Fórum destinado a divulgação e composição do RPG - Naruto ''Shinobi no Sho'' - Sistema D8
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Menu
CSS MenuMaker
Últimos assuntos
» Episódio 47 | Encontros Esperados
Ontem à(s) 18:09 por Inozaki

» Episódio 46 | De volta a Konoha
Seg 12 Jun 2017, 14:46 por Fësant

» Episódio 45 | Shu
Seg 12 Jun 2017, 14:29 por Fësant

» Episódio 44 | A Aliança
Seg 12 Jun 2017, 14:11 por Fësant

» Episódio 43 | O Espião e o Outro Lado
Seg 12 Jun 2017, 11:47 por Fësant

» Episódio 42 | Planos para o Retorno
Qua 05 Abr 2017, 00:01 por Fësant

» Lançamento: Shinobi no Sho!
Dom 26 Mar 2017, 16:01 por Fësant

» Naruto ''Shinobi no Sho'' - Livro Básico
Seg 06 Fev 2017, 04:54 por Fësant

Parceiros

Licença
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Compartilhe | 
 

 Episódio 00 | Prólogo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1664
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Episódio 00 | Prólogo   Seg 09 Abr 2012, 16:26


Vila Oculta da Folha, 18º Ano do Pôs-Guerra, 26º dia do Outono, Noite

Poeira, rochas e grãos. Destroços, paredes incompletas, e era uma vez a Vila Oculta da Folha. Não havia mais a construção de concreto, e pouco restava da construção de alma. As únicas coisas que restaram de Konoha foram um céu limpo e estrelado (sim, sem as iluminações da civilização, o firmamento nunca pareceu tão vivo), as manchas rubras espalhadas pelo solo frio da noite, os seres sem vida que defenderam com fervor sua casa, o Palácio do Hokage, que se manteve intacto depois da terrível técnica do céu negro, e a tristeza da guerra.

A guerra é triste porque não existem vencedores. Todos perdem um pedaço de suas vidas (ou a vida por inteiro), perdem suas vontades, seus sonhos e seus lares. Uma metade dos moradores estava viva, chorando, berrando em prantos pela outra metade que padeceu do grande mal do conflito bélico humano.




No centro de uma grande cratera, o corpo vazio daquele que um dia se intitulou Deus Zero. Caído poucos metros dali, de peito voltado ao céu, o qual fitava cansado e emocionado, estava Yusuke, o Nidaime, que descansava sereno como quem espera o fim de seu tempo. O olho direito fechado, os fios loiros do cabelo cobrindo os arranhões e ferimentos da testa. O traje quase que totalmente rasgado, braços e pernas cobertos de sangue e os músculos no limite da resistência. Aquela é a cena do que realmente significa ser Hokage.

Mas o Uchiha não lutou sozinho. A 50 metros dali havia mais três corpos desacordados: um sábio viajante de cabelos alvos, um orgulhoso jinchuuriki, e uma bela dama da força. Apesar de inconscientes, e da grande luta pela qual participaram, seus ferimentos eram simples escoriações se comparadas ao Líder da Folha. Ainda mais distante dali, mais dois corpos estavam caídos, porém ambos sem vida. Shisui, o Deus do Gelo, enfraquecido pelo esforço que fez para conjurar a técnica que protegeu ele e o Deus Zero do jutsu de destruição massiva, e Ikko Takahara, o melhor chuunin que Konoha já viu em termos de taijutsu, travaram uma luta até a morte.

Entretanto, esta não era a cena que mais chamava a atenção. Não muito distante, uma grande massa de chakra vermelha crescia em ritmo absurdo. A energia era tão densa que podia ser plenamente vista e sentida por qualquer um que não possuísse condições especiais de percepção. A massa crescia, se acumulava e se agrupava, até a figura de um ser semelhante a uma grande raposa se destacar em meio aos ventos e poeiras levantadas pelo movimento da energia. Uma raposa-humanoide de quatro caudas e pelagem composta por chakra e sangue rugia ferozmente frente ao corpo morto e dilacerado de um outro Uchiha. Dentro do corpo bestial, uma alma humana entristecia-se por ter causado a morte de seu grande amigo.



O hiperativo chuunin de konoha havia lutado com todas as suas forças e capacidades contra o inimigo, e muito ajudou. Todavia, com seu chakra esgotado, não conseguiu mais conter a fera que habitava em sem íntimo, e agora estava sob o controle da mesma. Sem reconhecer amigos ou inimigos, ele parte em velocidade até o último combatente de pé naquele campo (ou quase, já que o mesmo estava sentado ao chão). O shinobi de cabelos negros, face semicoberta e olhos azuis de pupila vertical, que apesar de cansado ainda podia combater, então realizar um selo rápido de mão, e quando a besta chega até ele esbarra em uma “parede invisível”.

Eis então que mais três criaturas imensas aparecem na cena: três gorilas trajados em kimono saltam sobre a grande raposa, usando do máximo de seus esforços para segurá-la, ao passo em que o jounin de rosto semicoberto realiza mais um selo e então começa a realizar um jutsu cuja execução não é em si visível, mas seu efeito é notório. Gradativamente, o chakra tenebroso que cercava o chuunin foi retrocedendo, até que o garoto voltasse à condição normal, porém inconsciente. Ao lado do mesmo, um conhecido rosto adulto, e incomumente sério, aparece abruptamente, enquanto os gorilas desapareciam em cortinas de fumaça.

Chegando atrasado, Zenzaki, o Senin dos Símios observa os então novos heróis de Konoha.



Vila Oculta da Folha, 18º Ano do Pôs-Guerra, 29º dia do Outono, Tarde




Seshu, o sábio viajante de cabelos alvos, Ryo, o orgulhoso jinchuuriki do Seis Caudas, e Hana, a bela flor da força, continuam nas precárias instalações médicas improvisadas da vila destruída, assim como os demais shinobis sobreviventes. Todavia, já se encontravam conscientes e de saúde estável, embora completamente inaptos a qualquer atividade que não fosse o repouso ou conversas rápidas. Na cama ao lado, sentado, o chuunin loiro de nome Namito demonstrava a valorosa capacidade regenerativa possuída pelo seu corpo como jinchuuriki da raposa demônio de nove caudas. Exibia também, contudo, a face apagada de quem perdeu um grande e querido ente.

Curiosamente, Raiyate Ichiro, o jounin de Konoha que sempre guarda em segredo a aparência completa de sua face, não se encontrava no local. Captando comentários esparsos dos que ali passavam, o grupo Hikari e o garoto souberam que Ichiro passava grande parte do tempo na tenda onde o Nidaime Hokage ainda recebia tratamento, aparentemente curando-o com técnicas secretas próprias. Mesmo assim, ainda havia rumores do receio de morte de Uchiha Yusuke.



Vila Oculta da Folha, 18º Ano do Pôs-Guerra, 32º dia do Outono, Manhã

Os heróis da Folha já estão de pé e quase que totalmente recuperados, e começaram o dia com uma grande notícia: o Nidaime Hokage estava fora de perigo de morte. Em compensação, Ichiro estava exausto, e repousava profundamente, devendo permanecer assim por pelo menos cinco dias. Enquanto isso, a vila era gerida interinamente pelo conselho de anciãos, que largamente difundiram a notícia de que o Youkage, líder de Kazan’gakure no Sato, a Vila Oculta do Vulcão, ofereceu ajuda à Folha para o necessário por ela nessa reestruturação.



Vila Oculta da Folha, 18º Ano do Pôs-Guerra, 39º dia do Outono, Manhã

Era o dia do Grande Funeral. Todos os mortos, civis ou shinobis, fora homenageados e sepultados, com as honras proferidas pelo próprio Hokage, convalescente e ainda se apoiando em muletas. Como pedido de Namito ao Nidaime, Uchiha Daikyuu, nukenin e amigo morto em combate, recebeu o perdão do Hokage pela deserção e infrações cometidas, também sendo enterrado com os demais shinobis.




Vila Oculta da Folha, 18º Ano do Pôs-Guerra, 40º dia do Outono, Tarde

Para os líderes, esse dia era marcado como a primeira reunião depois da invasão, agora que Yusuke já estava em plenas condições mentais de exercer as funções do cargo.



A Vila já estava em processo de reconstrução. Um vilarejo simplório e pequeno havia sido criado para abrigar os civis e shinobis enquanto as casas definitivas não eram reerguidas. Prosseguia-se ali um procedimento trabalhoso, exaustivo, mas nunca impossível, pois, de todo aquele espaço empoeirado que os moradores chamavam de Vila Oculta da Folha, uma coisa, uma única e grandiosa coisa, não foi destruída pelo derramamento de sangue. Trata-se do calor que arde no âmago da alma de cada cidadão de Konoha, e que se mostra cada vez mais potente nas situações de perigo e catástrofe. É o sentimento que une a todos, sem distinção, e o chamamento para o confronto dos mais complexos desafios. Força que resume Konoha e a individualiza, que a define e a potencializa: a Vontade do Fogo.


############# Abertura 1ª Temporada #############


##########################################
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1664
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: Episódio 00 | Prólogo   Dom 06 Maio 2012, 19:57


Local desconhecido, 18º Ano do Pôs-Guerra, 26º dia do Outono, Noite

Com um andar cansado, roupas parcialmente queimadas e alguns ferimentos, o Deus da Sombra caminha por entre corredores de mármore branco e preto, iluminados por candelabros dispostos nas paredes em distâncias regulares. Em sua mão esquerda, arrasta com dificuldade um corpo humano enrolado em várias faixas brancas, com somente o rosto à mostra. Caminharia displicente até ouvir um pequeno som que o despertou, fazendo-o imediatamente fechar os olhos. Logo depois, uma outra pessoa saiu de uma entrada, também passando a caminhar pelo corredor, indo de encontra ao Nara até que ambos param, a 10 metros um do outro.



— Pensei que já havíamos quebrado essa desconfiança, Haweda. Você já tinha começado a encarar minha face ao conversarmos. Qual o problema agora? — disse o Deus do Fogo, em tom sarcástico.

— Tsc. Sabe muito bem que não sou idiota o suficiente para ficar diante você em minha “forma verdadeira”, Hiei. Mesmo que já esteja quase cego, seu maldito doujutsu ainda é perigoso. Agora me deixe passar. Estou cansado demais para lhe ouvir. Preciso entregar este corpo a Shino, e depois dormir.

O Uchiha então analisa rapidamente o corpo carregado pelo Deus da Sombra. — Este é Uchiha Yahiko... Incrível que você tenha conseguido derrota-lo. Estou curioso para saber a estratégia que usou.

— Essa será a última coisa que eu lhe diria, já que montei essa estratégia justamente para lutar contra você, caso necessitasse. Contudo, aqui só tem um único Sharingan. Precisei destruir o outro para garantir minhas chances de vencer. Shino não vai ficar contente, mas antes um Sharingan na mão do que dois distantes, ainda mais agora que perdemos tudo.

— Verdade. Aliás, Shinozaki-sama já deu novas ordens em virtude da nova situação. As novas diretrizes foram traçadas logo que você informou que Kazuya havia invadido Konoha.

— Hum... sei que logo serei informado formalmente de tudo, mas me adiante a informação mais importante, por favor — solicitou Haweda, ainda de olhos fechados, e se pudesse abri-los veria Hiei sorrir da forma mais satisfatória desde que se conheceram.

— Vamos atacar, e eu ficarei com o prato principal.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
 
Episódio 00 | Prólogo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Update SAIA LOGO
» Diálogo em uma história narrada em primeira pessoa
» Dungeons em Dragons(Caverna do Dragão) Ultimo Episódio
» [EVENTO] MONTE SUA QUEST BASEADA NOS EPISÓDIOS DA SÉRIE POKEMON!
» 'Novo' logo, nova edição e a celebração dos 40 anos de D&D!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto: Shinobi no Sho - Sistema D8 de RPG :: Tópicos Arquivados :: Arquivos do Fórum :: Naruto SnS Online :: Toua: O Oriente :: Toua: Shinsho :: Episódios-
Ir para: