Fórum destinado a divulgação e composição do RPG - Naruto ''Shinobi no Sho'' - Sistema D8
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Menu
CSS MenuMaker
Últimos assuntos
» Apresente-se
Sex 25 Ago 2017, 23:48 por George Firefalcon

» Episódio 49 | A Reunião
Dom 06 Ago 2017, 19:15 por Fësant

» Dúvidas do Sistema
Ter 01 Ago 2017, 11:33 por Fësant

» Episódio 46 | Ou Himitsu?
Seg 26 Jun 2017, 02:57 por Fësant

» Episódio 48 | Encontros Esperados
Sab 24 Jun 2017, 18:09 por Inozaki

» Episódio 47 | De volta a Konoha
Seg 12 Jun 2017, 14:46 por Fësant

» Episódio 45 | Shu
Seg 12 Jun 2017, 14:19 por Fësant

» Episódio 44 | A Aliança
Seg 12 Jun 2017, 14:11 por Fësant

Parceiros

Licença
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Compartilhe | 
 

 Episódio 23 | A Princesa Branca

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Episódio 23 | A Princesa Branca   Sex 25 Mar 2016, 22:24


Abertura




[09:00] Ano 01 - Mês 01 - Dia 09 | Konoha. Bairro do Clã Hyuuga

Inozaki já caminhava no início daquela manhã. Na noite passada, esperou Tooru acordar e o levou de volta ao seu clã. Como ainda estava bêbado, o Hyuuga pediu que voltasse lá na manhã do dia seguinte, para agradecê-lo apropriadamente. Até então, tudo estava seguindo conforme as previsões, e o Yamanaka seguiu até o lugar pedido.

Quando estava chegando no bairro, avistou logo a figura de Tooru parada na entrada, conversando com um outro Hyuuga, provavelmente o vigia da vez.

— Bom dia, Inozaki-san! Que bom que veio! Sei que nos falamos ontem, mas estava tão bêbado que nem sei exatamente o que disse a você e como disse, depois daquela briga. Então, muito obrigado! Venha aqui, vamos conversar. Acho que temos concepções comuns, e devemos nos ajudar a partir de agora! — tagarelou, já andando para o interior do bairro contando que Inozaki o seguisse.

Os dois andaram por poucos metros e logo foram interrompidos por uma garota que se aproximou rapidamente dos dois. Devia ter cerca de 17 ou 18 anos e esbanjava juventude. Tinha a pele clara, cabelo longo e castanho-claro, algo incomum para uma Hyuuga, amarrado na parte final em uma trança que caía pelo ombro esquerdo. Trajava uma roupa composta e razoavelmente elegante. Uma malha preta dos pés até o colo, contornando as curvas de sua mocidade. Sobre ela, uma blusa longa clara, com variações de branco e azul, e mangas bem longas, mas que deixavam os ombros expostos.

— Tooru-san! Bom dia! Quem é esse? — perguntou a garota, que não tinha qualquer vergonha em não conter sua curiosidade.

— Bom dia, Nagi-hime. Este é Inozaki. Ele me ajudou ontem em um problema... — respondeu Tooru, voltando-se para o Yamanaka em seguida. — Inozaki, esta é Nagi-hime, irmã mais nova de Keisei-sama.


Última edição por Fësant em Qua 26 Out 2016, 13:48, editado 9 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Episódio 23 | A Princesa Branca   Sab 26 Mar 2016, 02:10

O Yamanaka havia seguido por todo o caminho sem dizer palavra alguma, limitando-se aos seus comuns sorrisos e expressões similares. Seguiu por todo o caminho Tooru, enquanto tratava de observar toda aquela região com cuidado. Ao ser apresentado à irmã de Keisei, tomou a iniciativa de cumprimenta-la de imediato, como se estivesse ansioso para aquele momento, embora os olhos levemente arregalados demonstrassem que não esperava nada daquilo.

— Bom dia, Nagi-sama, é um prazer conhece-la. — Inozaki curvou-se, em tom de respeito para com a nobre presença à sua frente. Após o inicial cumprimento, tratou de dar continuidade, como se se sentisse na obrigação de responder às palavras de Tooru, embora não tivessem sido ditas para si. — Não fiz mais que a minha obrigação, Tooru-san, hahaha. Não conseguiria deixar de ajudar um seguidor de Keisei-sama. Além do mais, eu me diverti bastante antes de tudo ocorrer, foi ótimo conversar com você!— Disse, sorrindo de maneira alegre e tímida, conforme desviava o olhar de Nagi, como se não se sentisse no direito de olhar a irmã de Keisei em pessoa diretamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 23 | A Princesa Branca   Ter 29 Mar 2016, 02:31

A jovem kunoichi ouviu as palavras de Inozaki com a mesma jovialidade com a qual havia chegado, enquanto fitava o rapaz atentamente, medindo-o de cima a baixo. E mal ele havia terminado de falar, já foi aliciado com uma nova pergunta.

— Humm... Entendi... Já que está aqui, suponho que vai ajudar meu onii-san, não é? Ótimo! — exclamou ela, não dando qualquer chance para o Yamanaka confirmar ou negar a suposição — Ótimo mesmo. Que tal trabalhar comigo então? Estou sinceramente farta de ser rodeada por olhos brancos. Um par de íris verdes cairiam bem ao meu lado, não acha? Então está decidido! — exclamou novamente, já considerando por certo o acordo — Falarei logo com meu irmão e... Ah! Falando nele... Onii-san! — disse por fim, voltando o rosto mais para o lado enquanto acenava.

Por reflexo, os dois outros ninjas olharam na mesma direção, e encontraram a figura de Keisei dirigindo seu caminho até a saída do bairro. Contudo, ao ouvir o chamado de Nagi, voltou-se para o lado, e então caminhou de encontro à irmã.

— Olá, Nagi. Bom dia. — cumprimentou então Inozaki e Tooru assim que se aproximou. — Que houve para você me gritar com tanta euforia?

— Este é Inozaki-san. É amigo de Tooru-san. Eu o convidei para realizar a próxima missão comigo, e ele aceitou. Então lhe chamei para pedir a permissão e...

— Que?! Vamos com calma, Nagi. — cortou Keisei, fazendo um gesto com a mão esquerda, pedindo que sua irmã cessasse o falatório. — Então... Inozaki, não é? Me faça o favor de explicar o que está havendo, sim? — pediu cordialmente. Ao que parecia, já estava acostumado a situações do tipo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Episódio 23 | A Princesa Branca   Ter 29 Mar 2016, 12:49

Inozaki pareceu surpreso com a reação de Nagi, demonstrando apenas uma postura tímida e expressão no rosto similar, revelando não saber o que fazer ou dizer perante a situação a si apresentada. Com a recente chegada e questionamento de Keisei, sentiu-se na obrigação de finalmente falar algo a respeito. Uma tarefa não tão simples, visto que deveria explicar algo que nem ele parecia ter entendido com tanta clareza.

— Bem, eu conheci Tooru-san ontem num bar. O fato de ambos seguirmos e sermos fiéis ao senhor nos aproximou e nos forneceu grandes risadas e uma divertida noite, mas também uma grande confusão. Acabamos nos envolvendo em uma briga com um grupo fiel a Omeshirama, que não teve um resultado muito agradável. Eu cuidei de Tooru-san e o levei pra casa, apesar de não ter sido nada mais que a minha obrigação, já que se eu não tivesse conhecido ele talvez nada tivesse acontecido, me sinto responsável por tudo. — O Yamanaka então se curvou, em sinal de arrependimento. — Peço perdão por isso, Keisei-sama. — Ele então mudou um pouco a postura, como se estivesse mudando de assunto, passando a gaguejar um pouco e buscar as palavras certas para explicar a atitude da garota. — Nagi-sama me chamou para trabalhar com ela e... Bem... — Por um instante olhou de lado para ela, como se confirmasse o que deveria ser dito. — E eu aceitei...

Após alguns instantes, Inozaki ficou sem saber o que dizer, complementando por final somente com uma mera apresentação. — Ah sim, perdoe meus modos. Sou Yamanaka Inozaki. Gostaria muito de trabalhar com Nagi-sama para auxilia-lo, se não for problema. — Pareceu ter se privado de comentar sobre as suas habilidades do clã Yamanaka, como se considerasse mais efetivo o próprio Keisei chegar a essa conclusão por si mesmo. Evitou qualquer tipo de propaganda a seu respeito, dando a ilusão de que se tratava de uma ajuda rara e que "vinha a calhar", por razão do destino ou mera sorte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 23 | A Princesa Branca   Qua 30 Mar 2016, 01:53

— Yamanaka... humm... — murmurou Keisei, levando a mão esquerda ao queixo por um instante antes de prosseguir sua fala. — Nagi, Tooru. Vou levar Inozaki para uma conversa. Vocês sabem que estou sempre de braços abertos a receber novos amigos, mas nunca antes de um papo. Estava me dirigindo ao Palácio do Hokage... mas posso me atrasar uns minutos. Se importa de me acompanhar, Inozaki?

Keisei então se aproximou mais de sua irmã, curvando-se um pouco para frente a fim de lhe dar um suave beijo na testa. Depois, com um aceno de cabeça, retirou-se, sendo acompanhado por Inozaki.

(...)

Os dois não precisaram andar muito até chegar ao novo destino: uma sala de reuniões em uma das casas do bairro. Após entrarem, o líder Hyuuga fechou a porta, sentando-se em um dos lados da única mesa que havia no centro da sala, e fazendo sinal para que seu convidado fizesse o mesmo. Sem cerimônias, falou.

— Bem... primeiramente, muito prazer em conhece-lo pessoalmente, Inozaki. Parabenizo pelo bom trabalho que fez ontem no interrogatório dos suspeitos que trabalharam ajudando na fuga de Jouichirou. Obviamente, o Conselho já me passou essas informações... Mas me diga: por que um Yamanaka está aqui, oferecendo ajuda a mim? Até onde saiba, os três clãs dessa irmandade não estão apoiando qualquer pessoa, e Nara Haweda está ajudando o Conselho nas investigações. Me estranha muito você agindo assim, destoando de seu clã... O que realmente você quer, Yamanaka Inozaki?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Episódio 23 | A Princesa Branca   Qua 30 Mar 2016, 13:26

— Não precisa me agradecer, Keisei-sama, de verdade, hahaha. — Iniciou simpaticamente Inozaki, mostrando-se ainda aparentemente tímido com aquela nobre presença na sua frente. — Bem, eu não sei muito o que dizer. Eu estou aqui por acaso, na verdade. Simplesmente aconteceu de eu conhecer Tooru-san ontem, que pediu que eu viesse aqui para me agradecer de forma mais apropriada. Me deparei com Nagi-sama sem querer também, acredito que se fosse com qualquer outra pessoa daqui eu não acabaria sendo recrutado para auxilia-lo, hahaha. Ela possui uma personalidade engraçada, eu me divertiria trabalhando com ela.

O Yamanaka realizou uma breve pausa, em sinal de que passaria a ser um pouco mais sério. — Mas... Do mesmo jeito que foi ao acaso, também não foi. Tudo aconteceu porque eu sou um seguidor seu, Keisei-sama, mesmo que das sombras. Como você mesmo disse, a irmandade dos três clãs à qual pertenço é neutra. Haweda-san se destacou por sua inteligência e decidiu apoiar o Conselho. Porém ele não é o único inteligente, capaz de escolher um lado. Não escolher nenhuma das "facções", se eu puder chamar assim, é a mesma coisa que escolher uma: a que vai ganhar. Na minha visão, se Omeshirama ganhar, então os nossos clãs apoiaram ele até então, por permitirem que ele seja eleito. Eu não posso ficar parado e assistir a alguém como o líder dos Senju, com o seu temperamento, tornar-se Hokage. Eu reconheço as suas habilidades e a sua história, mas não acho que Konoha precise de alguém com tal histórico recente como líder. Konoha precisa de você, Keisei-sama, e eu estou aqui para ajudar a concretizar isso. — O Yamanaka levou a mão à cabeça, coçando-a, como se estivesse ainda em dúvidas do que dizer, visto a forma repentina que os eventos haviam tomado. — Eu não posso fazer nada, se todos à minha volta me dizem para não me envolver. Eu estava apoiando de longe, até agora. Se eu puder ter a honra da oportunidade de auxilia-lo, garanto que farei tudo ao meu alcance para tal, mesmo que isso signifique agir contra a irmandade dos três clãs. Mesmo que eles não aceitem, o melhor para Konoha é o melhor para eles. E neste exato momento, o melhor é você, Keisei-sama. É isso que eu quero.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 23 | A Princesa Branca   Sex 01 Abr 2016, 13:45

Os olhos brancos fitaram Inozaki, e assim ficaram por instantes que pareceram séculos, enquanto Keisei se debruçava levemente sobre a mesa, apoiando-se com os cotovelos e unindo as mãos frente ao queixo, em sinal de reflexão. Naquele momento, o Yamanaka não havia como saber se suas palavras haviam alcançado do líder dos Hyuuga, e cada segundo de espera testava o controle de sua aflição. Não poderia fraquejar, não ali.

— Pois bem, Yamanaka Inozaki. Acreditarei em suas palavras — disse finalmente, quebrando o silêncio e a seriedade com um sorriso tranquilo — Aceitarei sua ajuda... E sobre isso, você, como um Yamanaka, possui utilidades das mais diversas e importantes, mas Nagi pôs o olho em você, e se não for com ela para a próxima missão eu tarei uma dor de cabeça... Francamente... preciso parar de mimar essa menina, mas tenho coisas mais importantes para me preocupar e não quero ter que lidar com sua birra...

Keisei coçou levemente o queixo, como quem está prestes a fazer algo que não gostaria e tentar pensar em outra solução, sem obter êxito.

— Faremos o seguinte. Embora Konoha esteja passando por esse período conturbado, o mundo ao nosso redor não para, e precisamos manter nossos compromissos, até para não demonstrar fragilidade perante as outras vilas. Em três meses será realizado o Chuunin Shiken, sediado em Suna. Todas vilas participantes enviarão ninjas até lá para acompanhar os preparativos. Como sempre fui responsável em ajudar o Sandaime nas tarefas diplomáticas e administrativas, sugeri ao Conselho que deixasse isso por minha conta, assim eles poderiam se preocupar com os assuntos internos da vila. Amanhã um ninja de meu clã irá a Suna para esta tarefa, e Nagi irá junto. Como ela pessoalmente o “requisitou”, então você a acompanharia também. Sei que é bem “em cima da hora”, mas... O que me diz?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Episódio 23 | A Princesa Branca   Sex 01 Abr 2016, 16:45

Inozaki coçou a cabeça, como se tivesse chegado a uma conclusão de maneira repentina, mediante as palavras do líder dos Hyuuga. — Considerando a personalidade de sua irmã, mesmo eu tendo conhecido ela há apenas alguns minutos, posso supor que você não confiaria a ela uma tarefa diplomática de tamanha importância. Neste caso... Ela provavelmente vai apenas como representante de seu nome, o que dá ao segundo integrante a responsabilidade de tal tarefa. O que deixa pra mim... Cuidar de Nagi-sama.

O Yamanaka sorriu de maneira alegre e confortável, conforme continuou: — Pode deixar, Keisei-sama. Farei tudo ao meu alcance para deixa-la segura e também para não permitir que nada atrapalhe os preparativos para o Chuunin Shiken, mesmo que venha da própria Nagi-sama, hahaha. — Brincou, embora suspeitasse que a personalidade difícil da princesa do clã Hyuuga fosse realmente capaz de interferir em algo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 23 | A Princesa Branca   Qui 19 Maio 2016, 05:23

[17:45] Ano 01 - Mês 01 - Dia 10 | País do Fogo

Na manhã do dia seguinte, conforme o combinado, Inozaki partiu de Konoha, junto de Hyuuga Shinji, o jounin sobre o qual Keisei havia falado, e, logicamente, Nagi. A garota esbanjava mais vivacidade do que no dia anterior, e o Yamanaka lidava com isso da forma que podia. O grupo caminharia despreocupadamente pelas estradas principais até Suna. Por não ser uma missão sigilosa, e por não portarem qualquer coisa de valor, o risco de serem atacados era mínimo.

O risco era mínimo, mas não inexistente, e isso foi provado. No fim da tarde, quando já cogitavam parar para procurar algum lugar pra repousar, cinco ninjas apareceram na estrada, rodeando o grupo, sendo que todos eles lançaram kunais com tarjas explosivas simultaneamente. Por sorte, Inozaki havia notado a aproximação deles segundos antes da mesma ocorrer, e não havia sido pego de surpresa. Entretanto, uma estranheza óbvia lhe veio à face ao notar que ambos os Hyuuga que estavam consigo pareciam ter se surpreendido com o ataque inimigo.

A surpresa dos Hyuugas aliados não viria a atrapalhar-lhe. Independente de como estes reagissem aos ataques, fossem bons ou não, cabia ao Yamanaka primeiro fazer a sua parte em desviar daquelas kunais. Apoiando-se em uma das pernas, direcionou o corpo para uma trajetória que o apontasse para longe das futuras explosões e então disparou em corrida, afastando-se. Esquivar-se era uma das especialidades de Inozaki, e para tal a sua confiança era mais que existente. A preocupação residia nos membros de sua equipe.

Quando as kunais alcançaram o ponto de impacto, Inozaki já havia partido dali segundos antes. O ninja jogou-se para o lado, dando uma cambalhota para amortecer a queda, e virando-se logo em seguida ao completar o movimento, pondo-se de pé. Quando observou seus dois companheiros, viu Nagi e Shinji girarem o corpo ao redor de si mesmos, criando uma meia-esfera de chakra cada e repelindo completamente os ataques. Ao que parecia, eles não foram totalmente surpreendidos pelo ataque, no fim das contas.

A fim de analisar a situação com a devida calma, Inozaki usou de sua extrema velocidade e furtividade para ocultar-se em meio às árvores. Lá, buscaria observar os inimigos com atenção. Se usar de seu jutsu fosse realmente necessário, então errar não era uma opção. Conseguiu sair do lugar rapidamente, aproveitando um ínfimo segundo de distração do grupo inimigo. Logo em seguida, viu Shinji e Nagi assumirem uma posição ofensiva e avançarem contra os inimigos.

Os inimigos passaram parte do combate tentando achar a posição de Inozaki, mas era em vão. O Yamanaka era realmente perito na arte de se esconder, e manteve-se assim durante toda a luta, sem cerimônias. Apesar de serem cinco ninjas, todos vestidos de negro, eram visualmente inferiores ao próprio Inozaki, e ainda mais aos Hyuuga que os combatiam. Quando a luta parecia irremediavelmente tendenciosa ao fracasso inimigo, o grupo empreendeu uma fuga. Entretanto, Shinji não deixaria que todos escapassem. Concentrando chakra na palma da mão direita, projetou-a para a frente, expelindo um ataque de médio alcance que atingiu um dos fugitivos pelas costas, fazendo-o rodopiar no ar e cair ao chão, abatido. Os demais, medrosos, deixaram o companheiro caído, salvando suas próprias vidas.

— Covardes... — disse o Hyuuga.

Inozaki surgiu ao lado dos companheiros, tratando de observar o inimigo caído. — Me desculpem por isso, mas eu não sou muito bom em combates, hahaha. — Proferiu, com a sua voz alegre e habitual, que para quem sequer tinha feito algo na luta até que estava normal demais, como se achasse perfeitamente comum não ter feito nada ali. — Então, acho que agora é a minha vez né? Devo "interrogar" o suspeito? — Como se já esperasse uma resposta afirmativa, já andava na direção do alvo caído.

— Não, por favor, me deixem ir! Não vão conseguir tirar nada de mim, além de minha vida! Me deixem! — implorava o inimigo abatido ao ver Inozaki se aproximando.

O Yamanaka simplesmente ignorou as preces do inimigo, que mal tinha forças para se manter de pé. Ajoelhou-se próximo a ele e colocou a mão sobre sua cabeça, para então usar a aclamada técnica de interrogatório de seu clã. Ao iniciar o jutsu, viu em sua mente somente a imagem de um homem, um ninja de cabelos grisalhos, mas cujo rosto não podia ser distinguido. Logo em seguida, tudo se apagou, e então sentiu sua mão quente, como se a tivesse colocada sobre o fogo.

Ao abrir os olhos, viu seu alvo de interrogatório arder em chamas, gritando de dor. De imediato retirou a mão de sua cabeça, tendo queimado-a levemente, mas nada que pudesse lhe causar preocupação. Shinji, que estava ao seu lado, não esboçou qualquer reação, contrariamente a Nagi, que deixou escapar um suspiro de surpresa, levado a mão até a boca para se conter.

A surpresa tomou conta da feição do Yamanaka que, ao observar a cena, não foi capaz de disfarçar o quão perplexo se encontrava perante tudo aquilo. Olhou de lado para os companheiros, como se observasse a reação destes, visto que não os conhecia ainda. Após isso, nada expressou, restante somente seriedade em seu olhar. — Do pouco tempo que tive para observar a mente dele, só consegui ver a imagem de um homem. Só resta saber se o veremos em breve. Não consegui reconhece-lo. - Ao final, aguardou a liderança de algum deles para retomar a caminhada ou parar para descansar.

— Esse foi o ataque surpresa mais bizarro que já vi... e no final ainda sacrificaram um dos seus... Algo totalmente sem sentido... Mas foi o suficiente para ficarmos em alerta. Embora nós não tenhamos nada a temer se oponentes ridículos como estes aparecerem novamente em nosso caminho. — disse Shinji que de fato não parecia sequer ter suado em sua luta. — Eu já havia notado um bom lugar para ficarmos, enquanto lutava com o Byakugan. Vamos por aqui... E recomponha-se, Nagi. Não é a primeira vez que você vê alguém morrer em combate. Não faz sentido ficar assim. — disse por fim, passando a andar para a margem esquerda da estrada, em direção ao bosque. Após ouvir aquelas palavras, Inozaki de fato concordou que a reação da Princesa era inoportuna para a cena. Ninjas morrem, e ela já deveria saber disso.

Inozaki seguiu Shinji, tal como Nagi. O trio acampou e passou a noite sem sustos, assim como os dois dias restantes de viagem. Na tarde do terceiro dia, chegaram a Suna.





[13:15] Ano 01 - Mês 01 - Dia 13 | Suna

A Vila da Areia estava do mesmo jeito como Inozaki se recordava, embora só a tenha visitado uma única vez, anos atrás, num curto intercâmbio. E desde aquela época Konoha já mantinha boas relações com Suna. Na entrada, precisaram se identificar, e apresentar uma carta de apresentação assinada pelos três membros do Conselho. Normalmente, seria assinada pelo Hokage, as a direção interina de Konoha pretendia fazer com que tudo continuasse a correr bem, na medida do possível.

O grupo foi recebido por um ninja, cujo nome foi ouvido e logo esquecido pelo Yamanaka. Tal shinobi agiu como um guia inicial, levando os três ninjas de Konoha pelas ruas de Suna, calmamente, apontando para as instalações mais notáveis até finamente chegarem ao palácio do Kazekage. Entraram, cumprimentando e se apresentando a diversos outros rostos e nomes que também foram logo esquecidos, para então chegar à sala do Kazekage.

— Bem vindos, caros amigos da Folha! — disse o líder supremo da Areia logo que os três adentraram. —Por favor, sintam-se à vontade. Sentem-se — completou, apontado para as quatro cadeiras que estavam frente à sua mesa.

— Obrigado por nos receber, Kazekage-sama. Mal esperava que fosse se dar a esse trabalho, mas sinto-me honrado com a chance de conhecê-lo. — respondeu Shinji, fazendo uma leve referência, enquanto puxava a cadeira para se sentar.

— É um prazer conhecê-lo, Kazegake-sama. Sou Nagi, irmã de Hyuuga Keisei. Ele me pediu para lhe dar todas as felicitações e agradecer por ajudar Konoha nesse tempo difícil... e prosseguir com os preparativos para o Exame Chuunin! — enquanto dizia, estendia um pequeno pacote cúbico, adornado com figuras douradas, notadamente um presente. — É uma expressão do agradecimento de meu Onii-sama.

— Ora! Muitíssimo obrigado — disse o Kage cordialmente, enquanto apanhava o pacote.


Última edição por Fësant em Sex 10 Jun 2016, 12:40, editado 5 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 23 | A Princesa Branca   Dom 05 Jun 2016, 21:39

— Prazer, sou Inozaki. É uma honra poder dialogar com você, Kazekage-sama. — Sorriu alegremente, o Yamanaka, fazendo reverência em tom de respeito. Ao assistir o líder da Areia receber o pacote, fez questão de prestar atenção em tudo ao seu redor, dando destaque às feições dos demais. Afinal, buscava entender que tipo de personalidade residia em cada uma das pessoas daquela sala. Como alguém devoto a não lutar, Inozaki parecia dar importância demais a todo o resto, principalmente no quesito social. Sentado em sua cadeira como instruído, limitou-se a assistir o restante da conversa.

— Os ninjas de Konoha são todos bem educados, nunca me acostumo. Haha! — comentou ele, após ouvir as palavras de todos. Enquanto isso, pegava o presente dado e guardava em uma das gavetas de sua mesa. Sem cerimônias, voltou a falar. — Pois bem... Em verdade, ficou admirado de Konoha conseguir cumprir seus compromissos externos estando nessa situação. A morte do Sandaime foi uma grande perda para o mundo ninja. Eu próprio o considerava inigualável, embora não tenha chegado a lutar ao seu lado. — o final da explicação era um tanto óbvio. Kiyomichi, o Yondaime Kazekage, era jovem, com aproximadamente 30 anos em aparência. Apesar do sorriso cordial, tinha uma expressão séria, com olhos fundos e de cor negra. Os cabelos de mesma cor eram longos, presos ao final. Trajava somente uma malha preta, tendo o manto de Kage pendurado no encosto da poltrona onde se sentava. O estranho em sua aparência era somente um colar de grossas esferas, alternadas nas cores branca e preta, com um pingente também grande ao final, com o símbolo yin-yang. Pendurado no pingente, e na altura dos ombros, havia selos de papel, com escritos totalmente desconhecidos pelo Yamanaka.

— Mas sei que Konoha estará futuramente em boas mãos. Não há melhor sucessor a Hokage senão Keisei-san, e o Conselho de Konoha também julgará dessa forma. — completou o Kazekage,

— Sim! Meu onii-sama é o mais indicado a Hokage! Só ver o esforço dele em manter nossa vila em ordem mesmo em tempos conturbados... Ele tem tanto pesos nos ombros... — concordou Nagi, abatendo-se tristemente ao final. Embora tenha iniciado a conversa no tom alegre com o qual o Yamanaka a conheceu, Hyuuga Nagi passou parte dos dias de viagem inquieta e pensativa, sem nenhum motivo aparente. Se Inozaki pudesse estabelecer um marco para esse comportamento, provavelmente seria o ataque ao grupo no início da viagem.

— Sim, ele tem muitas responsabilidades, Nagi. Mas o fato de estar aqui já prova o quanto se importa com seu irmão, e ele com certeza reconhece isso! — consolou o Kage. — Mas tratando do assunto principal: o Exame Chuunin. Como vocês sabem, os demais representantes das outras vilas estiveram aqui uns dias antes, então vocês são os únicos. Pelo mesmo motivo, já foram tomadas as principais decisões, infelizmente, ou o cronograma ficaria muito atrasado. Todavia, em respeito ao falecimento do Sandaime Tatsunori-dono, todos concordaram em ouvir a opinião de Konoha ainda, mesmo tardiamente. Como vocês chegaram hoje de viagem, não seria oportuno cuidar dessas coisas. Descansem e amanhã poderão avaliar as instalações e regras definidas para o Exame Chuunin.

— Um segundo! Perdão interrompe-lo, Kazekage-sama. Mas antes que continue, seria inoportuno da minha parte requisitar as decisões tomadas até então e ter a oportunidade de avalia-las até nosso encontro de amanhã? Meus companheiros estão cansados, mas não é exatamente o meu caso, hehe. Não me esforcei tanto quanto eles na chegada até aqui, então estou bem disposto! — Ao final de seu pronunciamento, fez questão de olhar fixamente para os olhos do Kage, demonstrando confiança e determinação em relação ao que fora dito. Inozaki parecia querer participar o máximo possível daquela missão, afinal se dependesse de suas atribuições ali, ficaria somente olhando a missão toda. Havia que agir por conta própria, por menos importante que parecesse todo e qualquer detalhe.

Kiyomichi sofreu uma leve surpresa ao ouvir o pedido de Inozaki. Provavelmente, pelo fato de o mesmo claramente não pertencer ao clã Hyuuga, imaginou que o Yamanaka estaria ali como mero apoio, para dar mais segurança na viagem, ou qualquer outro motivo. Antes de responder, o Kazekage olhou para Shinji, como quem busca uma aprovação. O Hyuuga acenou com a cabeça, e então o Kage respondeu. — Claro! Pedirei que lhe entreguem os documentos atuais antes de saírem. Confesso que fiquei surpreso com seu pedido, mas vendo pelo seu porte físico é notório que não veio aqui como guarda-costas. Aliás, que Hyuuga precisa de guarda-costas? — comentou, rindo. E então perguntou — Há algo mais em que possa ajudar por hoje?

— Só isso está bom, Kazekage-sama! Muitíssimo obrigado! — Respondeu sorridente, Inozaki, embora ainda mantivesse a feição pensativa como se buscasse algo mais para pedir. Mas por hora, permaneceu observando.

— Também agradeço, Kazekage-sama — disse também Shinji, acenando levemente com a cabeça em reverência. — Então, se não se importar, já nos vamos.

— Sim, sim. Aproveitem para conhecer a vila pelo restante da tarde. E mais uma vez: bem vindos a Suna!

(...)

Inozaki mal teve tempo de ler os documentos ou sequer pensar se iria passar o resto da tarde conhecendo da Vila Oculta da Areia ou não: Nagi tratou de decidir isso pelo Jounin, da mesma forma que decidiu que ele a acompanharia na viagem no mesmo dia em que o conheceu. Dessa vez, andariam sem um guia, somente os dois. Shinji preferiu descansar da viagem e cuidar das acomodações. E assim, do jeito estonteante dela, a moça agarrou o Yamanaka pelo braço direito e saiu perambulando pelas ruas exóticas de Suna. Tudo na vila era diferente de Konoha: o clima, as construções, as pessoas e suas vestes. No fim, tudo era feito para se acomodar ao ambiente desértico que envolvia Suna. Não demorou muito em começarem a andar, e logo uma apatia voltou a apagar o rosto da jovem kunoichi. Inozaki percebeu que a mesma havia diminuído o passo, inconscientemente. Sem olhar para seu companheiro de passeio, falou-lhe.

— Inozaki-kun... Você me parece ser bem inteligente... Notei isso desde que trocamos poucas palavras... Me diga sinceramente: o que acha que está ocorrendo em Konoha? O líder da Anbu realmente matou o Hokage? Sabe... eu tento conversar com o onii-sama, mas ele evita. Diz que eu não devia me preocupar com isso e que tudo será resolvido no final...

— Nagi-sama, eu não sei se alguém na minha posição deveria opinar a respeito disso. Sou só um peão, haha. Mas até peões podem apoiar grandes líderes, como é o caso de seu irmão. — Inozaki realizou uma pausa, respirando profundamente, conforme retomou. — Mas eu nunca recusaria um pedido seu, é claro. Então, na minha humilde opinião, eu não acredito que o líder da ANBU assassinou o Hokage-sama, mas também não tenho informações o suficiente para suspeitar fortemente de alguém. Sobre Konoha, acho que a fase não está nada boa. Queria descobrir mais a respeito, entender de verdade o que está acontecendo. Sei que pode parecer inoportuno dizer isso na sua frente, mas confesso que farei a minha parte pelas sombras também. Enquanto auxilio o seu irmão com a minha vida, estarei ao mesmo tempo investigando a fundo o ocorrido. Ele nunca me contará nada, afinal ele quer proteger todos nós, até da verdade. Então eu, um mero peão, agirei por conta própria também. Eu farei Keisei-sama o próximo Hokage, custe o que custar. — Olhando para baixo, como se não se achasse no direito de olhar diretamente nos olhos de Nagi,  Inozaki escondia uma espécie de vergonha por sua confissão,  sua vontade e seus ideais.

Nagi ouviu as palavras de Inozaki olhando ora para o mesmo, ora para a frente, enquanto ainda andavam. Em seu rosto ainda permanecia a expressão abatida, mesmo ouvindo do Jounin a promessa de que faria o que tivesse ao seu alcance para tornar Keisei o novo Hokage. — Você não é um mero peão... Nenhum de nós somos. Somos ninjas! Tanto é que você vai usar de sua autonomia para agir em conta própria, pelo bem de meu onii-sama... Eu concordo que ele quer me proteger, até da verdade, mas fico sentida... Poderia confiar um pouco em mim... Ele se fecha tanto em si mesmo que acaba me fazendo pensar em besteiras... Ah! Vamos esquecer esse papo feio. Não vim aqui como diplomata, mas sim como turista. Vamos, Inozaki-kun! — disse a jovem, forçando-se a recuperar o bom humor e voltando a puxar o Jounin pelo braço.

(...)

O passeio compulsório com Nagi pareceu mais cansativo a Inozaki do que a própria viagem. Em sua mente tinha quase a certeza de ter conhecido a Vila da Areia por completo, andado às pressas de um lado para o outro, sendo puxado pela irmã do líder dos Hyuuga. O perambular somente cessou quando a escuridão e o frio da noite do deserto decretaram o fim do turismo. Já em seu quarto, que ficava no mesmo corredor dos quartos de Nagi e Shinji, em uma das melhores pousadas da vila, o jounin agradecia pelo merecido descanso. E foi que uma importante lembrança lhe veio à mente: fazia dias que não se comunicava com seu suposto verdadeiro chefe, Omeshirama.

Em meio ao seu quarto, sentado sobre a cama, Inozaki assumia uma postura e formas tais quais de alguém meditando. Talvez fosse um disfarce para o que estava realmente fazendo ou simplesmente se concentrava melhor assim. Fosse como fosse, não demoraria até que a sua voz telepática atingisse o seu contato. Um espião estaria por ali próximo, conforme o combinado com Omeshirama. Assim que o identificou, tratou de ir direto ao assunto, afinal quanto mais curta a troca de informações fosse, melhor. "Fomos atacados por um grupo de shinobis durante o trajeto até aqui, sem grandes informações a respeito ainda de quem eram, ou por quem foram enviados. Amanhã trataremos dos assuntos a respeito do Chunin Shiken e acho que é só. Aguardo informações da situação atual de Konoha, tudo que pareça importante ou estranho."

O ninja infiltrado subordinado a Omeshirama, que foi orientado a se identificar somente por códigos, ouviu a mensagem simples e direta, e respondeu da mesma e necessária forma. "Captado. Também tenho informações a dar..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 23 | A Princesa Branca   Dom 05 Jun 2016, 21:53


Encerramento



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Episódio 23 | A Princesa Branca   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Episódio 23 | A Princesa Branca
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Dungeons em Dragons(Caverna do Dragão) Ultimo Episódio
» [EVENTO] MONTE SUA QUEST BASEADA NOS EPISÓDIOS DA SÉRIE POKEMON!
» Episódios Shippuuden [Spoiler-Alert]
» Assustador! - Episódio 1 "A Mansão Velha"
» Star Wars Episódio VII: O Legado dos Sith (Crônica Livre)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto: Shinobi no Sho - Sistema D8 de RPG :: Naruto RPG Online :: Episódios :: 2ª Temporada: Folha e Pedra-
Ir para: