Fórum destinado a divulgação e composição do RPG - Naruto ''Shinobi no Sho'' - Sistema D8
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Menu
CSS MenuMaker
Últimos assuntos
» Apresente-se
Sex 25 Ago 2017, 23:48 por George Firefalcon

» Episódio 49 | A Reunião
Dom 06 Ago 2017, 19:15 por Fësant

» Dúvidas do Sistema
Ter 01 Ago 2017, 11:33 por Fësant

» Episódio 46 | Ou Himitsu?
Seg 26 Jun 2017, 02:57 por Fësant

» Episódio 48 | Encontros Esperados
Sab 24 Jun 2017, 18:09 por Inozaki

» Episódio 47 | De volta a Konoha
Seg 12 Jun 2017, 14:46 por Fësant

» Episódio 45 | Shu
Seg 12 Jun 2017, 14:19 por Fësant

» Episódio 44 | A Aliança
Seg 12 Jun 2017, 14:11 por Fësant

Parceiros

Licença
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Compartilhe | 
 

 As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 16:39

(...)
Kisumi olha fixamente para Daikyuu, tentando detectar um mínimo de suas intenções e da veracidade de suas palavras. Por mais que se esforçasse para negar suas palavras, e mesmo indo contra todo o ressentimento que havia na alma, a garota terminou por ceder. As chamas na espada e da armadura foram gradativamente se dissipando, assim como seus olhos deixavam a cor rubra pelo profundo negro.

Kisumi fecha os olhos. Sua respiração era tão profunda que poderia ser sentida pelo Uchiha, mesmo à distância, assim como seu perfume, que somente agora foi notado. A jovem kunoichi guarda a espada na bainha, presa ao lado esquerdo da cintura. Ao reabrir os olhos, proferiu em doce voz calmas palavras:

— Não sou eu a pessoa certa para te julgar e, de toda maneira, temos o mesmo sangue. O Ancião deverá decidir isso. Se quiser conhecer o resto da família renegada, siga-me.

E virando-se de costas para o Nukenin, Kisumi caminha calmamente para frente, enquanto aguarda sua decisão.
(...)


Última edição por Fësant em Qui 24 Mar 2011, 20:45, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 16:45



Em contraresposta à garota, Daikyuu liberou o chakra que o circundava. A desativação da energia resfriou o corpo, causando a sensação agoniante de ardência na região queimada pela espada; levando a mão até o ferimento, disfarçou apropriadamente e, em seguida, caminhou até próximo a Kisumi: - Eu não conseguiria te derrotar em 30 segundos, de toda forma. 20 eram suficiente. - Brincou, em tom de rivalidade, porém sorriso algum veio ao rosto. Os momentos que sucederiam esta trégua eram por demasiado importantes, e lhe causavam uma terrível tensão.




Última edição por Uchiha Daikyuu em Sab 08 Jan 2011, 16:58, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 16:55

(...)
Kisumi olhou para trás, por cima do ombro. — Parece que em trinta segundos eu consegui ferir bem mais que sua cintura. Acho que a dor está lhe causando algum distúrbio, Daikyuu, pois nem quando éramos mais novos você chegava a falar tanta besteira. — e então a garota olha para frente, enquanto jogava o cabelo para o lado com mão, transbordando desdém. Ela era forte, tanto em personalidade, quanto na resistência. Enquanto andava, Daikyuu podia notar o sangue ainda não coagulado derramar pelo braço da moça, membro este que levemente tremia enquanto a mesma caminhava, calma, como se nada se passasse.

A verdade é que nenhuma dor atual poderia alcançar todo o sofrimento que e jovem já sentiu. Aquele braço ferido nada representava para ela.

— Vamos nos apressar — e disse a kunoichi, iniciando corrida, seguida de perto pelo Uchiha.
(...)
A sala se encontrava mal iluminada, com quase todas as janelas fechadas. Uma mesa, típica de escritório, três poltronas e uma grande estante com diversos pergaminhos eram os únicos objetos do local. Na maior das poltronas, feita somente para uma pessoa, encontrava-se um senhor de idade avançada. Cabelos totalmente alvos, olhos caídos de cansaço e alguns filetes de barba que começavam a crescer num rosto quase nu de pelos, porém calejado por rugas. Nas vestes, uma calça preta e uma camisa branca, sem detalhes. Pendurado ao lado, havia um grande manto negro, um leque vermelho e branco simbolizado nas costas.

O senhor repousava, despreocupado. Mas algo havia perturbado seu sono. Abrindo os olhos lentamente, ele profere algumas palavras, em voz rouca e cansada, de quem acaba de despertar.

— Veio me matar, assim como fez com o resto do clã... Uchiha Yahiko?

Na sala, mesmo oculto na penumbra, poderia ser notado um outro homem, imóvel, somente observando o descanso do outro que ali estava.

— Eu realmente imaginei que você conseguiria passar por todos, chegando até mim. Mas não imaginava que gostaria de conversar, ao invés de conceder uma morte silenciosa e tranquila durante o sono. Quando tempo faz? Três anos, desde a última vez que esteve aqui?

O senhor somente aguardava que o Uchiha se manifestasse, permanecendo deitado, imóvel em sua poltrona.
(...)


Última edição por Fësant em Qui 24 Mar 2011, 20:47, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 18:11

O Nukenin ali presente se fazia de indiferente para o homem, mesmo com tais palavras. Aquilo não havia afetado de fato o seu estado emocional, e muito menos lhe causado qualquer distúrbio. Ao invés disso, agiu como quem não tivesse escutado nada da parte do outro, e se limitou a olhar nos olhos do velho senhor com quem falava, pronto pra lhe dizer algo, não em resposta, mas com o intuito de justificar sua posição ali. -- Estou aqui pra assegurar o futuro do clã Uchiha. Eu, ao contrário de todos vocês, tive a coragem de abdicar de minha dignidade e paz apenas para 'limpar' a família. E impedir que o nome continuasse sendo sujado de forma tão inapropriada.

Fez uma breve pausa, e logo alterou a essência de seus olhos rubro-negros, dando origem ao aguardado quarto estágio. Não com o intuito de ameaçar, e sim assegurar a veracidade em suas palavras, expressando que se quisesse todo o clã extinto, já o havia conseguido, devido ao poder que havia alcançado. -- Não fiz por benefício próprio, somente pensando em um bem maior. Ocorreu tudo de forma perfeita, e consegui exterminar todos aqueles que insistiam em continuar levando o meu sobrenome para baixo, fosse por corrupção, como por maldade em seus corações. Como pretendi, deixei intactos aqueles que eu considerava merecedores de permanecer vivos, e dignos do próprio nome, não pelo poder mas por suas vontades e feitos.

Novamente se calou, não aguardando que o demais ali presente respondesse, e sim que estivesse preparado para ouvir ainda mais, por causa de sua idade tão avançada. -- Eis que surgiu o problema. Em minha ausência, o restante foi friamente assassinado. Não esperava isso, portanto considerarei tal ato como uma traição ao acordo que fiz, além de que meu objetivo você já deve ser capaz de supor. Terei certeza de que o clã Uchiha continue vivo até as próximas gerações. Não falharei ao acreditar em um acordo de forma tão inocente novamente. - Assim interrompeu o que estava dizendo, somente aguardando que o velho senhor iniciasse a sua vez.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 18:19

(...)
Mamoru, o Ancião líder do grupo Uchiha de renegados, ouviu cada palavra atenciosamente, sem demonstrar expressões. Seus olhos de tudo já havia notado, desde o auge até o terrível declínio do clã. Mesmo o Mangekyou Sharingan de Yahiko não o surpreendeu. Terminada a justificativa do Nukenin, o Ancião, sem se mexer, prosseguiu com a conversa:

— Mangekyou Sharingan. Então foi assim que destruiu nosso clã... Realmente eu já sabia que o clã Uchiha de Konoha estava dividido em três facções, e pelo que entendi, você somente deixou permanecer vivos aqueles leais ao Hokage, ou ao menos que não eram contra ao mesmo. Mas, pelo menos, você não nega a falha de ter confiado em quem não devia, seja lá quem tenha sido.

O senhor respira fundo, levando a mão direita aos olhos, massageando-os, gesto comum de quem acaba de acordar.

— O efeito colateral disso foi que, com a extinção do clã Uchiha de Konoha, nós passamos a ser mais visados. Embora todos soubessem de nossa existência, nunca se preocuparam com a mesma. Por todos os lados surgem pessoas, umas querendo nossa destruição, outras nossa aliança para destruir Konoha. Até agora, nos mantemos neutros, para analisar melhor todo o cenário do mundo shinobi, que tem estado muito conturbado pela ação dos Doze Deuses, como você deve bem saber. Mas, afinal, o que quer? E de que lado você está?
(...)


Última edição por Fësant em Qui 24 Mar 2011, 20:48, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 18:28

Yahiko agiu de forma tranquila perante as palavras do homem, e quando este terminou, deu inicio às suas. Seu Mangekyou Sharingan logo pareceu se alterar, voltando ao comum terceiro estágio. O Nukenin não pretendia sair mostrando para todos o poder que havia alcançado, a ação anterior fora somente uma tentativa de provar o que estava dizendo, as suas verdadeiras intenções. -- Já disse o que quero, e o que pretendo. Não vou escolher lados, a não ser o meu e de meus próximos. De alguma forma assegurarei a vossa sobrevivência, e o continuar do clã Uchiha. Estou disposto a compartilhar de meu poder e tempo, somente com o tal intuito. Agora quero saber, o que você precisa de mim para que isso aconteça? - Nada mais fez, e nada mais disse. Permaneceu calado aguardando que o homem dissesse algo a respeito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 18:42

(...)
Finalmente o senhor move o corpo. Sem pressa, apoia-se nos braços da poltrona, erguendo-se para o lado da mesma. Em seguida, pega o grande manto negro com o brasão Uchiha, vestindo-o. Virando-se de frente para Yahiko, continua a interlocução.

— Resumidamente, então, está do lado do clã Uchiha. O que necessitamos de você é que prossiga do nosso lado, respeitando e lutando por quem é de seu sangue, e somente isso será responsável por todas as suas outras ações, Yahiko. Contudo, tenho um pedido especial a fazer. Caso saiba algo a respeito enquanto estiver perambulando pelo mundo, evite que os Doze Deuses cheguem até nós.

Mamoru então segue para frente. Passando pela mesa, chega até a maior janela da sala. Ele põe sua mão na cortina que a cobria, abrindo-a. O que é revelado pela janela do sobrado onde se encontravam é uma vila não muito grande, de casas muito semelhantes e simples. Pessoas transitavam, despreocupadas, assim como crianças brincavam, sorridentes. Em alguns pontos, shinobis poderiam ser vistos, realizando guarda.

— Nesta pequena vila temos muitos shinobis promissores, Yahiko. Entretanto, todos são jovens. Não é uma tarefa fácil cuidar de jovens Uchiha’s, cujo sangue geneticamente clama por poder. São tolos, inexperientes e descuidados. Porém, são o futuro do nosso clã, assim como você, que embora já tenha muito vivido, ainda é jovem. São deles, dos nossos jovens, que devemos cuidar. Peço que cuide para que os Doze não cheguem aqui. Ou pior ainda... — Mamoru faz uma pequena pausa, enquanto se vira novamente para Yahiko, reaproximando-se dele — Cuide para que Haika não nos destrua. A essa altura, você já deve saber daquilo que quase nenhum Uchiha sabe. Cuide de nós, e nós reergueremos o clã.
(...)


Última edição por Fësant em Qui 24 Mar 2011, 20:50, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 19:12

-- E assim será. Ninguém dos Doze Deuses chegará até vocês, assegurarei vossa sobrevivência em relação a isso. Já o bando de Haika, farei o possível, mas nada prometo. Apesar de já ter testemunhado o poder de dois deles, e não só me mantido vivo como ter lutado bem o suficiente para os fazer recuar, acredito que estejam em um nível bastante avançado. No entanto, tenho planos para adquirir ainda mais poder, e quando o fizer nem mesmo o meu pai conseguirá fazer algo que vos possa prejudicar. - Efetuou uma breve pausa como tem feito ao longo da conversa, mas dessa vez estava mais satisfeito que antes, e, apesar disso, bastante sério. Sua finalidade ali já havia sido alcançada, o que foi ter o direito de se manter ao lado de seus familiares, de forma a garantir um futuro merecido para todos.

Logo, retomou a falar, desta vez com o intuito de passar suas idéias para o velho homem, o ancião dali. -- Mamoru, seria bom que vossa existência se tornasse oculta, e não apenas a vossa posição. O que quero dizer, é que posso facilmente arrumar meios de espalhar boatos de que vocês, os restantes Uchihas, foram assassinados por mim. A maioria sequer iria pensar no caso, e acreditar cegamente que isso seja verdade. Afinal, os meus últimos atos levaram muitos, senão todos, a ver meus objetivos de maneira incerta. Pois, até mesmo você acreditou nisso. - Se calou, finalizando com uma afirmativa que, não so servia de justificativa para o sucesso de suas idéias, como demonstraria como se sentia ao saber que aquele ancião, dotado de tamanha sabedoria, havia pensado realmente que Yahiko fosse capaz de fazer tudo o que fez por benefício próprio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 19:21

(...)
O Ancião conseguiu notar o pequeno ressentimento de Yahiko por ter sua idoneidade posta em dúvida, e antes de se manifestar sobre seu plano, adiantou:

— Perdão por ter duvidado de você, Yahiko. Mas você deve entender que é muito mais comum a um Uchiha se desvirtuar do caminho do que se manter nele, e pelos rumores era difícil crer que você continuava sendo quem era. Sobre seu plano, creio que seja uma boa opção. Vai retirar de nós essa detestável visibilidade, garantindo alguma proteção. Obrigado, Yahiko. A partir de hoje, minhas esperanças e a de todos aqui estará renovada por esse encontro. Se quiser desfrutar da sensação que é estar no seio familiar novamente, pode ficar aqui o tempo que quiser, e sempre será bem vindo, como antes. Mas creio que sua vida fugitiva não permita esse luxo, pelo menos por enquanto, não é mesmo?

E pela primeira vez durante aquela conversa, Mamoru sorri, calma e serenamente.
(...)


Última edição por Fësant em Qui 24 Mar 2011, 20:52, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 19:43

-- Que bom que posso contar com vocês todos, meus familiares pelos quais batalharei enquanto for vivo. - Pausou novamente como tem feito até então, e logo retomou a falar. Sua feição demonstrava satisfação e conformismo para com o que havia ocorrido. De fato, havia alcançado mais do que tentara naquela conversa. Conseguiu não só a esperança do clã, como a aceitação deles para consigo.

-- Então o plano será seguido, até segunda ordem. Eu farei a minha parte em ocultar a vossa existência, e vocês farão de tudo para não chamar as atenções. Porém, acredito que vocês já estejam fazendo isso há um bom tempo. - Concluiu a última parte das suas finalidades com a conversa. Quando decidiu responder ao comentário do homem, a respeito de sua permanência ali.

-- É verdade, meu estilo de vida não permite mais que eu possa desfrutar de algo assim, de fato. Contudo, pretendo conhecer o resto desse local. Não é a primeira vez que venho aqui, porém acredito que existam mais com o sangue nas veias que antes. Quero ver aqueles que presenciarão a próxima geração do clã Uchiha. - Se dirigiu a saída dali, pronto para fazer o que havia pedido, já que não considerava a idéia de fazer isso recusado. Olhou atenciosamente para o homem, e aguardou que este o guiasse em sua caminhada por ali.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 19:54

(...)
Ainda com o sorriso no rosto, Mamoru passa por Yahiko, dirigindo-se a saída enquanto esperava que o Nukenin o seguisse. Olhando rapidamente para trás enquanto caminhava, disse:

— Terei muito prazer de mostrar a você o nosso clã, Yahiko-san.

(...)
Já se passaram algumas horas de intensa viagem, com poucas mudanças no cenário. Para dificultar encontros indesejados, a dupla de shinobis de Konoha percorreu todo o caminho por estradas secundárias e regiões de mata. E embora não tivessem se conhecido inicialmente em uma condição favorável, a conversa entre ambos fluiu de boa maneira, algo que não é muito raro ocorrer com o carismático Namito.

Nesse momento, Rayden já reconhece a região apontada pelo Hokage como a zona suspeita de estar o agrupamento dos Uchiha renegados. O lugar nada mais é do que uma região floresta relativamente densa, com árvores altas e boa quantidade de vegetação de médio porte. O jounin então instintivamente faz sinal para que Namito cesse a corrida. A partir daquele lugar, todo o cuidado deverá ser realizado.
(...)


Última edição por Fësant em Qui 24 Mar 2011, 21:12, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Rukawa
Notável
Notável
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 24/07/2010

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 21:52

><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><
Corria atento ao caminho por onde passava, enquanto conversava com o jovem chunnin Namito -- então fiquei sabendo de que você já está bastante forte? Acho que logo você irá me superar, se não já o tiver feito isso -- dava um sorriso ao falar com Namito -- "Interessante, apesar de estar com a Kyubi dentro de se, ele pareci uma pessoa boa" -- Enquanto conversava seguia se aproximando do local, e já começa a saber para onde estavam indo, ficava com uma expressão mais seria e pensava sem tirar sua atenção de Namito e do Caminho -- "Não tenho mais duvidas, nós estamos indo para o acampamentos dos uchihas, o que será que o hokage quer com eles, talves está tentando mais uma vez a aliança com eles, bom acho que já estamos bem pertos" -- A Sua expressão voltava ao normal quando Rayden para rapidammente mantendo sua atenção na região e logo estende a mão para Namito como sinal para ele parar de correr -- Ei Namito Apartir daqui devemos ir mais devegar e com mais cuidado, pois podemos não ser bem recebidos. -- o jounnin da uma pausa, observando o local e logo continua -- Antes de continuarmos gostaria de lhe informar que estamos nos aproximando do acampamento dos Uchihas, e eles podem ser perigosos, apesar de estarmos vindo em missão de paz, não sabemos como eles vão nos receber. então gostaria de pedir o maximo de atento no caminho a partir daqui, vamos -- apos pronunciar suas ultimas palavras, seguia adentrando caminhando atento ao local e possiveis armadilhas no local. Rayden caminhava olhando e esperando para encontrar com os Menbros do Clã Uchiha. ><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 21:58

(...)
O Jounin então cedeu todas as informações e comandos necessários ao subordinado. Entretanto, antes mesmo que este pudesse responder, confirmando-as, um vulto avançou abruptamente contra o chuunin, que estava a somente alguns passos ao lado de Rayden. De relance, o Kaguya pode notar que um homem, ou um jovem rapaz, pelo que aparentava o porte físico, havia se jogado de corpo contra Namito, que caiu ao chão com o inimigo em cima. Trajando somente roupas de malha negra, com capuz de mesma cor ao rosto, o inimigo permaneceu alguns poucos segundos sobre o chuunin, que após esse curto tempo quedou desacordado. O inimigo então virou o rosto para Rayden, mostrando os olhos rubros que assinavam sua origem sanguínea.

Erguendo-se, sem nada a dizer, o inimigo olhava com determinação. Era fato que pretendia abater os dois ali presentes.
(...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Rukawa
Notável
Notável
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 24/07/2010

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 22:20

><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><
Olhava Namito desmaiado não se descuidando do inimigo -- "preciso tentar resolver isso sem batalhas, e se for o caso de batalhar tirar o Namito da batalha, para que ele fique seguro" -- Ao ver o vulto do homem se jogando encima de Namito, Rayden logo fica em guarda pronto para uma possivel batalha, mais sabendo que se essa acontecesse a missão poderia colocar em risco a missão então Rayden mesmo em posição de sua postura para se defender caso o inimigo ataque, tenta argumentar com o tal já que no em sua expressão os olhos que não mais só os Uchihas possuiam -- espere, Olá viemos em missão de paz, não hostil, temos uma mensagem para o vosso lider , será que podemos ir ate ele? -- fala tentando argunmentar e não comecar uma batalha, mais ficavam pronto como se esquivar usando suas posturas de batalha.
><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><


(...)
As palavras do Jounin foram o mesmo que nada. Sem ao menos responder suas afirmativas, o inimigo sacou uma kunai e avançou em combate corporal contra Rayden. Inicialmente, buscou golpear o tórax do alvo, sem hesitar. Enquanto isso, Namito aparentava que iria permanecer caído por um tempo relevante. Aquela luta estava somente nas mãos do Kaguya.
(...)

><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><
-- " Acho que palavras não vão adiantar, bom vou tentar parar ele" -- Rayden ficava com uma expressão mais seria, e logo em sua postura de luta de Rayden tentava se esquivar do ataque do Uchiha. Rapidamente em sua dança tantava se esquivar para o lado e deixando o uchiha passar por se, e então ficar atras dele.
Rayden dava um giro indo para o lado direito deixando o Uchiha passar com a kunai por se e então outro giro ficando atras dele pensava enquanto fazia seu movimento --"e agora eu não posso mata-lo. vou tentar apenas nocautear ele" -- então Rayden faz alguns selos preparando um jutsu e logo da um soco na nuca do Uchiha, para que ele desmaie e tambem desviando a atenção dele dos selos, logo acaba os selos -- "Kokkaku Shibari no Jutsu" -- fazendo com que ossos de seu peito saiam e prendam o Uchiha que estava perto suficiente para tentar prende-lo.
><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Sab 08 Jan 2011, 23:06

(...)
Os ossos do tórax do Kaguya então crescem e se multiplicam, criando uma forte corda de ossos que envolvem todo o corpo do inimigo, predendo-o. Aproveitando de sua condição, Rayden tenta golpeá-lo no pescoço, a fim de desacordá-lo. Contudo, não o fez com a destreza e a precisão necessária, e seu intento não foi alcançado.

Ainda preso, o oponente pouco tinha a fazer corporalmente. Mas os limites dos shinobis do clã Uchiha extravasavam a questão do corpo. Somente virando o rosto para Rayden, e olhando em seus olhos, o inimigo pôde manipular o chakra do mesmo, de forma a paralisá-lo por completo, sem chances de resistência. Quando completou o Doujutsu, a prisão de ossos se afrouxa, e o Uchiha se desprende da mesma, sem dificuldades.

Possuindo ainda algum tempo antes de terminar o efeito do Genjutsu, o oponente se afasta da distância de ataque corporal, pois claramente estaria em desvantagem.
(...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Rukawa
Notável
Notável
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 24/07/2010

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Dom 09 Jan 2011, 00:06

><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><
-- "ah o que foi isso, Genjutsu, não pode ser, agora eu me lembro do sensei falando contra genjutsu preciso lutar olhando os pes do meu inimigo e nunca os seus olhos, preciso nocaute-lo logo, antes que outros cheguem, não posso perder mais tempo," -- faz alguns selos e tento ativar -- "Nidan Kousoku " -- depois continuo os selos começo a correndo em direção ao Uchiha olhando sua cintura pernas e pés -- "Kokkaku Bunshin no Jutsu" -- Fazendo 4 clones de Ossos 3 na minha frente e 1 atras de min, todos correndo em direção so Uchiha olhando sua cintura, pernas e pes, 3 dos clones vão na frente e tentam dar 1 soco nele cada 1 dos clones, o 4 clone usa -- "Shinobi Hiken: Dachi - Shouja " -- e correndo em movimentos ondulatorios ele tenta dar mais 1 soco no Uchiha, logo eu continuando na minha postura ativa corro ate ele e tento acertar 1 soco nele. ><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><


Última edição por Rukawa em Dom 09 Jan 2011, 00:52, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Dom 09 Jan 2011, 00:32

(...)
Então, os quatro clones foram criados. Os três da frente avançaram simultaneamente contra o Uchiha. Este esquivou dos três socos, somente realizando um salto para trás, deixando os três atacantes socando o ar. O restante da investida foi tão ineficaz quanto as três primeiras. O inimigo escapa tanto do soco do clone, quanto do golpe de Rayden, este, por sinal, não muito bem executado. Realizando mais dois saltas para trás, o Uchiha finaliza sua evasiva, sem dificuldades.

O adversário move-se novamente para trás, agora tomando uma boa distância. Ele então puxa seu capuz, deixando sua boca à mostra. Realizando selos, ele inspira. Ao expirar, somente poderosas chamas podem ser vistas saindo de sua boca. Era o característico jutsu do clã Uchiha: Goukakyuu no Jutsu. O tamanho da bola de fogo era grande o suficiente para atingir todos os cinco alvos, os quatro clones e o Rayden.
(...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Rukawa
Notável
Notável
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 24/07/2010

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Dom 09 Jan 2011, 00:51

><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><
Todos olham normalmente para o Uchiha quendo Os 3 clones que estavam sem postura ativam -- "Shinobi Hiken: Dachi - Shouja " -- e então os 4 clones e Rayden todos agora olhando normalmente tentam se esquivar indo para os lados já se aproximando do Uchiha para ataca-lo. Rayden usa Evasão e segui os clones todos indo para os lados se esquivando das chamas, e rayden com sua velocidade tenta já chegar perto do Uchiha. ><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><


(...)
A grande bola de fogo ameaçava engolir todos os alvos. Contudo, o bom taijutsu de Rayden seria o suficiente para minimizar os danos. O primeiro clone, que estava bem ao centro, mal pôde reagir às chamas e foi consumido por elas, desfazendo-se em cinzas e ossos queimados ao chão. Os dois outros clones da frente reagiram não tanto a tempo, tendo suas pernas levemente queimadas. O clone da retaguarda, por está mais distante, teve mais facilidade na evasiva, conseguindo sair ileso. Já Rayden, o original, utilizou da técnica Kaihi para efetuar perfeita esquiva para a direita, sem sofrer danos.
(...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Dom 20 Mar 2011, 16:56

De volta à floresta...

(...)
Conforme avançava a caminhada, Daikyuu e Kisumi adentravam cada vez mais em mata fechada. A quantidade numerosa de arbustos foi gradativamente dando lugar a árvores cada vez mais altas e robustas, e os únicos arbustos que ainda restavam somente atrapalhavam a livre locomoção. Somente um bom shinobi rastreador seria capaz de se locomover naquele espaço com a devida destreza, mas, aparentemente, Kisumi conhecia aquela floresta como a palma de sua mão.

Até que, num dado momento, ela parou de andar. Quando Daikyuu observou com mais atenção, notou que se encontrava sobre um pequeno monte, depois do qual se encontrava um pequeno agrupamento de casas, todas bem simples e de arquitetura semelhante. Somente uma delas, um sobrado, se destacava. Ao longe, era possível ver transeuntes e pessoas montando guarda.

— Chegamos. — disse Kisumi.

Calmamente, os dois desciam o monte e avançavam até o vilarejo. Assim que entrou e começou a caminha pelas primeiras ruas, era inevitável sentir uma pequena nostalgia. Entretanto, depois de alguns minutos andando, dois shinobis que estavam guardando a rua se aproximaram.

— Kisumi-san — disse o primeiro, o mais alto — quem é este outro?

— Ah! Agora vendo mais de perto... com certeza é ele: Uchiha Daikyuu, o nukenin! — completou o segundo.

— Sim. Este é Daikyuu — confirmou serenamente a kunoichi. Todavia, imediatamente depois da confirmação, ambos os guardas deram um pequeno salto para trás, retirando kunais, pondo-se em posição de combate.

— Por que o trouxe aqui, Kisumi-san? — Perguntou o mais alto deles.
(...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Dom 20 Mar 2011, 17:17



Tabulação Em meio a viajem rumo ao vilarejo, o rapaz fitou, atento, cada passo que desse e expressão que adviesse ao rosto de Kizumi - por três longos anos, a final, privou a si mesmo de qualquer contato com entes queridos e, por um instante, divagava sobre a possibilidade de não mais ser capaz de guarnecer sentimentos; esta pergunta, porém, era respondida por sua admiração subita pela moça, forte o bastante para fazê-lo ignorar galhos pontiagudos e pedras em sua trajetória. Com a chegada à nova morada dos Uchiha, Daikyuu franziu suas sobrancelhas, pasmo com a simplicidade: — Vamos à sua casa, primeiro. Cuidarei de seus ferimentos, do contrário perderá o braço. — Disse, de forma quase exigente, mesmo face aos dois guardas que brotaram no caminho - para os quais, de praxe, não deu a mínima atenção ou importância.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Dom 20 Mar 2011, 17:39

(...)
A kunoichi respirou fundo antes de responder à pergunta do guarda, e à proposta de Daikyuu, cuja despreocupação com aqueles dois shinobis deixou os mesmos um tanto confusos.

— Guardem suas kunais. Como podem ver, Daikyuu não tem nenhuma intensão ofensiva. Trouxe-o aqui porque ele quer ver o Ancião, e como ele é do nosso sangue, creio que possua este direito, mesmo sendo um nukenin, não acham? — respondeu a moça, terminando com uma pergunta retórica. — Podem ficar despreocupados, que se ele tentar algo, eu mesma me encarregarei dele e assumirei a responsabilidade perante o Ancião.

Ainda um tanto temerosos, os dois shinobis guardaram suas kunais, deixando a postura de combate. Sem dizer mais nada, somente balançando afirmativamente a cabeça, ambos viram-se e voltam a seus postos.

— Eu posso cuidar de mim mesma, Daikyuu — disse ela agora, voltando-se ao Uchiha — mas realmente preciso tratar do ferimento, não quero ficar doente por descuido. Vamos à minha casa. — e novamente tomando a frente, Kisumi volta a caminhar.

Alguns poucos minutos depois, estavam os dois ninjas dentro da pequena casa na qual Kisumi vivia. Pelo fato de morar sozinha, sendo órfão, não necessitava de grandes instalações. Contudo, mesmo sendo uma pequena residência, os móveis de cores vivas e bem cuidados, embora simples, a sala com um sofá de três lugares e uma mesa de centro com flores, e o doce perfume que estava impregnado em todo o local mostravam uma parte mais delicada e cuidadosa de Kismui que Daikyuu não tinha ainda contato.

Indo direto a um armário, a kunoichi pegou uma pequena caixa de cor branca. Sentou-se em um dos assentos periféricos do sofá, fazendo sinal para que Daikyuu fizesse o mesmo, e então abriu a caixa, começando a retirar ataduras e pequenos frascos. Ela então despiu o sobretudo preto, para que pudesse tratar adequadamente do ferimento.

Depois de iniciar o tratamento, quebrou o silêncio entre os dois:

— Daikyuu... afinal, o que tem feito todo esse tempo? Pra ser sincera, eu nunca soube com exatidão por que você se tornou assim e foi considerado um nuknenin. O que você fez afinal?
(...)


Última edição por Fësant em Dom 20 Mar 2011, 20:03, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Dom 20 Mar 2011, 17:45



Tabulação Adentrando a residência, o Uchiha sequer prestou qualquer cerimônia, sentando-se no sofá conforme, com uma das mãos, retirou sua espada e a deixou exposta sobre a mesa despreocupadamente; observando o ambiente, então, direcionou suas palavras uma vez mais: — Não se preocupe com o ferimento. Tomei o cuidado de não explodir nenhum osso. Uma vez cicatrizado, deve recobrar o movimento integral do braço. — Tentou, de sua própria maneira, trazer algum conforto a situação e ao que fez - entretanto, para sua infelicidade, havia perdido a maciez nas palavras com a qual contava anos atrás. Expressar que se arrependia de tê-la machucado tornou-se uma tarefa difícil, no fim das contas. Uma expressão vaga seguiu seu comentário, forçando-lhe a abaixar o olhar perante a pergunta de Kizumi que, por um instante, se fizeram inconvenientes: — Parte, você não gostaria de saber. Outra parte, simplesmente não posso dizer. Caso eu não morra e seja capaz de resolver esta situação, você descobrirá minha história.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Dom 20 Mar 2011, 18:01

(...)
Kisumi sorri. Apesar do sorriso, era notável uma certa decepção na resposta que havia obtido, tanto que, por um leve instante, até parou de tratar de seu ferimento. Quando voltou a cuidar do braço, ela voltou a falar:

— Deu para notar que não esperava essa pergunta, pelo menos não tão cedo, não é? Tipo, eu não sou mulher de meias palavras, ou meias verdades, e apesar de você preferir ficar calado, acho muito melhor do que inventar alguma mentira. Entretanto... se você deseja realmente voltar para sua família, ficar escondendo suas reais intenções dessa forma não vai ajudar. Ao contrário, pode gerar desconfiança e afastamento, principalmente com relação aos outros. Você viu como aqueles dois reagiram ao vê-lo...
(...)


Última edição por Fësant em Dom 20 Mar 2011, 20:06, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Dom 20 Mar 2011, 18:11



Tabulação Com um suspiro, o Uchiha recostou-se no sofá, deixando que um dos braços se estendesse ao longo das costas do móvel para, em seguida, aderir a uma posição mais relaxada: — O Ancião terá conhecimento de toda a verdade. Como Kunoichi, deve entender que certos segredos, se contados, fazem de alguém um alvo; por isso nada direi a você. — Concluiu, engolindo em seco. Esta era, provávelmente, sua última oportunidade para relaxar como uma pessoa comum o faria. Em devaneios, encarou o teto, prosseguindo diálogo: — Fuuton ... Apesar de incerto, pensei em você de imediato após receber o primeiro ataque. Existem muitos tipos de pessoas neste mundo, e tenho andado lado a lado com as mais excêntricas dentre todas elas. Sua companhia me traz um conforto que não tenho há anos.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fësant
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 1668
Data de inscrição : 23/06/2009
Idade : 28

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   Dom 20 Mar 2011, 18:26

(...)
Kisumi parou um instante para observar o shinobi. De fato, ela percebia que Daikyuu encontrava-se bem mais calmo e relaxado do que quando se encontraram na floresta. Era como se algum peso, mesmo que temporariamente, havia sido retirado de suas costas. E fitando o nukenin nos olhos, não conseguia disfarçar sua súbita tristeza.

— Compreendo. Verdade... O teor de certos assuntos no mundo ninja requerem maior sigilo, e se você está disposto a conversar com o Ancião, de forma sincera, e se ele confiar em você, também ganhará a minha. Mas... — parou de olhá-los nos olhos, para voltar a tratar do ferimento — Mas... de alguma forma, também é reconfortante te ver. Me traz lembranças de um tempo feliz em Konoha, ou talvez mais que isso... Mas... eu pensei que confiaria em mim também. — a garota então termina de realizar o último curativo, enrolando uma atadura no braço. Sem demora, passou então a guardar os objetos de volta à caixa branca.

Levantou-se. Calmamente, recolocou a caixa no mesmo lugar, no armário onde antes se encontrava. Voltando para o sofá, parou de pé próximo a Daikyuu, com ambas as mãos na cintura.

— Vamos, levante! É só dar um pouco de espaço e você se esparrama! Vamos ver o ancião. — e com a expressão impaciente, andou até a porta da casa, abrindo-a enquanto esperava Daikyuu se levantar.
(...)


Última edição por Fësant em Ter 07 Jun 2011, 21:19, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://naruto.sistemad8.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
As Crônicas do Sharingan: Os Dois Mundos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Quest - Xeque-Mate: Guerra de Dois Mundos
» Sharingan Nível 2
» [FANFIC] As crônicas de um marinheiro - O torneio sombrio
» Qual é o Mangekyo Sharingan mais forte na tua opinião?
» Tem como usar S922 com dois satélites sem chave DiseqC?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto: Shinobi no Sho - Sistema D8 de RPG :: Tópicos Arquivados :: Arquivos do Fórum :: Naruto SnS Online :: Toua: O Oriente :: Toua: Hajime :: História :: Fillers e OVAs-
Ir para: