzas" )

A técnica de Hakuro pegou a todos de surpresa. De início, os ninjas inimigos não entenderam o funcionamento da poeira que se espalhou. Olharam para todos os lados, entreolharam-se em seguida, tentando analisar o que estava ocorrendo. E quando o Sarutobi criou a faísca que dei início à combustão, uma grande explosão ocorreu, num globo de flashes e chamas de 14m de diâmetro. Dos dez inimigos que lá estavam, sete foram alcançados pela explosão. Seis deles não conseguiram esboçar qualquer tipo de reação. O fogo tomou o corpo por completo, transformando-os em verdadeiras tochas humanas, que gritavam em agonia, enquanto o cheiro de sangue e pele queimada se espalhava pelo ar. Um outro ainda conjurou uma barreira semiesférica de rocha para tentar se proteger, mas o muro foi completamente desintegrado pela explosão, como se nada fosse. O inimigo se viu queimado, perdendo toda as vestes do lado esquerdo. Ajoelhou-se, esforçando-se para não sucumbir à dor. Embora a barreira não tenha resistido à grande técnica de Hakuro, ao menos conseguiu preservar a vida de seu conjurador.

Como um demônio enfurecido, Hakuro caminhou em passos lentos através da fumaça da explosão e da poeira de cinzas dos cadáveres queimados - seus olhos, alaranjados, emitiam um brilho maléfico que parecia advir de algo sobrenatural, algo puramente caótico e confinado, pronto para sair: — Em respeito aos colegas de Iwa que estão deste lado da luta: última chance. Corram ou morram. — Sua mão se dirigiu até o cabo da espada e firmou ali, a puxando num solavanco tão forte que o som do metal contra metal se propeliu pelo campo de batalha. O Jinchuuriki a estendeu contra o grupo remanescente de ninjas e enrijeceu o corpo, pronto para o bote.  

O capitão do esquadrão, que horas antes havia ameaçado Hakuro, Ashiro e Chiharu de morte, sem conhecê-los, parecia suar frio ao ver aquela cena. — O filho de Jouichirou-dono... Sarutobi Hakuro... Não poderia esperar menos. Ainda bem que não os enfrentamos. Não queria estar no lugar desses caras...

Ashiro certamente ainda estava preocupado com o que iria fazer para garantir a missão. Seus pensamentos e planos se misturavam, resultando em algo abstrato...O espadachim então era acordado pelos os pequenos destroços que caiam sobre este. De maneira a pouco se importar com os destroços, Ashiro continuava correndo até que cessava bruscamente após avistar aquele esquadrão de ANBUS. O Shinobi que até então estava desatento, focava-se a olhar naquela dezena de ninjas que barravam a passagem. A visão de Ashiro então começava a se tornar mais fosca com aquela fumaça que se espalhava e então, com a detonação, Ashiro cerrava os olhos e colocava ambos os braços a frente do rosto, criando um escudo para se proteger ali das faíscas...Ashiro estava impressionado pela a proporção gigantesca do jutsu, assim como também, sua potencial, contudo, parecia um tanto decepcionado..."Pensei que não era para criar vítimas"...A situação não deixava outras opções disponíveis, Ashiro compreendia isso...Lentamente, a mão direita de Ashiro deslizava até a bainha de sua katana, que estava posicionado em sua cintura, do lado esquerdo. O Shinobi ficava atento às respostas e reações que os Anbus iriam fazer. Dependendo destas, iria agir.

— Merda! Perder seis companheiros de vez! Nunca passei por algo assim... — falava um dos três ninjas que tiveram a sorte de não terem sido alcançados pela explosão. — Mas a missão ainda não acabou, rapazes! Vamos segurar a luta até regresse o outro grupo que estava atacando a estrutura do covil deles. Com uma explosão dessas, eles certamente virão até aqui em instantes. Avante! — e assim dizendo, o ninja realizou uma sequência de selos, e então conjurou um dragão de lama e pedra do solo. Da boca do dragão, foram atirados incontáveis projéteis pontiagudos na direção do grupo aliado de Jouichirou.

O jutsu conjurado pelo ninja inimigo não foi tão grandioso quanto o de Hakuro, mas também foi muito bem executado. Os projéteis lançados varreram quase toda a área à frente da cabeça de dragão, conseguindo acertar gravemente cinco dos ninjas aliados de Jouichirou. Dois deles, ainda, foram perfurados na garganta, morrendo instantaneamente. Os aliados mais habilidosos tentaram conjurar barreiras para proteger a todos, e a própria Chiharu também tentou fazer o mesmo, mas não foram hábeis o bastante, e mesmo Hakuro e Ashiro, que estavam na retaguarda, sofreram ferimentos.

Ashiro não tinha tempo nem para sacar sua arma quando este era surpreendido pela a execução de um formidável jutsu novamente...Ashiro, por ser pego de surpresa, não conseguia se desviar a tempo, o máximo que conseguia, era evitar qualquer dano fatal. Mesmo assim, Ashiro era atingido pela a técnica de estilo Doton, sendo arremessado alguns metros para trás...Ashiro  jogava o excesso de lama para o lado, ainda deitado com as costas doloridas pelo o impacto...Parece que aquilo havia acordado o Ashiro...Ao ver sua vida correndo perigo, parece que o Shinobi estava com a mente no lugar agora...Ashiro se levantava, bruscamente, enquanto sacava sua arma, segurando esta por ambas as mãos...  — Me consigam alguns segundos!  Ashiro suplicava e então começava a abrir seus portões de Chakra, aumentando intensamente seu fluxo de chakra...Sua pele começava a manifestar um tom mais avermelhado e suas veias começavam a ficar mais salientes...


Última edição por Fësant em Qua 26 Out 2016, 13:52, editado 8 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1667
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 28 | A Lâmina da Traição   Qua 18 Maio 2016, 03:30

Enquanto Ashiro parecia se concentrar em algo, os inimigos não perderiam tempo. Dois deles realizavam selos de mão, exatamente os mesmos e em uma sincronia quase perfeita. Quando terminaram, abaixaram-se, pousando ambas as mãos no solo. Como resultado, uma parede circular e espessa de rochas começou a se formar ao redor de Hakuro, Ashiro, Chiharu e os demais ninjas aliados. A barreira era alta, com pelo menos 10m de altura, e rodeou o grupo completamente, confinando-os usando a parede rochosa da caverna para fechar o cerco.

Ashiro parecia se concentrar numa difícil tarefa, que mesmo já sendo algo comum para ele, era algo que exigia muito do corpo de qualquer ninja, independente do treino que este realizava, os danos colaterais eram altos demais para ficar usufruindo de tal técnica imprudentemente...O espadachim realmente parecia estar sendo imprudente...Mesmo este tendo todos os motivos para deixar seu racional de lado, agia de maneira mais sensata possível...Uma camada fina e intensa de chakra era expelida do corpo do jovem, que manifestavam a dor dele juntamente com sua convicção...Ashiro estava apostando e precisava correr o risco para receber a devida recompensa. Seus nervos começavam a ficar mais salientes, enquanto seus músculos se enrijecem de maneira anormal...Ashiro então parecia preparado para o real confronto. A dor causada por Ashiro fazia com que este flexionasse o joelho levemente, enquanto as rochas começavam a cercar os ninjas aliados do nukennin de Konoha. Ashiro cerrava forte seu punho, aguentando da maneira que podia, a dor, deixando esta implícita em sua feição também...Em velocidade, Ashiro se aproximava de umas das paredes de rocha...Ele erguia o braço direita para trás, logo em seguida, desferia um forte soco em velocidade contra as rochas para tentar criar uma abertura ali...

A cena que sucedeu deixou quase todos os presentes boquiabertos. O ANBU avançou em velocidade estupenda, e socou a parede com uma força de mesmo calibre, aproveitando ainda a carga da movimentação para ampliar o impacto. O soco fez um grande estrondo e despedaçou a parede rochosa naquele ponto, fazendo-a desabar em cerca de 2m de sua largura. Os ninjas inimigos que estavam 5m atrás da mesma tiveram que se proteger das pedras que voaram em sua direção, e olharam surpresos para a figura violenta de Ashiro que surgia perante si.

A visão de seu companheiro durante o processo de transformação deixou o Jinchuuriki impressionado - aquela era uma técnica no mínimo estupenda. Um tanto quanto satisfeito com o resultado do golpe de seu aliado, Hakuro esboçou um sorriso largou e seguiu até a brecha criada: — Você e esse braço que não se segura! — Brincou o rapaz, já de espada aposta. Num piscar de olhos, então, desapareceu deixando para trás nada além de uma pequena cortina de poeira. Seus trajes azulados e cabelos de mesma cor criaram um borrão negro-anil que seguiu em direção ao primeiro inimigo mais próximo; quando ressurgiu, Hakuro desceu sua espada num corte vertical que visava partir o shinobi ao meio sem remorsos. Suas pupilas, agora ainda mais animalescas, pareciam aos poucos progredir da tonalidade laranja para um vermelho vivo.

Quando Hakuro estava prestes a se aproximar de seu alvo, algo o impediu. Os inimigos haviam feito a leitura completa do ataque do Jinchuuriki, e reagido rapidamente contra isso. Um deles, que na hora o Anbu nem pôde ver qual, tamanha foi a rapidez da cena, criou uma pequena elevação de pedras no caminho. Nada de muito perigoso em condições normais, mas o suficiente para fazer o Sarutobi perder totalmente o controle de seu movimento, desequilibrando-se e fazendo sua espada voar de suas mãos a medida em que o próprio caía. A arma voou, atingindo Ashiro que estava logo ao seu lado e não teve tempo para reagir.

No final da estranha cena, Ashiro e Hakuro, que estavam nos arredores da brecha criada, viram um grupo de mais cinco ninjas de Iwa chegar, nenhum conhecido, sendo provavelmente os reforços inimigos sobre os quais haviam ouvido instantes atrás. — O que estão fazendo? Tratem logo de consertar essa barreira e isolar esses dois dos demais! — gritou um dos ninjas que chegava. E logo após isso, sua ordem fora cumprida, tendo um dos outros ninjas recém-chegados tratado de recriar a parte danificada da barreira. — Muito bem. Agora, antes de prosseguir com o plano, precisamos tratar desses dois!

Dois dos novos inimigos terminaram a aproximação já realizando selos, e sopraram chamas sobre Ashiro e Hakuro. O primeiro, de forma ágil, não se deixou abater pelo simples corte que havia sofrido no braço com a trapalhada de Hakuro, e moveu-se para a esquerda, escapando do jutsu. Já o Sarutobi, embora caído, tinha a experiência necessária para continuar acompanhando a luta, e rolou no chão, saindo do campo de ataque. Enquanto isso, barulhos  sinais de luta eram ouvidos além da muralha. Algo ocorria lá dentro com os ninjas aliados.

Ashiro estava com os músculos sendo castigados por uma dor que condizia ao aumento de poder e força concedida ao usuário da técnica. Ele fixava seus olhos nos inimigos enquanto que sua mente, ainda estava tentando se decidir em qual caminho seguir... Ashiro então tinha sua atenção voltada novamente ao combate que acontecia com uma aflita dor que percorria seu braço, sem entender ainda o que havia acontecido, ele recuava um passo para o lado oposto a qual o dano havia sido proveniente... Ashiro sentia arder no local a qual havia sofrido o corte...Ele não parecia entender o deslize do Jinchuuriki, porém, ele estava tão preocupado com outros assuntos, ou talvez, com a consciência pesada com alguma coisa, que Ashiro pouco parecia se importar em dar algum tipo de sermão no Sarutobi...  — Cuidado...Não se distraia durante o combate... Ashiro rangia os dentes de dor, enquanto seus músculos ainda eram torturados pela a técnica. Ele olhava para o Sarutobi, preocupado com este. Ashiro era o tipo de pessoa que iria aceitar receber danos por outra pessoa, mas não iria admitir que outras pessoas sofressem dano por ele...Ou até mesmo, receber dano de graça...  — Argh!!! Agora...É minha vez de atacar!  Ashiro então pulava em direção ao seu alvo...Com um rápido avanço para o lado, Ashiro brandia sua espada na direção das pernas do Sarutobi, tentando aplicar um corte grave nestas...Enquanto se movimentava, Ashiro sentia uma dor enorme, que não era causada pelo o efeito de sua técnica muito menos pelo o corte em seu braço.Aquela era a oportunidade que Ashiro tinha que aproveitar...Infelizmente, Ashiro não conseguia dar as costas aqueles que lhe eram importantes na vila..."Desculpa..." Ashiro não tinha a ousadia nem mesmo o descaramento para se desculpar com o ninja...Seus olhos apenas passavam a convicção que ele demonstrava.

(...)

Minutos atrás, antes do ataque ao esconderijo...

Ashiro aproveitou o tempo para descansar. Observou Hakuro e Jouichirou irem a um canto mais separado do esconderijo, e simplesmente os deixou. Eram pai e filho, e precisavam de alguma privacidade em algum momento. Enquanto isso, provavelmente o jounin somente ficaria aguardando e descansando da longa viagem. Mas algo lhe perturbou a mente: uma voz, que lhe surgiu na cabeça sem ser convidada.

"Ashiro. Falo em nome de Masayoshi, nosso novo líder da Anbu. Ele já imaginava que você acabaria seguindo o jinchuuriki e a Senju até a Vila da Pedra, e deixou que assim fosse. Mas agora começa sua primeira missão como membro da Anbu: traga Sarutobi Hakuro de volta. Como ele confia em você, use isso com fator surpresa para pegá-lo desprevenido."

Ashiro não passava um segundo sequer sem rever toda a situação a qual agora ele vivenciava...O jovem não tinha mais do que um conhecimento superficial sobre todo o caso em que envolvia o suposto traidor de Konoha tendo alguma relação com o assassinato do Sandaime...Ashiro quase que descartava tal hipótese, porém, ainda cogitava essa, minimamente, já que ele era um shinobi, acima de tudo. Ashiro talvez fosse o melhor para averiguar toda aquela fuga de perto, já que não tinha preferência por nenhum dos lados. Mesmo com as palavras bonitas do portador da Kyuubi, Ashiro tinha maturidade o suficiente para tomar suas próprias conclusões a partir das ações dos que lhe cercam. Provavelmente, Ashiro iria ficar apenas vigiando toda a situação, fazendo papel de espectador em tudo exceto circunstâncias que envolveriam proteger o Jinchuuriki. O espadachim parecia ir para um outro lugar, se recolher também, até que no meio deste caminho, sua mente era atentada a um chamado...  "Novo líder da ANBU?"... Ashiro se indagava, refletindo sobre aquela mensagem. Ele parecia entender muito bem a situação que estava, e de forma até que inesperada, por ele mesmo, Ashiro já tinha uma decisão formada sobre. Ele iria continuar fazendo papel de espectador, continuando num meio termo entre ambos os lados... Konoha e Hakuro. Ashiro não era um devoto ninja, ele com certeza fazia as missões para conseguir crescer neste mundo, ele não tinha opção, mas não tinha qualquer tipo de devoção para com este crédulo. Iria continuar investigando, sem dar a perceber, o lado que pesasse mais primeiro, seria o lado que Ashiro iria se aliar, finalmente. Entretanto, sua resposta mental para aquele chamado, caso fosse permitido ceder uma dessas, era um simples e singelo sim!

"Humm... sábia decisão, Ashiro. Só tenho mais uma coisa a lhe lembrar: Karin ainda está em Konoha. Estaremos monitorando suas ações. Até o próximo contato." E foram essas as últimas palavras ouvidas pelo shinobi.

A situação parecia mudar drasticamente agora com a última mensagem do tal emissor, este que havia alegador estar se pronunciando em nome de Masayoshi... Provavelmente seria um ninja do clã Yamanaka. Os olhos de Ashiro arregalavam e pareciam tremer por um momento...Sua feição mudava repentinamente, tomando um aspecto agora mais receoso...Ashiro franzia lentamente suas sobrancelhas... "Eles vão a envolver nisso ? Mas que...Não posso deixar!"...O que Ashiro mais temia, era agora realidade...Após finalizar contato com aquela voz, Ashiro não conseguia esconder sua expressão de raiva...A balança estava agora totalmente desequilibrada...Ashiro seria forçado a agir, mas não com imprudência...Errar não era sequer cogitável. Ashiro cerrava forte seu punho e o pressionava, ele então respirava fundo, tetando se acalmar... "Espere...Aja com calma"...Ashiro não estava preocupado com a força do Jinchuuriki, que provavelmente, em força latente, era muito mais forte que Ashiro, então o espadachim já começava a arquitetar qualquer plano que tivesse em mente, porém, o mais eficaz que tinha agora era continuar seguindo o fluxo do rio...Ashiro retomava à sua feição normal... "Quando tiver a oportunidade...Tsc...Mesmo sendo o vilão da história, não importa se Karin estiver bem..."


Última edição por Fësant em Sab 21 Maio 2016, 14:40, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1667
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 28 | A Lâmina da Traição   Qui 19 Maio 2016, 07:38

(...)

Hakuro realmente não esperava por aquilo, e todos que estavam no combate também reagiram com surpresa, ficando momentaneamente incrédulos, aparentemente avaliar se Ashiro era um aliado ou se era algo de mera loucura. A katana do espadachim moveu-se ao ar, no sentindo descendente, cortando ambas as pernas do Sarutobi. Por sorte, o Jinchuuriki girou no chão, evitando que os cortes fossem de fato profundos.

— Aah, bem me foi dito. Existem covardes e cobras de todos os tipos. — O Jinchuuriki sussurrou para si.


Encerramento





Última edição por Fësant em Seg 23 Maio 2016, 11:33, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Episódio 28 | A Lâmina da Traição   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Episódio 28 | A Lâmina da Traição
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Dungeons em Dragons(Caverna do Dragão) Ultimo Episódio
» [EVENTO] MONTE SUA QUEST BASEADA NOS EPISÓDIOS DA SÉRIE POKEMON!
» Episódios Shippuuden [Spoiler-Alert]
» Assustador! - Episódio 1 "A Mansão Velha"
» Mina Tirinth (Para todos)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto: Shinobi no Sho - Sistema D8 de RPG :: Naruto RPG Online :: Episódios :: 2ª Temporada: Folha e Pedra-
Ir para: