Fórum destinado a divulgação e composição do RPG - Naruto ''Shinobi no Sho'' - Sistema D8
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Menu
CSS MenuMaker
Últimos assuntos
» Episódio 47 | Encontros Esperados
Ontem à(s) 18:09 por Inozaki

» Episódio 46 | De volta a Konoha
Seg 12 Jun 2017 - 14:46 por Fësant

» Episódio 45 | Shu
Seg 12 Jun 2017 - 14:29 por Fësant

» Episódio 44 | A Aliança
Seg 12 Jun 2017 - 14:11 por Fësant

» Episódio 43 | O Espião e o Outro Lado
Seg 12 Jun 2017 - 11:47 por Fësant

» Episódio 42 | Planos para o Retorno
Qua 5 Abr 2017 - 0:01 por Fësant

» Lançamento: Shinobi no Sho!
Dom 26 Mar 2017 - 16:01 por Fësant

» Naruto ''Shinobi no Sho'' - Livro Básico
Seg 6 Fev 2017 - 4:54 por Fësant

Parceiros

Licença
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Compartilhe | 
 

 Episódio 07 | Agente Duplo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1664
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Episódio 07 | Agente Duplo   Ter 14 Jul 2015 - 0:04


Abertura




Nos episódios anteriores...

Akashi jurou lealdade a Omeshirama, e paradoxalmente o deixou na mão na primeira vez em que o Senju precisou dele. Aliado a isso, passou a andar com suas próprias pernas. Ainda molhado e sujo de lama, percorreu os corredores e escadas do Palácio do Hokage, deixando gotas de água e pegadas por onde passava. Seu objetivo era procurar alguém que sabia, pelo seu sensor, que estava lá. Alguém que frequentemente estava ao lado de Hyuuga Keisei.

Seguindo seu radar de chakra, encontrou-o com facilidade. Estava lá, de pé no meio de uma porta aberta, do cômodo que parecia ser a sala de Keisei, conversando com outro shinobi cujo rosto não recordava. Era um jounin, considerado um dos melhores espadachins de Konoha, motivo pelo qual todos sabiam seu nome: Kogarashi Toushizo.

Era ligeiramente alto, com cabelos negros e compridos, parcialmente amarrados em um coque displicente que ainda deixava mechas na frente do rosto. Trajava calças largas em cor marrom, com sandálias de madeira. Uma camisa leve em cor branca, com botões em um estilo trançado e incomum. Sobre o corpo, tinha ainda um manto claro em cor lilás, adornado em azul escuro e roxo em suas bordas. Mas o que mais chamava atenção era o sorriso leve e irônico que sempre trazia. Qualquer que fosse a situação pela qual passava, aquele sorriso nunca o deixava, tendo Akashi já ouvido rumores sobre o quão irritante é uma conversa com aquele homem.

Quando o Kurogane chegou, a conversa entre Toushizo e o outro ninja aparentava ter terminado, e o mesmo já se despedia do superior, com uma reverência de respeito. A seguir, o espadachim notou logo a aproximação do chuunin, tendo o reconhecido de imediato.

— Olha! Se não é Kurogane Akashi-kun! — disse entusiasmado, com uma intimidade que ninguém o havia dado — Sou um fã seu, sabia? Um exímio arqueiro! Também sou fã de seu irmão. Gostaria muito de praticar kenjutsu com ele um dia, mas minha vida é tão atribulada que não consigo tempo — disse, com um tom triste, mas sem deixar o sorriso no rosto — Então, a que devo a visita? Ah, vamos entrar, venha! — falou, já andando para o interior da sala e sentando-se à escrivaninha que havia ao fundo, próximo às janelas. O lugar era uma sala bem comum. Estantes, livros, pergaminhos, a escrivaninha e um sofá ao lado direito. Tudo em tons sóbrios. — Não se acanhe! A sala do Kisei-kun é minha sala também!



Última edição por Fësant em Qua 15 Jul 2015 - 2:01, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com conectado
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Episódio 07 | Agente Duplo   Ter 14 Jul 2015 - 0:35

Akashi não havia revelado um sorriso sequer durante o diálogo todo que Toushizo havia iniciado, sendo este iniciado quase que forçadamente. O arqueiro sequer teve a chance de cumprimentar ou dizer as suas intenções; foi praticamente arrastado para a sala do indivíduo no momento em que se aproximou. Embora a maioria fosse agir conforme a conduta social e tentar responder ao entusiasmo inusitado de homem, Akashi era diferente. Ele sequer sentia-se na obrigação do ato, simplesmente ignorou a felicidade sem motivo. Era um pouco irônico alguém tão capaz de detectar as mentiras alheias, ser tão honesto para com todos. Mas sua honestidade se fazia somente pela sua inabilidade social. Não sabia como ser de outra forma, apenas isso.

Por alguns segundos pareceu observar toda a sala, como se a analisasse. Embora já houvesse entrado lá outras vezes, era a primeira em que o fazia tendo Keisei em sua mira. — Você sabe quem foi que fez o atentado contra o Hokage hoje? — Akashi mostrou-se direto, como de costume. A sua falta de habilidades sociais impediam-no de agir de outra forma, sendo estas ainda as suas primeiras palavras desde que encontrou o indivíduo. Apesar da pergunta, um tanto quanto inusitada, o arqueiro não olhou uma única vez para Toushizo. À primeira vista, parecia que ele não estava interessado em observa-lo, para saber da veracidade de suas palavras, como se fosse acreditar em tudo o que o homem fosse dizer. Mas, embora Akashi agisse desta forma inconscientemente, não olhar diretamente para alguém parecia dar mais liberdade para a pessoa falar à vontade, preocupando-se menos com as palavras que fosse dizer, tornando-se mais vulnerável ao sensor do Kurogane de saber quando alguém está dizendo ou não a verdade. Se Keisei e Omeshirama não poderiam ser analisados, então restava apenas partir para alguém quase tão influente quanto, mas de nível menor. Alguma informação ele havia que conseguir; e tendo em conta o seu histórico, ser direto parecia induzir os outros a falarem mais. O ninja sensor ficou olhando para as estantes de livros, relaxado, inconsequente com as suas perguntas como de costume.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1664
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 07 | Agente Duplo   Ter 14 Jul 2015 - 22:46

Akashi fez uma pergunta inusitada em resposta às ações supostamente cordiais de Toushizo. Provavelmente o Kurogane o teria pego de surpresa. Afinal, quem imaginaria que um simples chuunin se postasse perante um jounin de alto calibre daquela forma, sem qualquer cuidado, perguntando algo complicado de forma tão direta? “Quem foi que fez o atentado contra o Hokage?” Aquela era a pergunta para a qual todos queriam a resposta naquele momento. A maioria ficaria somente na curiosidade, deixando que o culpado fosse trazido a público pelo trabalho interno de investigação de Konoha. Mas aquela não era determinação de Akashi. Por motivos próprios, únicos e mesmo inesperados, o chuunin passou a buscar incessantemente suas próprias respostas, não medindo qualquer esforço. Ao indagar Toushizo, Akashi mal o olhava. Mas foi obrigado a mirar para frente quando notou uma kunai voando em sua direção em fração de segundos.

Akashi reagiu o mais rápido que pôde ao notar a situação. O momento no qual Toushizo havia sacado a kunai foi completamente perdido pelo chuunin, que teve somente alguns segundos para evitar ser atingido. Usando a velocidade conseguida em seu treinamento, tentou se mover para o lado e esquivar da lâmina que voava na direção de sua cabeça. Como se sua vida passasse em câmera lenta naquele instante, Akashi viu e sentiu a kunai passar rente a seu rosto, fazendo um sutil rasgo logo abaixo dos olhos, cortando ainda alguns fios de cabelo até passar por si por completo, atingido a superfície da porta atrás de si. Uma linha de sangue surgiu em sua face, e as gotas do ferimento escorreram lentamente até sua máscara.

— Hummm, Perdoe-me, Akashi-kun! É que quando um soldado fala com seu superior com insolência minha mão treme e eu não consigo controla-la. Que bom que a kunai não atingiu seu olho. Seria uma grande fatalidade... — disse Toushizo, que permanecia sentado, falando em um tom triste que não condizia com a expressão em sua face. — Ah. Desculpe-me. Você me perguntou alguma coisa?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com conectado
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Episódio 07 | Agente Duplo   Qua 15 Jul 2015 - 1:06

Akashi levou a mão ao rosto, limpando o pequeno ferimento. Embora não o demonstrasse, havia se surpreendido em muito com a velocidade daquele ataque. Mesmo com seu sensor, mal pôde reagir perante a kunai contra si lançada. Foi inclusive obrigado a utilizar-se de seu shunjutsu para evadir com eficiência. — "Fazia tempo que eu não precisava usar isto." — O arqueiro não fazia o tipo de pessoa que se irritaria com situações do tipo, ainda mais tendo em conta o seu histórico de atitudes inconvenientes. Não que ele possuísse qualquer noção do seu feito, mas era comum as pessoas descontrolarem-se com o seu modo de agir ou falar, então estava de certa forma acostumado, continuando então o diálogo como se nada fosse, embora ainda houvesse entendido o aviso.

— Eu queria discutir com você sobre o que aconteceu no festival, Toushizo-san. Qual a sua opinião sobre o ocorrido?

— Minha opinião? Alguém certamente tentou matar o Hokage. E fim. Por que pergunta algo tão óbvio, Akashi-kun?

— Todo mundo suspeita de alguém. Eu quero saber quem é o dono de sua suspeita.

— Eu suspeito de todos os meus inimigos, Akashi-kun. É assim que funciona a vida. E se quer saber meus inimigos, também é óbvio que é Omeshirama, seu atual mestre, suponho. Você não deve ter ficado na sala dele esse tempo jogando cartas hahahahaha!

— Eu fui chamado para entregar o meu relatório do ocorrido hoje e aproveitei para perguntar a opinião dele, assim como estou fazendo com você agora. Ele não é meu mestre. Konoha está dividida e eu quero escolher o meu lado, apenas isso. Não estou pedindo para me dar qualquer informação confidencial, e sim que me diga a sua opinião de verdade. Não o óbvio, o que eu quero é a sua teoria. Se não quiser me dizer, eu vou entender.

— Quando se compra um livro você precisa pagar seu preço, rapaz. Quanto você pode pagar pelo meu livro?

— Eu conversei com um dos cinco indivíduos responsáveis pelas explosões hoje mais cedo. Ele me contou bastante sobre suas origens. Isto é o quanto eu posso pagar. Ninguém mais teve acesso a isto, com excessão de mim e meu colega. Acredito que seja uma informação de extrema valia.

— Ora ora, é um bom preço até... mas a transação deve ser feita de maneira justa, não concorda? Você tem olhos sobre mim que eu não posso confrontar. Então a presença de Keisei-kun é indispensável. Por que não volta amanhã para realizarmos essa venda?

— Hum, então eu trocarei informações com Keisei-san depois. No momento eu quero negociar com você, até porque sua opinião pode ser diferente da de seu líder. Se eu não posso pagar com a verdade, porque não há garantia dela, então eu ofereço a você os meus serviços. Me conte a sua teoria, o que eu quero saber, e em troca eu agirei como se fosse um subordinado seu nesta madrugada. Me dê uma missão e eu a realizarei com eficiência. Caso duvide de minha honestidade quanto à minha palavra, bem... uma segunda kunai deve resolver o problema. Esta noite você terá ao seu lado um sensor diferente do Byakugan, que não levantará qualquer suspeita. Todos estão tão preocupados com algum Hyuuga sentindo as suas ações, então buscam meios para impedir isso, ou ao menos de ficarem alertas quanto ao doujutsu de seu líder em ação. O meu sensor é diferente, ele está sempre funcionando, ninguém tentará anula-lo. E eu já contei pra você que eu posso suprimir a minha presença e a do meu grupo? Me diga um local e eu colocarei você lá sem que ninguém saiba. Deve haver algum esconderijo que você gostaria de investigar, mas não é capaz por que existem muitos olhos e ouvidos atentos em Konoha. Permita-me burla-los em seu favor.

— Como sou misericordioso, vou lhe dar a oportunidade de repensar sua oferta. O que eu tenho pedir pode ser um preço que você custe muito a pagar. Tem certeza que quer ouvi-lo?

— Quero ouvir.

— Vou lhe contar minha teoria, e você poderá atestar minha sinceridade. Creio que Jouichirou, líder da Anbu, e Omeshirama fizeram algum tipo de acordo. Contudo, eles se desentenderam entre si, algo não saiu como o esperado. Agora cada um está agindo por conta própria. Quanto a Jouichirou, eu tenho informações de que ele tentará contatar um ninja estrangeiro em algumas horas. Um ninja de uma nação inimiga para um golpe de estado, talvez? Aproveitando que Konoha está se fragilizando. Jouichirou tinha boas conecções em outras vilas, principalmente em Amegakure e Iwa. Keisei-kun quer impedir o contato com esse ninja estrangeiro a todo custo. E você fará isso para mim. Mas você sabe muito bem que há um conhecido seu na ANBU, não é mesmo? E você sabe onde ele está nesse exato momento? Você tem três opções a partir de agora. Se aceitar a missão. Ficarei extremamente grato. Se falar que não, não poderei deixa-lo sair dessa sala vivo. E se aceitar, mas agir de forma diferente do nosso acordo, irei caça-lo até o inferno. O que me diz?

— Eu não sou conhecido por ser alguém muito inteligente, Toushizo-san. Como você quer que eu impeça este contato? Me livrando do ninja estrangeiro? E por que você quer saber a posição de meu nii-san?

— Eu não preciso saber a posição dele. Foi uma pergunta retórica. E eu pensei que tivesse sido claro em minhas palavras, mas realmente você não é dos mais inteligentes. Nós não sabemos detalhes sobre o ninja estrangeiro, mas sabemos que Gumo foi chamado por Jouichirou. Quero que mate Gumo. Entendeu, ou preciso desenhar?

— Eu não acho que matando um ANBU vá impedir o contato, Toushizo-san. Não seria mais efetivo matar o ninja estrangeiro?

— Repito que não temos informações detalhadas sobre o outro ninja. Nem quantos são. Matar Gumo é a solução mais simples e eficiente de atrasar os planos de Jouichirou, além de servir como alerta. O impacto da morte de um ANBU para ele também faz parte do jogo. Acho que ainda não entendeu onde está se metendo, Akashi-kun. Ah, e quero a Kusagani como espólio, logicamente.

— Considere feita a missão. Eu fui treinado por meu pai para não ser influenciado por sentimentos ou quaisquer laços, não vejo porque não aceitaria essa missão já que me trouxe tantas informações. Só não me vejo capaz de eliminar o alvo sem ajuda. Tenho um companheiro de confiança para me ajudar, seu nome é Ogami Rei.

— Outro adotado... Sinceramente não o vejo com bons olhos, mas que seja. Leve-o com você. Mas advirta-o também sobre nosso acordo. Caso descumpram, me partiria o coração matar alguém que não sabia que seria morto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Episódio 07 | Agente Duplo   Qua 15 Jul 2015 - 3:11

(...)

Alguns minutos depois, Akashi já se encontrava fora da sala de Keisei, onde havia conversado profundamente com o seu braço direito, Toushizo. Os seus olhos miravam o chão, ainda no palácio Hokage, como se parecesse conseguir enxergar o que estava debaixo dele, bem no subsolo. A expressão em seu rosto permanecia a mesma de sempre: desânimo. Porém desta vez tendia mais para cansaço, como se estivesse prestes a se meter em algo devidamente complicado, que requisitaria muito de seus esforços.

Após muitos passos, já fora do palácio, o arqueiro encontrou-se com alguém, porém considerando-se a expressão em seu rosto, foi proposital. — Rei, eu preciso conversar com você, mas em privado. — Iniciou, sequer cumprimentando o shinobi que havia interrompido em seu provável trajeto para casa. — Adiantando, eu preciso de um parceiro para o que estou prestes a fazer, simplesmente pelo risco que vou me submeter. Mas, com tal risco, vem também o provável lado da vitória. E então, vai me ouvir? — O discurso de Akashi fez-se direto, embora ainda houvesse poupado os detalhes para um local onde ninguém pudesse ouvir. Graças ao seu sensor, isto era pouco provável, mas tendo em vista a situação em questão, o Chunnin havia tomado todas as precauções. Ele não sabia se Rei era de confiança ou não, mas não havia mais a quem recorrer. Ikari era muito próximo de Omeshirama para contar com a sua ajuda, restando então Ogami. Para requisitar a participação de alguém que não possuía muito conhecimento só revelava um pouco do desespero que encontrava-se a situação do Kurogane. Ao ter testemunhado duas facções, colocou a sua vida em risco  de tal forma que era agora obrigado a recorrer a atitudes no mínimo incertas. Qualquer passo em falso poderia significar o seu fim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ogami Rei
Novato
Novato
avatar

Mensagens : 16
Data de inscrição : 08/07/2015

MensagemAssunto: Re: Episódio 07 | Agente Duplo   Qua 15 Jul 2015 - 3:41

Ogami já fora da sala de Omeshirama, começou a exercitar sua mente e tentar ao menos achar uma ponta solta que pudesse o conduzir a uma teoria do que estava realmente acontecendo na vila. Enquanto descia as escadas em direção à saída do palácio, Rei assistia pelas janelas o recolher dos civis, deixando as ruas inóspitas.

Já nas ruas, o movimento do comércio era quase nulo. Era possível ver no rosto dos poucos civis e ninjas que ainda estavam nelas abalados pelo evento daquela mesma noite, entretanto isso não era capaz de ao menos afetar o psicológico de Ogami. Apenas concentrado numa maneira de entender o atentado, seu meio de execução e o executador, mantinha seus olhos sem um ponto fixo enquanto caminhava até sua casa. Para sua surpresa, uma voz ecoou em seu ponto cego, o assustando a princípio pela sua falta de atenção. Irritado com o fato de ser pego distraído, o que acontecia muito ocasionalmente, logo identificou o sujeito que o abordara. Era Akashi. Era uma surpresa vê-lo falando consigo visto a falta de intimidade, porém não se ateve a isso e escutou cada palavra que saía da sua boca para assim dar continuação ao diálogo que acabava de ser colocado de maneira forçada.

"Tsc, que merda.. Odeio ser pego de surpresa! Quê que ele quer comigo, hein.. Sou nem amigo desse cara." Pensou durante o início do discurso do chunnin. Escutou tudo que ele dissera. Sem dúvida sua curiosidade pelo menos Akashi teria conseguido. — Ei, ei.. Procure não aparecer do nada na próxima vez, isso é esquisito. — Disse com uma cara emburrada, virando os olhos para o lado enquanto suspirava, se recuperando ainda do susto — Bem, não sei o que você planeja mas não vejo mal em escutar... — Encerrou seu discurso, acompanhando os passos do shinobi em direção a um lugar mais reservado, isento de olhos e ouvidos alheios.




Encerramento



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Episódio 07 | Agente Duplo   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Episódio 07 | Agente Duplo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Quer criar um Jogo Pokemon? Agente facilita é Claro!! Atualizado agora com Battlers, ícones, sons e ainda animações!!
» Dungeons em Dragons(Caverna do Dragão) Ultimo Episódio
» Feliz Aniversário duplo!
» [EVENTO] MONTE SUA QUEST BASEADA NOS EPISÓDIOS DA SÉRIE POKEMON!
» Ativando IKS TocomSat Duplo HD+ (plus)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto: Shinobi no Sho - Sistema D8 de RPG :: Naruto RPG Online :: Episódios :: 1ª Temporada: Folha Rasgada-
Ir para: