Fórum destinado a divulgação e composição do RPG - Naruto ''Shinobi no Sho'' - Sistema D8
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Menu
CSS MenuMaker
Últimos assuntos
» Apresente-se
Sex 25 Ago 2017, 23:48 por George Firefalcon

» Episódio 49 | A Reunião
Dom 06 Ago 2017, 19:15 por Fësant

» Dúvidas do Sistema
Ter 01 Ago 2017, 11:33 por Fësant

» Episódio 46 | Ou Himitsu?
Seg 26 Jun 2017, 02:57 por Fësant

» Episódio 48 | Encontros Esperados
Sab 24 Jun 2017, 18:09 por Inozaki

» Episódio 47 | De volta a Konoha
Seg 12 Jun 2017, 14:46 por Fësant

» Episódio 45 | Shu
Seg 12 Jun 2017, 14:19 por Fësant

» Episódio 44 | A Aliança
Seg 12 Jun 2017, 14:11 por Fësant

Parceiros

Licença
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Compartilhe | 
 

 Episódio 12 | Espionagem

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Episódio 12 | Espionagem   Ter 21 Jul 2015, 23:40


Ano 01 - Mês 01 - Dia 02

[08:00] Konoha. Centro de Policiamento Uchiha

O dia após o atentado contra o Hokage nasce. Na noite anterior, vários acontecimentos ainda deixariam suas marcas na Vila Oculta de Konoha. Mas, para Zeru, nada disso importava naquele momento. Como exímio shinobi, estava concentrado de todas as formas em cumprir seu papel e se infiltrar dentro da sede do Centro de Policiamento Uchiha, passando-se por Wataru Satoshi.

Com sua maestria na técnica básica Henge no Jutsu, assumiu a aparência de Wataru, e trabalharia em seu lugar naquela sede, atuando como responsável pela manutenção dos equipamentos. Ao se aproximar do Centro, buscava andar da maneira explicada pelo dossiê e documentos cedidos por Jouichirou. Percebia um grande fluxo de shinobis entrando e saindo, algo que julgava incomum, apesar de não ter ido até aquele prédio mais que duas vezes. As pessoas apressadas se esbarravam em Wataru e mal se davam ao trabalho de lhe pedir qualquer desculpa, ignorando completamente a presença e importância daquele homem.

Zeru, então, estava postado em frente à porta do Centro, pronto para dar o início efetivo à sua nova missão.


Abertura




O ninja adentrou o Centro de Policiamento, e a cada passo foi notando que a presença de Wataru era de fato pouco notada. Ninguém o cumprimentava ou lhe dava um bom dia. Mal lhe dirigiam o olhar. Aproveitando desse fato, o ANBU vagou calmamente pelas instalações, a fim de conhecer melhor o lugar.

O pequeno saguão de entrada possuía um balcão, no qual três agentes se colocavam à disposição dos civis para ouvir suas requisições e problemas. Passando pelo corredor à direita, havia acesso a outra sala, com somente uma mesa e um agente. Esta era a destinada ao atendimento aos shinobis. Na sala seguinte, havia a secretaria, onde provavelmente ficavam os registros dos casos. Na última sala do corredor, estava o lugar de descanso dos agentes, com mesas, cadeiras, poltronas, estantes com livros. Na porta à frente da sala de descanso, estava a sala do capitão da unidade.

Virando à esquerda para o próximo corredor, encontrava-se uma entrada para o refeitório. Em frente à entrada do refeitório, estava a sala de equipamentos, o lugar onde Wataru deveria trabalhar. Por fim, no final do corredor, em uma parte já distante, estava a carceragem, naquele momento vazia. Quando estava voltando da checagem na carceragem, Zeru ouviu um grito raivoso dirigido a si.

— Wataru! Wataru!! Que diabos está fazendo perambulando por aí parecendo um cachorro perdido?! Vá para a sala de equipamentos! Providencie pergaminhos de selamento, bloco de notas e kunais para três equipes. Eles estarão lá em alguns minutos. Anda, vá! — gritava o homem de idade já um tanto avançada, olhos negros, como todos que circundavam aquele lugar, e cabelos curtos e grisalhos. Pelo rosto, aparentava ser o capitão do Centro, Uchiha Aguri.


Última edição por Fësant em Qua 12 Ago 2015, 19:14, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Qui 23 Jul 2015, 01:40

Zeru não foi capaz de dormir durante aquela noite, não pela adrenalina que ainda corria por suas veias devido a alta frequência dos seus batimentos cardíacos, não pela sensação de fracasso e frustração por ter quase posto tudo a perder, mas sim pelo seu senso de dever e postura minimalista para com suas obrigações. O Anbu tinha poucas horas para se tornar Wataru Satoshi não só de corpo, como também em alma, ele deveria ser capaz de substitui-lo e estar acima de qualquer suspeita, uma vez que não poderia aceitar um segundo fracasso.

Levou um pouco menos de duas horas para "reorganizar" a casa do modo como o Wataru original havia deixado, a bagunça era um mal necessário a ser mantido, a parte mais fácil de se fazer se não fosse a natureza perfeccionista do Shinobi, mas não foi nada que ele pudesse engolir e seguir em frente. O que deu real trabalho foi remontar a armadilha que quase colocara tudo a perder, Zeru foi forçado a remontar os mecanismos e reconstruir o teto de modo que as kunais e os sinos sobre eles estivessem ali como se nunca tivessem sido utilizados. Após tal serviço dedicou o restante da noite para investigar a fundo o que Wataru fazia em sua residência durante as semanas que antecederam aquela noite, buscando pistas da sua culpa ou inocência no atentado ao Sandaime.

Era provável que ele teria que manter sua infiltração por bem mais que um dia, sendo assim não faria sentido dedicar todo seu tempo aquela investigação em particular, pois ele deveria estudar o Centro de Policiamento Uchiha para fazer com que o lugar lhe parecesse familiar frente aqueles que o conheciam. A noite foi longa, mas Zeru estava preparado para fazer o que deveria fazer, o dia raiou e de forma disciplinada ele não demorou para estar diante daquela construção onde um dos clãs mais misteriosos e obscuros tinham grande poder e influência, e que ele deveria investigar se os mesmos tinham algum envolvimento com a dia que se passou.

No primeiro momento ele quase pode sentir pena de Wataru Satoshi, mesmo se tratando de um alguém sem talento a forma como o poder era tratado como status por certos shinobis era cruel e egoísta, mas perfeita para ele que deveria passar despercebido aos olhos dos demais. Zeru adentrou no Centro de Policiamento fazendo um breve reconhecimento de modo que sua memória assimilasse o conteúdo que havia lido e estudado com a noção de espaço que o local se apresentava, ele havia aparentemente aprendido bem, pós conseguira se sentir em casa em um terreno totalmente desconhecido. Imaginou que levaria tempo até fazer contato com alguém que ele pudesse dedicar seus sentidos para espionar, mas se viu surpreso quando a primeira pessoa que se dirigiu a ele era Uchiha Aguri.

Aguri tinha uma reputação sólida mesmo entre os Uchihas, dentro de um clã paranoico chegar onde ele chegou era algo de grande mérito e reconhecimento, ocupando um cargo que exigia extrema responsabilidade existindo poucos outros que demandavam tamanha pressão. Ele se revelou com alguém duro e implacável, não podendo esperar menos que isso, um líder competente uma vez que de todos ali presentes fora o unico que "enxergou" Wataru, mesmo este não sendo digno de ser notado. Mantendo seu disfarce fez uma reverência se mantendo calado enquanto correu para sua sala afim de atender a ordem que lhe fora dada. No interior da sala de equipamentos preparou os materiais que seriam utilizados na missão que seriam utilizados, Zeru cuidou da burocracia como se trabalhasse com aquilo a anos, e viu naquele instante o primeiro foco de suas investigações.

O material para as três equipes foi preparado com eficiência, mantendo assim sua função acima de suspeita, mas consultando os registros recentes começou a cruzar informações de todo equipamento que deixava o Centro de Policiamento com as missões em que eles deveriam ser usados, seu objetivo era descobrir se houve desvio de equipamentos e incoerências nas demandas, a começar pelo próprio Wataru Satoshi que seria alguém capaz de fazer tais desvios sem que ninguém percebesse ... Se os equipamentos e materiais utilizados no atentado contra o Hokage saíram dali, ele certamente descobriria.

Ao mesmo tempo um dos talentos de Zeru se sobressaiu, sendo ele capaz de realizar multitarefas de forma simultaneamente aguçou sua audição com o auxilio do Ondou para que ele fosse capaz de captar tudo que era falado dentro daquele prédio, sua audição seletiva se focava em ciclos em todos os cômodos do Centro de Policiamento formando na sua cabeça um sistema de "Câmeras de Vigilância Auditivas" que em tempo real faziam traduções dos sons captados para que ele os filtrasse de modo a selecionar o que seria útil para a sua missão ... Arranjados todos os preparativos tudo que poderia contar é que aquele dia fosse um daqueles que ele teria sorte de imediato.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Sab 25 Jul 2015, 14:18

Zeru então folheou com cuidado e atenção todos os documentos a que tinha acesso naquela sala. Comparou datas, quantidades, valores e usos. Tudo se encaixava perfeitamente. Analisando mais afundo, o ANBU notou que todos os equipamentos usados pelos agentes do Centro de Policiamento são fabricados pelo próprio clã Uchiha, ou trazidos e outras fontes variáveis como carregamentos extras para completar o estoque, o que indicava que o controle de equipamentos dali era independente e separado da central da vila. No fim, constatou que toda a chegada de carregamentos era assinada por Uchiha Aguri.

Enquanto estudava os documentos, Zeru tentava prestar atenção nas conversas que ocorriam dentro do prédio. Nada que lhe gerasse desconfiança foi ouvido ao primeiro momento. Dentre as falas, descobriu que alguns combates pareciam ter ocorrido na noite passada, mas não conseguiu ter mais detalhes a respeito. Também notou que por causa desses embates o Centro estava mais ativo que o comum, estando o corpo de agentes mobilizado para se dirigir até os locais das lutas, para talvez reunir informações. Entretanto, uma conversa em particular chamou a atenção do espião.

— Essas lutas... e encontraram até o corpo de um Senju nos arredores da vila, você soube? Eu tenho um certo receio de onde isso irá parar...” — disse a primeira voz masculina.

— Um Senju? Tsc. Menos uma erva daninha na face da terra...” — respondeu uma segunda voz, também de um homem.

— Mas tudo isso é para o bem de Konoha e de nosso clã.” — disse novamente a primeira voz.

— Ssssshiu! Tenha mais cuidado com o que fala. Não é porque estamos no Centro que não pode ter alguém espiando. Todos estão fazendo seus movimentos, e devemos fazer nossa parte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Sab 25 Jul 2015, 16:00

-- ... ?!?!

Suspeitas somente aumentavam e pareciam render-lhe novas hipóteses, mas da nada valia suas hipóteses se não pudesse prova-las, a trama que Konoha estava envolvida fora tecida de forma prudente e eficiente, poucas pontas soltas pareciam ficar expostas e as que se destacavam pareciam cada vez mais distantes de serem alcançadas. Zeru se mostrou surpreso ao constatar que todo o registro das demandas de equipamentos utilizados ali batiam com perfeição,mas nada o surpreendeu tanto quanto descobrir que os Uchihas eram responsáveis por manufaturas a maior parte dos equipamentos utilizados no Centro de Policiamento, o a parte restante era terceirizada por alguma outra fonte e está era regulamentada e organizada pelo próprio Aguri.

Aquela revelação pareceu ainda reforçar a participação dos Uchihas no atentado ao Hokage e a crise que sorrateiramente estava se espalhando pela folha, eles poderiam ser os grandes responsáveis e arquitetos do ataque, como também podem apenas ter dado os recursos necessários para a manobra ser executada, mas as evidências ainda eram escassas para que pudesse fazer uma acusação formal. Zeru buscou se aprofundar na sua investigação, buscando nos papeis ali reunidos o local onde os armamentos eram fabricados e de onde vinham os equipamentos terceirizados, talvez com sorte ele pudesse cruzar informações que apontassem uma pista solida que pudesse ser utilizada para revelar os responsáveis pela sua missão ter sido lhe dada.

Mantendo sua capacidade multitarefa Zeru se concentrou no Ondou uma vez que depois de algumas horas finalmente ele pareceu captar alguma informação útil. Por mais cautelosos que fossem as pessoas sempre falavam mais do que deveriam, mesmo shinobis não eram diferentes. Sua audição potencializada lhe trouxe uma informação que no mínimo lhe era suspeita ... Um Senju morto fora dos muros mas nós arredores da Folha ?! E o Centro de Policiamento pareceu demandar poucos esforços ou fazer pouco caso do ocorrido ?! Mesmo se tratando de um Senju ele deveriam fazer o seu trabalho, a inimizade entre Uchihas e Senjus vinha de muitas gerações, mas ainda assim pertenciam a mesma vila, sendo assim tratar um homicídio de um companheiro como algo de extrema seriedade.

A forma como o assunto era discutido deixava a entender que os Uchihas sabiam mais do que era para se saber, algo estava ocorrendo internamente dentro do clã, e seus membros acreditavam que era em prol da folha e do próprio beneficio, e a morte de um Senju se revelou apenas como um contratempo de pouca importância ?! Por fim o final do dialogo revelou que novos movimentos estavam sendo feitos e que ele deveria acelerar sua investigação para que fosse capaz de impedir o pior. Zeru potencializou seus esforços, seu Ondou permaneceu ativo para captar mais informações enquanto tentava descobrir mais sobre a participação dos Uchihas no atentado atraves da busca do local onde os armamentos eram manufaturados e o companheiro comercial que fornecia os demais equipamentos utilizados no Centro de Policiamento ... Quanto mais se aprofundava mais o Anbu temia revelar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Seg 27 Jul 2015, 16:28

Zeru prosseguiu com seu trabalho, revendo as documentações dos equipamentos, tentando encontrar mais algum padrão dentro das compras de itens pelo Centro de Policiamento. Comparando os livros, não foi difícil constatar que as armas e demais equipamentos eram produzidos dentro da própria sede do clã Uchiha, numa pequena oficina de metais e manufaturas localizadas na porção norte do referido lugar.

Já os carregamentos adicionais eram comprados majoritariamente nas mãos de duas vilas de pequeno porte: a Vila Oculta do Som e a Vila Oculta da Grama. Embora fosse notório que ambas tivessem se tornado aliadas de Konoha após a última guerra, era fato desconhecido dos ninjas comuns sobre qualquer acordo mercantil com essas vilas além daqueles formalmente firmados pelo Hokage.

No resto do dia, nada de mais de diferente ocorreu. Com exceção daqueles dois anteriores que fizeram comentários mais displicentes, o restante dos agentes Uchiha que iam e vinham no Centro era de um cuidado exemplar. Chegada a hora do almoço, Zeru se dirigiu até o refeitório, preencheu o prato com a comida que Wataru costumava comer e depois foi até a última mesa do lado esquerdo, parando para comer sozinho, seguindo sempre os relatórios cedidos por Jouichirou. Enquanto fazia sua refeição, o chuunin notou um comentário em comum feito pelas pessoas que também almoçavam ali. “Yuurei-sama está vindo hoje aqui”.

Embora nunca a tivesse conhecido pessoalmente, Zeru sabia a quem pertencia esse nome. Uchiha Yuurei era a atual líder do clã Uchiha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Qua 29 Jul 2015, 00:32

Zeru estava fazendo progressos inesperados, o Jounin acreditava sim em suas habilidades possuía confiança e determinação, no entanto, a forma como as informações surgiam diante de si o fez questionar se os Uchihas estavam mesmo deixando algumas pontas soltas ou se Wataru Satoshi não era tão inútil e dispensável quanto parecia ou era esperado. O Genin de fato era dedicado e eficiência na sua função, mas talvez ele não tivesse a malícia de fazer seu trabalho e ocultar informações que eram prejudiciais aos Uchihas, talvez isso se desse ao fato do mesmo não pertencer ao clã, ou por pensar que não havia nada a se esconder, mas o clã responsável pelo policiamento da Folha não considerar aquela variável era algo no mínimo incongruente.

A investigação trouxe o que o Anbu pleiteava, descobrira que os Uchihas fabricava os equipamentos dentro da sua própria sede, ele poderia achar isso imprudente e uma falha de planejamento e estratégia por parte do clã, mas se tratando dos Uchihas assumiu que a arrogância e excesso de confiança dos mesmos era responsável por acharem que não seriam descobertos ou investigados. Mas o que mais o surpreendeu ainda assim fora a segunda descoberta, os "parceiros" comerciais dos Uchihas ... Som e Grama. As duas pequenas vilas tinham uma trajetória recente e encontraram em Konoha um parceiro que podia protege-las e assegurar seu desenvolvimento, e com base nisso Zeru imaginou que elas iriam sempre agir com transparência todas as ações para com a Folha, no entanto os dados que recolhera demonstrara o contrario.

Tais ações por parte do Som e Grama poderia deixar a entender que as pequenas vilas eram mais fieis aos Uchihas que a Folha em si, mas se elas estavam se arriscando tanto assim talvez significasse que os Uchihas pudessem assegurar sua proteção de forma inquestionável, do contrario eles jamais iriam se expor daquele jeito. Manufaturar armas era algo delicado, um tipo de comercio amplamente criticado para aqueles que pregavam a paz, e que deveriam ser fiscalizados como forma de boa fé entre seus parceiros comerciais, mas que naquelas condições fora violado.

Zeru preparou todos os materiais colhidos fazendo copias para que pudesse apresentar ao seu superior, quando terminou o trabalho havia chegado o horário de almoço, e ficar para trás poderia levantar suspeitas, e como havia estudado se dirigiu para o refeitório e se servindo do que Wataru comumente comia. Seus sentidos permaneceram atentos durante toda a refeição e nada pareceu suspeito, mas uma informação colhida no ar o deixou preocupado ... Uchiha Yuurei estava vindo. Zeru dedicou muito tempo e esforço para se tornar bom no que faz, existiam talvez poucos shinobis na Folha que pudessem desvendar seu disfarce e comprometer sua posição, talento que era até mesmo capaz de ludibriar Sensores, no entanto Uchiha Yuurei poderia ser uma exceção.

A Kunoichi líder dos Uchihas construiu sua reputação graças a alguns fatos notáveis, uma das melhores usuárias de Genjutsu da vila cujo poder era quase que equiparável a Keisei e Omeshirama, como um dos maiores feitos passou anos infiltrada em uma vila sem jamais ser descoberta, feito esse que fazia com que Zeru a admirasse e talvez essa experiência fosse o que comprometeria seu próprio disfarce, e além de tudo isso ela ainda possuía o Sharingan que se fosse utilizado somando suas demais habilidades poderiam por tudo a perder. Ele não conhecia Yuurei pessoalmente, mas jamais a considerou como alguém que iria colocar o clã acima da vila e que participasse de um golpe de estado, mas mesmo seus instintos poderiam se mostrar enganados alguma vez.

Zeru deveria ser cauteloso, ficar longe do radar de Yuurei, mas ao mesmo tempo próximo o suficiente para manter sua posição e continuar colhendo informações até que terminasse o expediente. Se o Anbu já demonstrava cautela desde que chegara seu estado de alerta somente aumentou, ele talvez teria 1 hora até a chegada da líder Uchiha sendo assim usaria a audição potencializada pelo Ondou para que guiasse seus passos de modo a evitar qualquer contato com a Kunoichi e ao mesmo tempo captar qualquer informação pertinente a sua missão. Era provavel que a presença dela naquele dia se desse ao Ataque feito ao Hokage, mas se ele tivesse que arriscar diria que a real verdade por trás da sua visita fosse o corpo do Senju encontrado próximo aos muros da vila.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Sex 31 Jul 2015, 00:49

(...)

Passada cerca de uma hora, o espião, com sua audição aprimorada, notou a inconfundível chegada de Uchiha Yuurei. Assim que pisou o primeiro pé no Centro de Policiamento, a mulher foi cumprimentada por todos de imediato, recebendo todas as atenções, num nível que quase chegava ao assédio, o que era até de se estranhar, haja vista a natureza mais fria da maioria dos membros do clã Uchiha.

Zeru então usou de sua audição ampliada para ter certeza de que seus caminhos e os de Yuurei não se cruzassem, o que não foi difícil. A kunoichi parecia ser uma pessoa direta. Cumprimentava a todos por quem passavam, mas só se dedicava a trocar um pouco mais de palavras com poucos, provavelmente pessoas mais íntimas, além do próprio Aguri.

Minutos depois, o ANBU ouviu a movimentação de praticamente todos os agentes que estavam lá naquele momento se dirigindo para um mesmo cômodo, a sala de descanso. E ao que indicava, Yuurei também havia seguido para o mesmo destino. A suposição imediata de Zeru é que algum tipo de reunião seria realizada, e minutos depois seu pensamento foi confirmado, quando a voz de Yuurei foi novamente ouvida, mas dessa vez de forma isolada, restante o silêncio pelos demais ninjas daquela sala.

— Muitíssimo obrigado por terem atendido tão prontamente o meu chamado. Acredito que já imaginam qual o motivo da reunião, e do porquê eu estar aqui, então serei direta — começou a falar a líder do clã. Cada vez que se atentava mais em sua voz, Zeru não podia deixar de se encantar com sua leveza e suavidade sonora. A beleza da voz daquela mulher poderia levar qualquer homem a fazer o que quisesse, e talvez, quem sabe, seja esse um dos motivos da mesma estar na posição que está.

Afastando os devaneios da mente, concentrou-se novamente na investigação, passando a avaliar cada palavra dita naquela reunião.

— Konoha entrou num período de mudanças. Acontecimentos como a morte do garoto Senju e o incêndio em um dos nossos bosques poderão ser comuns daqui em diante. Nossa responsabilidade é garantir que nenhum civil acabe perecendo no fogo cruzado das forças em disputa, além de garantir que essa disputa não transpareça para a população... Embora esse incêndio... realmente teremos trabalho se coisas desse tamanho ocorrem com frequência desnecessária. Prosseguindo... sobre nossa atuação. Todos do clã estão proibidos de se envolver por conta própria nessa disputa. Nosso sangue é precioso demais para ser derramado em nome de alguém indigno. E também, se as coisas fluírem conforme meu plano, conseguiremos alcançar nosso lugar de direito, do qual nunca deveríamos ter saído. Então, peço só que lutem ao meu lado, e o clã Uchiha não conhecerá outra coisa senão a glória!

E gritos de euforia e palmas foram ouvidos por muito tempo. O discurso de Yuurei não se estendeu mais, e nem precisava. Toda a audiência estava atiçada e cativa de seu encanto e eloquência. Conversas paralelas passaram a ser ouvidas em seguida, mas nada de muito importante foi dito, sendo a maioria dos comentários referente à beleza da líder Uchiha. E mesmo antes das pessoas fazerem silêncio novamente, Zeru ouviu a voz de Yuurei pela última vez dentro daquela sala.

— Infelizmente não poderei me delongar mais, meus queridos. Agora, preciso me encontrar com alguém que têm me evitado desde que cheguei aqui... E vocês me conhecem: não sou mulher para ser evitada. Se me dão a licença... — e então Zeru distinguiu os suaves passos da kunoichi deixando o cômodo da reunião.


Última edição por Fësant em Ter 04 Ago 2015, 15:30, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Sex 31 Jul 2015, 01:51

Zeru não se lembrara de passar por momentos de tanta tensão, certamente ele já se encontrara em situações muito mais delicadas e de riscos consideravelmente mais significantes, no entanto, a presença de Uchiha Yuurei possuía uma pressão intimidadora mascarada por uma empatia cativante. O membro da Anbu se preparou da melhor forma que pode, elevando seu nível de concentração e foco a um status que o próprio sequer imaginou ser capaz de alcançar, tentando apagar sua presença e permitir que seu sensor fizesse o trabalho sem ser descoberto. Como era esperado de Yuurei ela mobilizou cada membro de seu clã ali presente com a imposição digna de um líder, sem ser questionada e sempre admirada eles ouviram cada palavra que a Kunoichi tinha a dizer, sentenças motivadoras deixavam sua boca e mobilizavam seus "fieis", mas mesmo cautelosa, Zeru pode perceber que no tom de suas palavras estava a revelação subliminar do momento em que a folha se encontrava ... Um Golpe de Estado estava sendo arquitetado e os Uchihas tinham uma parcela de participação no ato.

Aquela altura descobrir quem fora o responsável pelo ataque ao Hokage parecia pouco relevante, o importante era o fato de que mais de uma força estava disputando um árduo jogo de "braço de ferro" pela supremacia da Folha Oculta, e baixas eram aceitaveis e até esperadas quando na verdade não deveriam sequer serem cogitadas. Para Zeru o real líder daquela vila se encontrava debilitado após um ataque covarde, e esse mesmo líder tinha que se recuperar para que, o que tanto protegeu, não rui-se por causa de orgulho e arrogância. Era fácil teorizar que uma das forças que estavam diretamente ligadas a disputa pelo poder eram os próprios Uchihas e os Senjus, no entanto, ele tinha uma certeza sem evidências de que pelo menos os Uchihas respondiam a alguém superior a eles, e considerando que os demais clãs estavam a par do momento em que a vila se encontrava pouco a pouco eles iriam tomar seus partidos, escolhendo um dos lados. O Anbu ainda precisava de mais, precisava da constatação irrefutável do que estava de fato acontecendo, era necessário ser capaz de dar "nomes aos bois" para que pudesse criar um plano de contingência junto a Jouichirou, mesmo este podendo ser uma das forças que batalhavam por Konoha.

-- ... ?!?!

Zeru se manteve atento a cada palavra dita, mas a ultima sentença de Yuurei o fez suar frio ... Não era possível ?! Ele tinha a certeza de que fizera tudo de modo que não fosse descoberto, mesmo desconhecendo todas as habilidades da líder do clã Uchiha, quase podia ter certeza que ela não possuía nada em seu arsenal que fosse capaz de perceber sua presença ali, uma vez ele estando de certo modo distante. Fazendo de tudo para manter a calma buscou agir de forma natural, contando que não fosse ele a pessoa no qual ela se referiu, porque mesmo que fosse não adiantaria revelar sua posição e arriscar um confronto direto, uma vez que qualquer combate direto culminaria na sua derrota sem sequer ter uma chance real de vitória para inicio de conversa. O Anbu pode apenas engolir em seco, enquanto mantinha-se concentrado nos passos de Yuurei, ansiando que eles não rumassem em sua direção, porque quanto mais perto ela se aproximasse, menores seriam suas chances de manter seu disfarce intacto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Ter 04 Ago 2015, 01:32

A cada segundo, os sons dos passos de Yuurei ficavam mais altos e próximos, enquanto Zeru via seu maior receio ir pouco-a-pouco se concretizando de forma cruel e inevitável. Naquele momento, era o único na sala de armas, pois todos os agentes haviam se encontrado na reunião que ocorrera poucos minutos antes. Mais um minuto, e os passos suaves da kunoichi pareciam ter se sincronizado com a respiração e palpitação do ANBU, que se concentrava para se manter no maior equilíbrio possível, usando de todo o seu treinamento e experiência. Mais dez segundos, e a tensão do encontro se aproximava. Segundos passados... eis que a porta se abre.

O que poderia ser visto, se Zeru não usasse vendas por baixo do disfarce, era uma mulher deslumbrante, no auge de sua beleza. Sua pele era caucasiana, de uma delicadeza que contrastava com o penetrante olhar negro. Os cabelos eram longos, de mesma cor, alcançando até um pouco abaixo dos ombros, com uma franja de fios que desciam graciosamente pela testa.

Seus trajes eram sóbrios e bem compostos, tal como os de uma líder. Uma malha negra cobria um pouco do pescoço até o colo, que era sobreposto por um vestido longo tomara-que-caia de um suave púrpura, com detalhes em cor verde pastel nas bordas e mangas folgadas. Da mesma cor era a curta sobreposição de tecido que havia na metade inferior do vestido. Trazia ainda um colar de joias que se assemelhavam a pérolas rubras, mas que fora disposto em diagonal, partindo do ombro esquerdo e dançando nos fartos seios enquanto a kunoichi andava.

Ela entrou, fechou a porta, e se dirigiu até Zeru, que se encontrava atrás do balcão da sala de armas, de pé. Parou próximo ao balcão, e apoiou os cotovelos no mesmo, cruzando delicadamente as duas mãos na posição horizontal, esticadas, e apoiando o queixo sobre elas em seguida. Olhou fixamente para Zeru, como se esperasse que o mesmo dissesse algo. Persistindo o silêncio, fez ser ouvida finalmente sua voz de canto.

— Wataru Satoshi-kun... Fiquei triste em não vê-lo por toda a tarde. Por que está fugindo de mim? — enquanto perguntava, sorria docemente. A beleza da mulher e a forma encantadora como falava, aliada à sua própria reputação, deixariam qualquer homem no ápice da tensão naquele momento. — Sei que nosso último encontro pode ter lhe deixado um tanto... apreensivo... Mas não se preocupe. Irei cuidar para que não sofra mais desse mal e possa seguir seu dia-a-dia enfadonho normalmente daqui para frente, tudo bem? Venha aqui... Olhe nos meus olhos...

A íris da kunoichi tornou-se rubra como seu colar, enquanto um resquício de cor negra girou e se transformou em três sinais em forma de vírgula, revelando a temida kekkei genkai de seu clã. Yuurei ficou parada na mesma posição por uns segundos, até que seu sorriso deu lugar a uma leve expressão de surpresa, mas que logo cedeu espaço à costumeira expressão facial.

— Hum... Estou a poucos centímetros de você... Mas não consigo fazer um contato visual com meu Sharingan. E seu chakra está um tanto diferente se comparar às outras vezes que o vi... Mas definitivamente não se trata de um genjutsu... Henge no Jutsu? Estou de frente a um perito dos disfarces, assim como eu? Nada poderia ser mais nostálgico...

O sorriso da mulher então deixou a suavidade, dando lugar a um sorriso típico de alguém que está prestes a saborear algo voluptuosamente prazeroso. Ela deixou de se apoiar no balcão e curvou-se um pouco para frente, ao passo em que levou sua mão ao rosto de Zeru. Tocou sua face de forma gentil enquanto aproximava seu rosto. Inspirando lentamente pela boca, aproximou-se o rosto ainda mais, movendo-o para o lado direito, em direção ao ouvido do ANBU. Parou, sussurrando-lhe:

— Então você é um gatinho espião de Jouichirou? Pobre gatinho... Pra seu azar, eu vim até aqui justo no dia em que se infiltrou em meu domínio. Só por ter conseguido ficar a manhã inteira aqui sem ser descoberto, vou lhe dar um crédito. Conquistou a atenção de sua Senpai. Não é ótimo? Agora... fuja. Corra, meu gatinho. Corra até Jouichirou e lhe conte o que viu e ouviu aqui. Mas... não se esqueça de fugir de meu cãozinho no processo, tá? — disse, terminando suas palavras com um beijo sutil na orelha de Zeru, nada muito além que um suave encostar de seus lábios.

Após dar seu falso presente, Yuurei recolheu seu corpo, afastando-se do balcão, dando dois passos para trás e depois virando-se, dando as costas para o homem que se disfarçava de Wataru Satoshi, e caminhando para a saída.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Qua 05 Ago 2015, 12:07

Concentração, dedicação, talento, experiência e eficiência de nada valiam se a sorte não estivesse do seu lado. Zeru tomou todas as precauções necessárias para manter seu disfarce intacto e não comprometer a missão, mas o acaso colocou tudo a perder. O Anbu tinha a certeza que Uchiha Yuurei não possuía os recursos necessários para detecta-lo a uma distância segura, ele quase chegou a duvidar dessa afirmação, mas logo pode perceber que ele não estava enganado ... Sim, Yuurei o localizou e revelou seu disfarce isso era algo inegável, mas tal êxito não se deu por conta de uma habilidade da mesma, mas sim de uma infeliz coincidência, uma coincidência que fez com que Zeru, de certo modo, lamentasse por Wataru Satoshi.

Ele possuía uma opinião sobre Yuurei, mas está se reformulou após ter aquele breve contato repleto de ameaças, Zeru foi ingênuo de desconsiderar a real natureza de um líder, mesmo com toda a empatia exibida pela Uchiha para com seus semelhantes existia a faceta de alguém cuja ambição residia oculta para não afrontar seus superiores, aquela mulher era perigosa e nutria por algo que não lhe era realmente de direito, mas que estava disposta a sacrifícios para obtê-lo. Algumas coisas fizeram mais sentido, Wataru Satoshi, pobre homem, um dos únicos shinobis não-Uchihas a trabalhar no Centro de Policiamento, uma figura inexpressiva com uma função de responsabilidade, com acesso a materiais perigosos, sobre a liderança da mais talentosa usuária de Genjutsu da Vila Oculta da Folha ... É, tudo fazia mais sentido.

Não podia afirmar, não tinha provas concretas para isso, mas para Zeru era fato que Wataru Satoshi fora sim responsável pelo ataque ao Hokage, utilizando equipamentos cedidos pelo próprio Centro de Policiamento, que caso fosse questionado poderia culpar o funcionário e assim se livrar de qualquer culpa ... Um peão que fora cruelmente manipulado de modo a ser totalmente dispensável e ainda assim útil ao propósito do Clã de Olhos Vermelhos. Uchiha Yuurei manipulou Wataru Satoshi com sua proficiência em Genjutsu, o rapaz sem talento séria uma marionete obediente e inquestionável cujos atos poderiam posteriormente aponta-lo como o real culpado ao ataque do dia anterior e restituindo os Uchihas de qualquer culpa ... Um ardil eximiamente planejado e executado, no qual poucas provas poderiam ser reunidas para sua constatação.

Yuurei sabia que ele não tinha provas suficientes para colocar seu esquema em risco, por isso talvez ela mesma não viu a necessidade de agir contra Zeru pessoalmente, dando a ele a chance de abandonar o local para alertar o seu superior, mas a mesma deixara claro que não séria tão fácil assim. Durante todo o breve encontro permaneceu em silêncio enquanto suava frio e engolia em seco, a ameaça fora clara, ele a partir daquele ponto deveria se preparar para ela. Deixar imediatamente o Centro de Policiamento antes do fim do expediente e a luz do dia iria levantar ainda mais suspeitas, até onde sabia Yuurei não havia compartilhado a descoberta de seu disfarce a ninguém dentro do prédio, se alguém tentasse intercepta-lo provavelmente o estaria aguardando do lado de fora, sendo assim o prudente seria manter o disfarce até o momento que deixaria o local.

Deixou as horas restantes passarem enquanto traçava na sua mente o melhor curso de ação, a prioridade era entregar a informação para Jouichirou, fazer seu relatório para que o mesmo pudesse agir e impedir o pior. Felizmente Yuurei apenas conseguiu identifica-lo como uma fraude, mas não teria como saber quem ele se tratava, logo, não sabia as demais habilidades que o Anbu possuía, talvez pudesse utilizar isso a seu favor. O seu Ondou continuou se mostrando útil para guiar seus passos de modo que suas ações não fossem notadas, esquadrinhando o prédio Zeru buscou dois pontos isolados onde pudesse dar inicio a suas ações. Em um dos pontos o membro da Anbu realizou selos como apenas uma das mãos dando origem a um Clone, uma replica exata de si mesmo ...

-- Você sabe o que fazer !

O Kage Bunshin acenou positivamente com a cabeça e como se imitasse o Shinobi que o invocara, realizou uma nova sequencia de selos com apenas uma das mãos o clone veio a se desfazer numa discreta nuvem de fumaça que após se dissipar revelou um pequeno rato de três patas, com pelugem prateada e o que parecia ser uma venda nós olhos. De forma esguia o roedor se esgueirou por um bueiro, para explorar a rede de esgotos sobre o Centro de Policiamento para deixar o predio de forma segura e seguir pela subsolo da vila sem ser percebido.

Zeru após a primeira etapa, deixou aquele ponto de acesso se deslocando para outro, lá ele pareceu repetir o mesmo feito anterior, mas com uma diferença, o Clone criado realizou a sequencia de selos utilizando o Henge no Jutsu para assumir a forma de Wataru Satoshi, e agora Clone e Shinobi se encaravam assumindo a mesma forma, prontos para trocar de lugar.

-- O "cãozinho" de Yuurei espera seguir e confrontar o Shinobi disfarçado de Wataru Satoshi, no breve instante que estive com ela pude perceber que mesmo com o Sharingan ela não foi capaz de determinar com exatidão que se tratava de um espião sobre efeito de um Henge, sendo assim qualquer Shinobi menos experiente que ela pode ser ludibriado. Se eu fosse ela só confiaria em outro Uchiha para lidar com a situação, sendo assim podemos supor que seu inimigo será o Sharingan e mesmo esse não vai ser capaz de revelar sua identidade até que a informação chegue a Jouichirou ... Conto com você para confundir nosso inimigo e nós ajudar a ganhar tempo.

O Clone igualmente acenou positivamente com a cabeça como sua contraparte anterior, Zeru o viu deixar aquele ponto do predio e partir para finalizar as funções como Wataru Satoshi e seguidamente deixar o prédio do Centro de Policiamento, Já ele permaneceria naquele ponto, onde abriria a janela para que pudesse finalizar sua estratégia de dissimulação e dispersão. O Zeru original realizou novamente os selos necessários, utilizando dessa vez o seu Dai Henge para assumir a forma de um Pardal.

Ele iria explorar terra , água e ar para despistar seus perseguidores, mesmo que existisse um sensor entre eles, poderia obter sucesso com sua iniciativa, na qual o primeiro Clone que se encontrava no subterrâneo dificilmente poderia ser interceptado caso não fosse identificado, o segundo clone assumindo o papel de Wataru Satoshi encerrando o expediente e servindo de chamariz para quem estivesse pronto para embosca-lo, e o original utilizando o Dai Henge para assumir uma forma acima de qualquer suspeita onde até mesmo seu chakra seria mascarado para evitar ser encontrado ... Três frentes deixando o prédio em pontos distintos, o que tornava necessário pelo menos 3 observadores, todos eles sensores, ou que pelo menos um deles fosse e ainda assim capaz de se comunicar entre os demais de forma simultânea.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Sab 08 Ago 2015, 00:21

Zeru fez seu movimento. Precisava tanto fugir e evitar o confronto direto, quanto garantir que as informações colhidas chegassem a seu superior, e para isso a estratégia feita era quase perfeita. Com três vertentes distintas de deslocamento, certamente um delas conseguiria alcançar Jouichirou. Restava saber somente se conseguiria ludibriar seu perseguidor, já anunciado por Yuurei.

A hora do dia se aproximava das 15, e o espião voava pelos céus da tarde úmida e nublada. Rumava até a entrada Leste 3 da sede da ANBU e não demoraria muito a chegar, restando pouco mais de cinco minutos pelas suas contas. Mas algo o incomodava. Uma sensação estranha de estar sendo perseguido, de ter um predador em seu encalço. Embora pouco provável, poderia ser algum sentimento que se desenvolveu pela forma animal que assumira, ou uma mera preocupação derivada de toda a tensão sofrida pelo encontro com a líder dos Uchiha.

Naquele momento, sobrevoava uma zona na qual praticamente não havia civis, e isso definitivamente o preocupava. Estar em uma área mais movimentava era mais seguro, pois provavelmente o subordinado de Yuurei não iria iniciar qualquer combate às claras, já que a própria líder exigiu sigilos nas operações. Assim, tratou de traçar um desvio em seu percurso, que acarretaria uma pequena demora em chegar a seu destino, mas beneficiava pela maior segurança.

Estava prestes a fazer a curva para mudar o trajeto, quando viu uma grande sombra erguer sobre si. Ao olhar para cima, notou que uma criatura quadrúpede havia saltado em sua direção, tentando cair sobre si e abocanhá-lo. Sem outra alternativa, cancelou sua transformação, sem esquecer de antes virar-se para cima enquanto ainda tinha asas. Com um chute usando ambas as pernas, empurrou a criatura para a direita, o que também fez seu próprio corpo se deslocar para o sentido oposto, em direção ao chão.

O ANBU caiu de costas, rolando no chão até parar sobre caixas velhas que estavam no canto da rua, quebrando-as no processo. O lugar no qual se encontrava era uma rua sem saída, não muito larga, com cerca de 7m de largura. Próximo à parede que fechava o caminho, havia caixas de lixo, e as margens aparentavam ser fundos de estabelecimentos comerciais, construções de pelo menos um andar além do térreo. A saída aberta da rua ficava a cerca de 20m. Não havia qualquer outra pessoa no lugar.

Levantando-se, sem nada além de leves escoriações, observou o ser que o havia atacado, parado na outra margem: era um lobo. Era grande, de tamanho no mínimo humano. O pelo era de profundo negro, com alguns fios prateados em contraste. Os olhos de íris também prateadas transmitiam ira e sede de sangue dignas daquele animal. Mas o que mais espantou Zeru foi quando o lobo moveu sua mandíbula e ladrou palavras em voz gutural.

— Achei você, minha presa!


Última edição por Fësant em Dom 09 Ago 2015, 14:33, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Sab 08 Ago 2015, 02:04

Mais um dia Zeru era grato ao seu refinado instinto, já perdera as contas de quantas vezes fora salvo por ele, e aquela entrara para sua lista, sem sombra de duvidas. Apesar da estratégia traçada ele nunca desconsiderou a possibilidade de dar errado, mas ainda assim nem tudo parecia perdido. O Anbu evitou ser surpreendido pela criatura que o atacara, e quase sorriu quando lembrou das palavras de Yuurei ... "não se esqueça de fugir de meu cãozinho no processo, tá?"

Foi difícil aterrissar de modo a ficar intacto, algumas escoriações foram inevitáveis, mas dada a altura que se encontrava e o impacto entre ele e o inimigo ele pode considerar que levara sorte no breve encontro. Já no chão pode encarar o alvo de sua frustração e rapidamente ficou claro como fora identificado de forma tão eficiente. Aquela se tratava de uma figura característica da Folha ... Um lobo com aptidões ninjas, capacidade de combate e fala, um Moujuu Aishou do Clã Inuzuka, rastreadores que assim como ele se classificavam como sensores com uma habilidade única, vinculada a sentidos pouco comuns. O Olfato era uma arma poderosa, diferente dos outros 4 sentidos era um dos mais difíceis de ser ludibriado, por mais eficiente que fosse o disfarce.

Membros do Clã Inuzuka estavam sempre acompanhados por seus parceiros, no geral se tratavam apenas de duplas, mas em alguns casos os membros possuíam mais de um parceiro, mas por hora trabalhou com a possibilidade de estar lidando com o parceiro animal enquanto seu Shinobi estava se encarregando do Clone que assumirá a forma de Wataru Satoshi. Zeru pareceu manter a calma e a frieza que lhe era característica, estava se sentido grato por um dos clones ter se deslocado pelos esgotos da Folha, talvez o único lugar que poderia despistar o olfato de um Inuzuka e seu parceiro, o plano ainda poderia estar correndo bem, mas no momento deveria lidar com o problema em questão que estava a sua frente.

-- Eu não esperava que os Uchihas já haviam feito alianças com outros clãs ... Talvez eu tenha sido ingênuo quanto a isso, mas devo parabenizar Yuurei por ter feito uma escolha tão sabia trazendo Inuzukas para o lado dela ...

Zeru ainda estava munido de seu Ondou que imediatamente esquadrinhava o perímetro de modo a ler todo o local que se encontrara para achar a melhor forma de lidar com a situação, apesar de estar diante de um Moujuu Aishou que estava longe de seu mestre não poderia subestima-lo, ele já vira aqueles cachorros e lobos levarem a melhor contra shinobis experientes em combate, e esse era um talento que ele não excedia. Das opções que possuía talvez sobrepujar o canino através da astúcia lhe favorecesse, e caso conseguisse uma brecha poderia colocar em prática sua fuga.

-- Como você quer fazer isso lobo falante dos Inuzukas ?! Pelos seus olhos posso perceber que só tem uma única opção em mente, mas por ter falado de forma tão correta posso arriscar que você tenha outras opções a me apresentar ... Para ser sincero eu preferiria evitar qualquer confronto desnecessário.

Ganhar tempo para que a informação chegasse a Jouichirou era uma escolha pertinente, a missão vinha em primeiro lugar, e a informação que colhera poderia ser de extrema valia. Zeru era muito bom em fazer a leitura de seus inimigos e criar estratégias para manipula-los, mesmo em combate, no entanto estava diante de um adversário pouco comum, onde fazer analises se tornavam mais complicadas quando instintos selvagens falavam mais alto que razão e bom senso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Sab 08 Ago 2015, 02:43

O lobo ouviu com atenção cada palavra de Zeru. O ANBU sabia que os companheiros dos Inuzuka eram dotados de inteligência superior, mesmo para animais, e que alguns ainda eram capazes de falar, mas ter a certeza de que estava plenamente sendo compreendido foi algum um tanto surpreendente. Mas não foi somente isso que chamou a atenção do agente. Agora em forma humana, retirado o disfarce de pássaro, poderia usufruir por completo de sua técnica de aumento da capacidade auditiva, e algo naquele logo soava de forma incomum.

O que seus olhos lhe mostrariam por trás das vendas era de fato uma fera. A respiração, a frequência cardíaca e ânsia do embate também. Mas algo no corpo de seu perseguidor não casava com as informações que seu Ondou lhe dariam ao ter um animal frente a si. Havia algo de estranho na fisiologia e, principalmente, no nível de chakra. Os lobos dos Inuzuka eram de fato fortes, mas o nível de chakra que aquele ser possuía não era correspondente a de outros cães e lobos que Zeru já havia visto passear por Konoha.

— Você interpretou as coisas de maneira errada, espião — respondeu o lobo — Estou sim ligado aos Inuzuka, mas não sou um animal de excepcional capacidade de fala e dicção. Pra ser sincero, meu amigo morreu há alguns anos... E essa seria a forma que ele teria se estivesse vivo hoje. Meu nome é Touma, e sou o Cão de Caça de Yuurei-sama. Agora, se puder ficar quieto... Quero dilacerar sua carne!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Dom 09 Ago 2015, 15:12

-- ... ?!?!

Zeru ouviu o lobo fazer ponderações sobre o que ele havia questionado, no primeiro momento não compreendeu bem o que ele havia dito, mas não demorou muito para demonstrar surpresa ao interpretar as informações dadas pelo Ondou com as palavras do lobo. O Anbu de certo modo sentiu pena do seu inimigo, imaginando que tipo de trauma o fez chegar aquele ponto, abrindo mão do próprio orgulho e de certo modo do clã Inuzuka para servir a Líder Uchiha como se fosse um animal de estimação ?! Zeru não poderia fazer nenhum julgamento, pois qualquer justificativa séria apenas especulações.

-- Em outras condições eu cederia alguns minutos do meu tempo para compreender o que o motivou a fazer tamanho sacrifício e a real razão pela qual você abandonou sua forma para manter viva a lembrança de um companheiro que já partiu. Mas ainda assim lamento o fato de se sujeitar as vontades de alguém como Uchiha Yuurei.

O terreno não lhe era favorável, a arte do combate não era algo que ele tinha uma experiência de valia, apesar de possuir certo talento na área ele não se considerava bom o suficiente a ponto de se garantir em um confronto direto, e considerando que seu oponente se tratava de um Inuzuka utilizando o mimetismo da besta de forma reversa, sabia que diferente dele o mesmo possuía no combate uma de suas características mais fortes. Ainda assim deveria utilizar tudo ao redor a seu favor, ele precisava de brechas para poder fugir e provavelmente teria que cria-las.

-- Lamento, mas terei que priva-lo do prazer de saborear a minha carne ... Como pode perceber esse meu corpo já alcançou a cota de partes mutiladas, sendo assim não posso me dar o luxo de perder novos pedaços, mas não espero que entenda isso ... Sendo assim vamos logo com isso ?!

Zeru tentou ser rápido levando sua única mão as costas, em direção a bolsa que residia amarrada em sua cintura, retirando uma Kunai e a girando entre os dedos como se demonstrasse que estava pronto para frustrar a intenção de Touma em subjuga-lo. Lutar de longe não era a sua primeira opção, mas se tratando daquele caso em particular deveria dedicar alguns minutos a mais para ganhar tempo, seu plano ainda estava em atividade e parecia estar sendo bem sucedido, se Touma não possuía mais um parceiro teria apenas que lidar com ele enquanto seus clones chegassem até Jouichirou.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Dom 09 Ago 2015, 17:52

— Não preciso de minutos de conversa. Uma presa não conversa, somente é caçada! — respondeu Touma, já avançando na direção de Zeru em alta velocidade. A ferocidade e habilidade de sua investida eram de fato dignas de um lupino, e qualquer um o confundiria como tal caso visse a luta de fora.

-- ... ?! - O primeiro movimento fora feito, Zeru manteve sua concentração nos movimentos do lupino que investiu com a ferocidade esperada, e deveria estar preparado para evitar ser atingido do contrario perderia o impeto. O Anbu tentou frear o ataque projetando sua Kunai frente ao próprio corpo no intuito de aparar a investida de Touma.

O ANBU fixou seus ouvidos no som produzido por cada pata em encontro com o chão, a fim de sincronizar seu movimento defensivo com a investida inimiga de forma perfeita. Quando Touma saltou para frente, projetando as garras da pata dianteira direita, Zeru notou o quão hábil e veloz havia sido o ataque. Entretanto, ele estava mais que preparado para reagir à altura. O ninja moveu a kunai para a posição horizontal, fazendo as garras arranharem a lâmina da arma, e simultaneamente girou o corpo para a direita, dando um passo para trás, para escapar do encontrão corporal do lobo que buscava também derrubá-lo. Falhando em seu ataque, Touma quedou-se ali, a um passo de sua presa.

Zeru fora bem sucedido em sua manobra, quando a Kunai fez contato com as garras de seu inimigo utilizou a moção do movimento para girar o próprio corpo ao mesmo tempo em que a lâmina girou de modo a ser sustentada de forma inversa, e desenhando um arco no ar tentou talhar o dorso do lupino e ganhar o primeiro acerto. Combater naquela forma deveria ser desvantajoso para seu inimigo, considerando que ações de bloqueio poderia ser mais dificeis de serem utilizadas, e sem mãos a incapacidade de executar jutsus defensivos e ofensivos, deixando-o apenas com a opção de usar sua velocidade para evitar ser atingido.

Apesar de evitar confrontos diretos, a experiência de Zeru sempre lhe valia uma vantagem a mais no combate. De fato, ao atacar transformado como lobo, seu oponente teria suas opções defensivas limitadas, e o ANBU tentou se aproveitar disso. Então tentou desferir um golpe no torso do mesmo com a kunai, entretanto não agiu rápido o suficiente para superar a velocidade de Touma, que se esquivou movendo-se ligeiramente para a esquerda.

-- ... !! - Seu adversário não lutava naquela forma atoa, contava com sua ferocidade e velocidade para sobrepujar suas presas, mesmo na falta de recursos. Zeru munido do Ondou percebeu as caixas que ainda restavam no beco e se deslocou de modo a ficar encima de uma delas, no intuito de ganhar uma vantagem de altura ficando acima de Touma, assim forçaria o mesmo a saltar para ataca-lo ou ficar sobre suas patas, o que comprometeria sua capacidade de movimentação e evasão caso tentasse retaliar logo em seguida.

O ninja espião fez seu movimento, mas logo notou que o vigor físico e força muscular de Touma eram bem elevados. O inimigo deu um passo para trás, agachou-se, e em seguida saltou sem dificuldades em direção a Zeru, tentando mordê-lo.

O combate a distância muito curta não lhe era tão favorável realmente, Touma possui-a um peso significativo que limitava sua movimentação, Zeru apenas percebeu isso naquele momento o deixando sem uma reação mais estratégica, e vendo o ataque apenas se abaixou posicionando o ante-braço no pescoço de Touma para evitar sua mandibula e afasta-lo do combate proximo.  

"Acho que já ganhei tempo o suficiente ... Tenho que aproveitar essa chance !!" - Aquela talvez fosse a brecha que Zeru precisava, sua ação defensiva permitiu que ele evitasse a investida e ao mesmo tempo ganhasse tempo adicional para uma manobra mais planejada. O Anbu levou a Kunai a boca e mais uma vez levou a mão novamente a bolsa de equipamentos, com uma destreza digna de alguem que convivia com apenas um braço conseguiu sacar dois itens, o primeiro fora arremessado aos proprios pés, uma bomba de fumaça que rapidamente ergueu um densa cortina que iria cobrir quase que todo o beco, e que com sorte a fumaça pudesse distorcer o olfato de seu inimigo, o segundo item fora caprichosamente colado no chão  em uma posição estratégica caso Touma investisse de forma despretensiosa contra ele ... E assim fora armada sua distração. Tudo que fizera era apenas para permitir sua retirada, a cortina de fumaça e a armadilha plantada iriam apenas lhe dar tempo para sua movimentação seguinte, com uma das mãos Zeru executou seu selo alterando seu corpo e se transformando em um rato que recuou de forma estratégica de modo que não saísse da linha da armadilha, enquanto se encaminhava para um boeiro oriundo de um dos estabelecimentos comerciais.

A cortina de fumaça não seria o suficiente para atrapalhar Touma, que imediatamente avançou contra a mesma. Entretanto, ao fazê-lo, não encontrou o corpo de sua presa, embora claramente sentisse o cheiro da mesma. Não suficiente, viu algo sob sua posição brilhar, reconhecendo como uma tarja explosiva prestes a explodir. O homem-lobo se jogou para o lado, usando de toda a força que tinha nas patas, conseguindo escapar do centro da explosão, que destroçou o chão e as caixas próximas.

A detonação fez a poeira subir, que se juntou ao restante da cortina de fumaça que começou a se dissipar após a explosão da tarja. Sem perder tempo, Touma correu atrás de Zeru, seguindo somente seu olfato. Quando pôde usufruir novamente da visão, notou que seu alvo de perseguição havia se transformado em um rato, que estava a poucos metros a frente, correndo em direção à parede que fechava o beco. O ninja em forma lupina apressou o passo e saltou para abocanhar o rato de três patas num único ato, e deu de cara com o chão. O rato havia entrado em um bueiro, escapando do campo de batalha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Dom 09 Ago 2015, 18:25

Sua estrategista fora bem sucedida, apesar de ter quase sentido seu coração parar quando Touma saltou em sua direção quando ele já estava transformado em rato, mas felizmente o ritmo e sincronização de seu planejamento com a execução foram perfeitos. Agora ele se encontrara no interior o bueiro deixando para trás o shinobi na forma de lobo ter que lidar com o caos instaurado pela explosão da Tarja, até mesmo isso servira de distração para afugentar o seu perseguidor, dando a ele tempo para nos esgotos conseguir camuflar seu cheiro para que não fosse mais uma vez perseguido.

Felizmente seus clones pareciam ainda em atividade, uma vez que nenhuma informação retornara a ele, sendo assim podia imaginar que o plano ainda estava em curso. Dado o tempo que o plano tivera inicio, com a distância que os clones e ele deveriam percorrer até chegar ao Centro da Anbu e a velocidade da progressão dos clones ele pode calcular que eles já se encontravam próximos do destino, no entanto, Zeru temia que Uchiha Yuurei tomasse outras providências caso ponderasse o fracasso do seu cão de guarda. Felizmente o Ondou servia para guiar seus passos e evitar ser surpreendido.

Como homem de confiança de Jouichirou e daquele acima do mesmo em hierarquia, Zeru conhecia os caminhos secretos de acesso para a Anbu, uma informação que ele deveria explorar caso quisesse chegar até o seu líder sem ser surpreendido. Era possível que Yuurei ou um de seus aliados o estivessem aguardando, porem ele sentira que tomara as precauções necessárias para ludibriar a líder dos Uchihas e qualquer um que a apoiasse no momento critico que Konoha estava passando. Passaram-se alguns minutos no interior dos esgotos até ficar acima da Central da Anbu, e não demorou muito até que encontrara um ponto de acesso para adentrar no subsolo onde estava seu destino final.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Dom 09 Ago 2015, 18:59

[14:55] Konoha. Sede da ANBU

O kage bunshin de Zeru transformado em rato foi o primeiro a chegar a seu destino. Assim que adentrou na sede da ANBU, cancelou a transformação, voltando a adquirir a aparência comum do ninja clonado. O clone então se dirigiu sem demora até a sala de Jouichirou, o mesmo local onde a missão havia sido expedida. Como o procedimento padrão, o jovem bateu à porta, identificou-se e esperou a confirmação de seu superior para que pudesse entrar.

Jouichirou estava sentado à escrivaninha mais atrás, revendo um amontoado de papeis e pergaminhos que estavam se espalhavam sobre a mesa. Ao que parecia, não havia notado que quem havia pedido permissão para entrar tinha sido Zeru, e se surpreendeu ao ver a figura de seu subordinado à sua frente.

— O que? O que faz aqui?! E a missão?! Foi descoberto?! Por favor, me diga que o que está na minha frente é um clone com um somente um relatório...


Última edição por Fësant em Ter 11 Ago 2015, 04:38, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Dom 09 Ago 2015, 19:10

O Ondou o guiou, e identificou seu clone que se encontrava mais próximo de Jouichirou que ele mesmo, isso de certo modo lhe favoreceu, então era hora de apenas manter-se expectante. Alguns andares acima manteve sua posição enquanto deixava seu clone agir.

O clone chegara a Central e não demorara muito para adentrar na sala de Jouichirou, que demonstrou surpresa ao velo diante dele tão cedo, chegando até mesmo indagar se estava diante de um clone. O Clone evitou dar uma resposta direta aquela pergunta e iniciou o dialogo de modo que deixasse a entender que era original:

-- Lamento Jouichirou-san, mas receio que a sorte não nós favoreceu durante o progresso da missão ... Uchiha Yuurei fez uma visita a Central de Policiamento e por coincidência conseguiu ver através do meu disfarce.

O Clone suspirou de modo a demonstrar frustração e descontentamento com seu desempenho, mesmo sabendo que invariavelmente ele não tivera culpa de ter sido exposto. Mas ele estava diante de seu líder porque nem tudo estivera perdido.

-- Apesar das complicações, as horas que passei infiltrado me permitiram recolher informações importantes, mesmo que as provas sejam pouco conclusivas.

Levando a mão até sua bolsa sacou alguns papeis que havia recolhido do Centro de Policiamento dando inicio ao seu relatório para Jouichirou.

-- Mas antes que eu dê inicio ao meu relatório gostaria de saber do atual estado de Tatsumori-dono, se não se importar ?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Dom 09 Ago 2015, 20:04

— Yuurei foi até o Centro de Policiamento?! Céus... é muito azar... Parece que de fato os bons ventos não nos favorecem. — comentou Jouichirou, antes de responder à pergunta de Zeru, com um profundo pesar nos olhos, ombros e fala — Tatsunori-sama não teve qualquer melhora. O relatório oficial dos médicos foi disponibilizado logo no início da manhã. A causa é envenenamento... Mas nenhum médico conhece a substância que foi usada, e ainda estão trabalhando no antídoto. Keisei disse que havia encontrado a fórmula do antídoto, ou algo assim, mas ao que parece nada de concreto ocorreu ainda... A previsão dos médicos é que, se Tatsunori-sama não for tratado como medicamento correto... não resistirá por muitos dias... Eles estão, inclusive, surpresos. Pela força destrutiva do veneno, qualquer outra pessoa já haveria perecido...

Jouichirou então ficou alguns instantes calado, mirando para baixo a mesa cheia de papeis, mas totalmente absorto em seus pensamentos. Até que pareceu se despertar de súbito, voltando a indagar Zeru.

— Então a missão já se encerrou... Mas pelo que vejo você foi hábil o suficiente para reunir informações mesmo em tão pouco tempo. Pois bem. Sou todo ouvidos.


Última edição por Fësant em Ter 11 Ago 2015, 04:38, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Dom 09 Ago 2015, 20:47

Zeru acompanhou a atualização do status sobre a saúde do atual Hokage e não parecia muito promissor, e se mostrou surpreso ao saber que se tratava de envenenamento, uma forma curiosa de tentar um assassinato caso este fosse arquitetado por alguém da própria Folha, mais uma evidência confusa sobre tudo que ocorrera desde o ataque.

-- Jouichirou, perdoe a minha arrogância, mas se me permite perguntar ... Levou em consideração a possibilidade de solicitar a ajuda de alguém da Areia ?! Eles possuem membros especialistas em venenos, talvez os melhores entre os 5 países, dada a urgência é um recurso que poderíamos solicitar.

Optou por não esperar por uma resposta de Jouichirou e não postergar ainda mais seu relatório, uma vez que tempo era algo que eles não poderiam mais perder. Se adiantando alguns passos posicionou os pergaminhos sobre a mesa de seu superior para então dar inicio ao relatório.

-- Na casa de Wataru Satoshi eu pude encontrar dois elementos suspeitos e curiosos ... O local estava guardado por armadilhas dignas de alguém perito na área, mecanismos tão complexos que qualquer um que os coloque para guardar uma residência é ou paranoico ou tem algo a esconder. Seguidamente pude encontrar uma grande quantidade de Tarjas Explosivas, suficiente para explodir um quarteirão inteiro se fossem bem utilizadas, talvez compatíveis com o padrão utilizado durante o ataque.

O Anbu aproximou de Jouichirou algumas das Tarjas recolhidas do apartamento de Satoshi como também algumas peças do mecanismo que fora montado para instalar a armadilha que ele cairá.

-- Nesse momento eu quase que não tinha duvidas quanto a participação de Satoshi no ataque, mas ainda não havia conseguido uma motivação para tal ato, sendo assim segui com o plano inicial de me infiltrar no Centro de Policiamento e assim o fiz.

-- Lá pude dedicar um pouco do meu tempo na sala de Equipamentos e estudar os registros das armas que entram e saem do local, fiz no intuito de averiguar se o matérial usado no atentado pudesse ter saído de lá, no entanto, me surpreendi com o fato de todos os registros parecerem estar impecáveis e organizados ... E foi então que eu encontrei algo muito suspeito.

Separando novos papeis os apresentou a Jouichirou enquanto tentava construir seu raciocínio para que ele pudesse compreender onde queria chegar.

-- Uchiha Aguri, chefe do Centro de Policiamento é o responsável por registrar tudo que entra e sai do local, tais dados não chegam as mãos de ninguém senão ele mesmo, o que torna fácil a adulteração de qualquer remessa extraviada, mas o que é realmente perturbador é de onde veem os materiais bélicos utilizados por eles.

Zeru pegou um mapa pousando sobre a mesa e com um lápis marcou um ponto dentro da vila e outros dois fora da mesma.

-- Os Uchihas manufaturam as próprias armas dentro da cede do Clã, diferente dos demais shinobis da vila que tem acesso as armas fabricadas aqui, eles tem acesso aos próprios equipamentos criados por eles ... Eu imaginei que se fosse apenas isso poderia passar despercebido, mas também descobri que eles possuem um acordo comercial obscuro e não sancionado pela folha para com as Vilas da Grama e do Som.

Fez uma breve pausa deixando que Jouichirou raciocinasse preliminarmente quanto as informações que eram dispostas assim como as provas circunstanciais que eram apresentadas juntamente aos questionamentos. Enquanto isso fora da sala ainda oculta na forma de rato mantinha sua concentração no Ondou de modo a buscar por flutuações no chakra e batimentos cardíacos do líder da Anbu para detectar a forma como ele estava recebendo aquelas formações afim de saber se seria recebida com surpresa ou se ele já sábia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Ter 11 Ago 2015, 01:01

Jouichirou ouvia Zeru atentamente, não deixando escapar sequer uma única palavra de seu relatório. Embora tudo pudesse ser novidade para ele, sua expressão facial, assim como sua reação corporal e de seu chakra captado pelo Ondou, eram tranquilas, como se nada do que foi dito fosse uma total surpresa para o mesmo.

— Eu estava já desconfiava que os Uchiha tinham alguma relação mais estreita com as vilas da Grama e do Som, só não sabia do que se tratava exatamente... E com o atentando à vida de Tatsunori-sama, acabei perdendo esse foco. Mas foi bom ter descoberto isso, Zeru. Agora que posso pensar no assunto claramente, é possível deduzir de fato que o clã Uchiha planeja algo obscuro, que envolve até mesmo outras vilas ocultas... E talvez isso seja a ponta do rastro que pode nos levar ao que realmente aconteceu ontem.

Comentou então o líder da ANBU, em tom calmo. Mas não fez qualquer pausa, prosseguindo a indagar sobre o restante da informação.

— Mas, sobre Wataru Satoshi... Qual a importância dele nisso tudo? É até de se estranhar que ele possua tantas tarjas explosivas, mas não o vejo com motivo para atentar contra o Hokage, e segundo os relatórios ele não possui qualquer relação estreita com Keisei ou mesmo Omeshirama. A menos que... Os Uchiha o usaram? Apesar de achar pouco provável, não seria impossível, e seria uma coincidência e tanto... Foi isso o que você descobriu?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Ter 11 Ago 2015, 10:25

-- Antes que eu o responda, me permita fazer uma pergunta ... Já é de seu conhecimento que um membro do Clã Senju foi encontrado morto nos arredores da vila fora dos muros ?! O Centro de Policiamento é responsável por monitorar o interior e o perímetro da Folha, e como era de se esperar eles tomaram ciência do homicídio, mas para a minha surpresa pude perceber que esse era um dano colateral que os Uchihas esperavam e que não tinham nenhuma pretensão de investigar ou tornar publico ... Algo suspeito independente da inimizade que existe entre Uchihas e Senjus, considerando que um membro de Konoha foi morto dentro de seu próprio território.

Questionou Jouichirou mais uma vez como curiosidade para a resolução de uma duvida, mas também um teste para averiguar como ele reagiria a noticia e de que modo iria lidar com ela.

-- Cheguei a questionar se tal assassinato tivesse relação com o incêndio que consumiu parte da Floresta na noite passada, ou até mesmo com a missão dada a Gumo e Sunshina ... Acho até possível que tudo tenha sido uma coincidência, mas para ser franco prefiro pensar que tal coincidência seja muito remota. Eles já retornaram do encontro com seu mensageiro ?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Ter 11 Ago 2015, 12:47

— Hum... foi bom você ter perguntado, Zeru. A missão de Sunshina e Gumo falhou... No meio do caminho, Gumo, agiu por conta própria e se separou de Sunshina, aproveitando que possui velocidade superior. Ainda assim, ela se dirigiu até o ponto de encontro, mas avistou um incêndio no lugar, um grande para ser visto a metros de distância. Então, como não tinha recursos para investigar, e tudo indicava de que estava havendo uma batalha, ela voltou para reportar. Eu não a recriminei. Nem parte da ANBU ela é ainda, e eu a requisitei unicamente por suas habilidades. E se um combate grande o suficiente para produzir um incêndio estava acontecendo, era capaz de ela perder a vida sem necessidade caso fosse até lá.

E então o líder olhou fixamente para Zeru, que se o pudesse ver notaria sua expressão mais séria naquele momento. O experiente ninja então cruzou as mãos e apoiou o queixo sobre elas antes de continuar.

— Gumo não voltou até agora. E sim, eu soube que um Senju foi assassinado. Para ser mais preciso, tratava-se de Senju Ikari, nada menos que o irmão mais novo de Omeshirama. O corpo foi de fato encontrado pelos Uchiha, e a notícia se espalhou muito rápido, embora nada oficial tenha sido divulgado ainda. Sinceramente, me preocupa o fato de Senju Ikari estar tão próximo do lugar onde Gumo e Sunshina iriam se encontrar com meu contato. E me preocupa mais ainda o fato de Gumo ainda não ter retornado e ter deixado Sunshina para trás. Gumo sempre cumpriu as missões com perfeição, seguindo todas as diretrizes, e por isso o escolhi para o trabalho. Não cogito o que pode ter acontecido para ele agir de maneira diferente...

E antes de dar novamente oportunidade para Zeru prosseguir como relatório, ainda comentou.

— E os Uchiha ainda fizeram pouco caso da morte do rapaz... Ainda que eles não possuam afinidade com os Senju, é simplesmente repugnante não se importar com outro ninja de Konoha!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Zeru
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 176
Data de inscrição : 22/11/2009
Idade : 31
Localização : Nova Iguaçu

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Ter 11 Ago 2015, 16:45

-- É possível que tudo isso seja em detrimento do seu informante ter sido descoberto ou a informação ter vazado ?!

Zeru não precisou dizer, mas estava justamente questionando se não poderia ter sido o próprio Gumo aquele a trair a confiança de seu líder, uma vez que os boatos diziam que tanto ele quanto o irmão eram desertores da Névoa sendo assim possuíam a desaprovação de boa parte da vila em função disso. Até então Gumo se mostrara como um soldado fiel e determinado, mas até quando ?! Jouichirou poderia se sentir ofendido com o questionamento, mas mesmo ele tinha que admitir que a pergunta feita não era tão desconexa.

-- A morte de Senju Ikari pode acalorar ainda mais os animos de todas as peças que se movimentarão no tabuleiro, sinceramente eu estou inclinado a acreditar que no presente momento mais de uma facção está disputando pela liderança da folha, e dentre elas, existe aquela que talvez tenha arquitetado o ataque ao nosso atua líder.

O tom não chegou a ser desafiador, mas não isentava a própria Anbu e seu líder de ser uma das facções que eram levantadas, naquele momento não existiam inocentes, a não ser talvez - é claro - o próprio Wataru Satoshi, sendo assim respondeu o questionamento feito anteriormente por Jouichirou.

-- Quanto a sua pergunta sobre a importância de Wataru Satoshi em tudo isso ... De fato eu acredito que ele não tenha nenhuma motivação pessoal para lançar um ataque como o que ocorrera sobre Tatsumori-dono, e igualmente não acredito que ele não mantenha nenhuma relação com Keisei ou Omeshirama, porem existe uma pessoa que meu disfarce permitiu conhecer e saber da sua real capacidade.

Naquele momento Jouichirou pode perceber um discreto tom de irritação por parte de Zeru, como se o mesmo estivesse disposto a falar de algo desagradável e que lhe trouxesse insatisfação.

-- É de fato conhecido que Uchiha Yuurei é um dos Shinobis mais poderosos da Folha, cujas habilidades podem até mesmo rivalizar com Omeshirama e Keisei, sendo ela a melhor usuária de Genjutsu de toda a Vila e tendo um vasto reconhecimento por ter passado anos infiltrada em uma vila inimiga sem jamais ter sido descoberta ... Mas hoje eu tive a oportunidade de compreender o porque dela ser tão temerosa e intimidadora e de onde realmente vem o seu poder.

Mais irritação pareceu se mostrar clara, algo curioso vindo de um Shinobi cuja maior característica seriam sua calma e frieza diante de qualquer situação.

-- Tanto quanto para auxiliar no uso de Genjutsus quanto para ser excelente na arte do disfarce e infiltração é necessário traços e características que permitam que seja extraído o máximo de cada habilidade, e pelo que pude constatar Uchiha Yuurei é uma das mais manipuladoras, persuasivas e sedutoras serpentes na forma de Kunoichis que eu tive a oportunidade de conhecer.

-- Inicialmente eu imaginei que Wataru Satoshi fez o que fez por estar sobre efeito de um Genjutsu de controle mental, sendo a própria Yuurei a lançar tal técnica para que ele agisse sobre suas ordens, mas meu pensamento se alterou quando eu vi a mulher em ação liderando os membros de seu clã. Sua capacidade de manipulação assim como seu poder de sedução são exímios ao ponto de escravizar todos que ouvem as suas palavras sem se quer fazer uso de qualquer técnica, aqueles que a seguem o fazem de forma cega e fiel, e eu tenho fortes suspeitas que Satoshi fez tudo o que fez graças a essa habilidade única da líder Uchiha.

Jouichirou poderia achar um exagero a forma como Zeru se referia a Kunoichi, no entanto, ele se mostrava convicto de suas palavras, e criou tal linha de raciocinio ao ter confrontado um Inuzuka que assumira a forma de um companheiro já falecido e se comportando como um animal de estimação da Uchiha, aquele fato fez com que Zeru pudesse compreender sim a real natureza de Yuurei.

-- Wataru Satoshi, foi apenas um peão nas mãos daquela mulher, ele é um shinobi sem talento cuja única habilidade talvez fosse o conhecimento burocrático e administrativo que desempenhava, algo que facilmente um Uchiha poderia desempenhar, no entanto ela viu necessário alguém de fora e que estivesse acima de suspeita para servir de bode expiatório. Assim ela poderia colocar em prática um plano que caso fosse descoberto poderia atribuir a culpa a um genin sem nenhuma vinculação aos Uchihas, uma marionete que iria assumir a culpa até mesmo se fosse questionado se era mesmo culpado do fato ocorrido, e ao mesmo tempo livrando qualquer culpa de Yuurei e os demais membros do seu clã ... Você pode provar se uma pessoa está sobre efeito de um Genjutsu, mas provar que uma pessoa assume algo que na verdade não tem culpa é algo muito mais complexo.

Não bastando, para Zeru ser ainda mais convincente ele fez uso de uma habilidade particular que possuia para emular o que ouvira da propria Yuurei quando a mesma reuniu os membros do Clã Uchiha na Central de Policiamento. O Jounin Especial membro da Anbu começou a remedar todas as palavras que a Kunoichi havia dito em seu discurso, mas o curioso era que estava fazendo isso com exatamente a mesma voz e tom de Uchiha Yuurei, como se ela própria estivesse falando palavra por palavra.

"Konoha entrou num período de mudanças. Acontecimentos como a morte do garoto Senju e o incêndio em um dos nossos bosques poderão ser comuns daqui em diante. Nossa responsabilidade é garantir que nenhum civil acabe perecendo no fogo cruzado das forças em disputa, além de garantir que essa disputa não transpareça para a população... Embora esse incêndio... realmente teremos trabalho se coisas desse tamanho ocorrem com frequência desnecessária. Prosseguindo... sobre nossa atuação. Todos do clã estão proibidos de se envolver por conta própria nessa disputa. Nosso sangue é precioso demais para ser derramado em nome de alguém indigno. E também, se as coisas fluírem conforme meu plano, conseguiremos alcançar nosso lugar de direito, do qual nunca deveríamos ter saído. Então, peço só que lutem ao meu lado, e o clã Uchiha não conhecerá outra coisa senão a glória!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   Qua 12 Ago 2015, 04:28

— Sua capacidade de disfarce tanto na voz quanto na aparência são realmente formidáveis, Zeru... Mas ouvir a voz de Yuurei em sua boca não é muito atrativo. Haha! — comentou Jouichirou, que não conseguiu se estender muito em sua risada, haja vista o clima tenso de toda a situação. — Bem, sua atuação foi impecável, como já esperava, e as informações que conseguiu são importantíssimas. Agora preciso traçar um plano de ação e...

Jouichirou parou de falar. Ele, Zeru, que estava escondido nas tubulações da sede, e seu Kage Bunshin foram distraídos pelos passos impetuosos de uma pessoa que se aproximava da sala. No meio disso, uma outra pessoa ao longe parecia tentar impedir a primeira de se aproximar mais. “Omeshirama-sama, o senhor não pode... Droga!”

E então Senju Omeshirama entrou na sala de Jouichirou de supetão. Olhou para Zeru rapidamente, mas logo tratou de fixar seu olhar no líder da Anbu. Fechou a porta, e avançou a passos pargos até o mesmo, parando ao lado do Kage Bunshin e dando um soco na mesa.

— Seu ANBU matou meu irmão, Jouichirou!


Última edição por Fësant em Qua 12 Ago 2015, 16:50, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Episódio 12 | Espionagem   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Episódio 12 | Espionagem
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Dungeons em Dragons(Caverna do Dragão) Ultimo Episódio
» [EVENTO] MONTE SUA QUEST BASEADA NOS EPISÓDIOS DA SÉRIE POKEMON!
» Episódios Shippuuden [Spoiler-Alert]
» Assustador! - Episódio 1 "A Mansão Velha"
» Star Wars Episódio VII: O Legado dos Sith (Crônica Livre)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto: Shinobi no Sho - Sistema D8 de RPG :: Naruto RPG Online :: Episódios :: 1ª Temporada: Folha Rasgada-
Ir para: