Fórum destinado a divulgação e composição do RPG - Naruto ''Shinobi no Sho'' - Sistema D8
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Menu
CSS MenuMaker
Últimos assuntos
» Episódio 47 | Encontros Esperados
Ontem à(s) 18:09 por Inozaki

» Episódio 46 | De volta a Konoha
Seg 12 Jun 2017, 14:46 por Fësant

» Episódio 45 | Shu
Seg 12 Jun 2017, 14:29 por Fësant

» Episódio 44 | A Aliança
Seg 12 Jun 2017, 14:11 por Fësant

» Episódio 43 | O Espião e o Outro Lado
Seg 12 Jun 2017, 11:47 por Fësant

» Episódio 42 | Planos para o Retorno
Qua 05 Abr 2017, 00:01 por Fësant

» Lançamento: Shinobi no Sho!
Dom 26 Mar 2017, 16:01 por Fësant

» Naruto ''Shinobi no Sho'' - Livro Básico
Seg 06 Fev 2017, 04:54 por Fësant

Parceiros

Licença
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Compartilhe | 
 

 As Crônicas do Sharingan: O Renegado.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 01:19

◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙
◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙◙

Seus olhos arderam quando a claridade espalhou-se rapidamente. Um fúnebre sentimento preencheu seu coração ao re-lembrar da luta contra o Deus da Dor. Sentiu as dores preencheu seus orgãos internos, ao mesmo tempo que se espalhavam por seus sentidos. Estava em uma pequena cabana de madeira sozinho. Percorreu com seus olhos quase sem vida o local e nada encontrou. Uma cama simples e velha estava por baixo de seu corpo. Ao seu lado direito o manto dos Doze Deuses. Uma janela a sua frente, permitia a luz penetrar naquele cubiculo de pouco mais de vinte metros quadrados. Um cheiro de cerejeira se espalhou por suas narinas antes de poder erguer seu corpo. Percebeu então, ao seu lado esquerdo uma pia velha que soltava água e panos por todo seu corpo. Ataduras. Uma mão tocou seu ombro, como não havia percebido aquela pessoa? Virou seus olhos com medo de que aquele maldito estivesse vivo. Não, uma duvida havia tomado sua cabeça. Como havia sobrevivido? E a resposta, era um homem de olhos roxos e cabelos brancos, compridos e bagunçados. Em sua face estava um belo sorriso e suas roupas cobriam todo seu corpo, deixando apenas seu rosto à vista. Carismaticamente ele inclinou novamente o corpo de Yahiko. -- Cuidado! Se esforçando muito, você pode acabar morrendo! Tenho certeza que seus amigos sentiram sua falta. -- Novamente o homem sorriu e mostrou do lado da pia um prato de comida. -- Então, qual o seu nome e como foi parar naquele lugar? -- Ele tocou um prato de comida, a maior parte era carne e dessa vez parecia muito mas saborosa que qualquer outra. O homem lhe ofereceu com um sorriso no rosto quando finalmente sentou na janela observando o shinobi ferido. -- Ah, me chamo Lanzou. Prazer em conhece-lo! -- Rapidamente ele ergueu um braço, e o sorriso aconchegante continuava em seu rosto.



Última edição por Blackheart em Dom 26 Dez 2010, 03:07, editado 6 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 01:45

Um sentimento de surpresa tomou o rosto do Uchiha, que somente se alargava a medida que analisava os componentes do local, incluindo o próprio homem que se indentificara como Lanzou. Sua maior preocupação deixou de ser a possível sobrevivência do antes derrotado, quando entendeu que nem mesmo suas altas capacidades perceptivas eram capazes de lhe revelar a presença do misterioso ser. Sentado sobre a cama, ouviu com atenção, porém demonstrando ignorância, as palavras dele. E assim, não hesitou em responder. Compreendera que se seu objetivo ali fosse sua cabeça, já não a teria, devido as possíveis capacidades de ocultação daquele com quem passara a falar. -- Meu nome é Uchiha Yahiko. - Disse, enquanto retomava seu estado emocional natural, analisando a reação de Lanzou perante a notícia. Era dificil acreditar que cuidaria assim de um desconhecido, entretanto existe de tudo nesse mundo. Foi nesse momento que lembrou a bondade que os civis de Konoha eram capazes de ter, admitindo então o que lhe havia ocorrido. Seus olhos estavam negros, o que era raro, demonstrando sua vulnerabilidade em relação a situação.

Eis que ao refletir sobre um de seus comentários, a respeito daqueles que possivelmente sentiriam sua falta, deixou escapar algumas palavras. -- Sentirão minha falta, é? Acho que não sou mais esse tipo de pessoa. - Assim finalizou a refeição, enquanto se demonstrava despreocupado com o que ocorria. Mas no fundo, não deixava de estar atento as atitudes do homem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 02:04

Lanzou apenas aguardou o homem terminar de comer, enquanto na janela pegou outro prato e também comeu. Ao finalizar deu dois pulos espreguinçando-se. -- Aaah! Como é bom ser livre, não é? Fazer o que quiser, quando quiser! Essa sensação é incrivel! -- Rapidamente aquele que se anunciou como Lanzou se virou em direção a janela encosta uma das mãos na parede. -- Desculpe pela casa, não tenho muito dinheiro e... -- as roupas brancas e velhas de Lanzou, demonstrava que talvez fosse verdade sua história. -- Foi caro conseguir algum Shinobi para te ajudar. Por sorte, uma Shinobi de Konoha, vinda de Tokyo conseguiu curar os ferimentos mas sérios e eu fiz os primeiros socorros básicos. Ela disse que, logo-logo, poderá se recuperar totalmente. Ah, e não se preocupe... ela era... de confiança! Eu acho... -- Lanzou deu um sorriso confiante, e logo apertando um pouco forte a madeira de sua casa continuou. -- Você tem parentes, Yahiko-kun? Você sabe... não importa o quanto tente. Alguém já foi tocado por seu "coração". Pode ser um irmão. Pode ser uma garota, ou mesmo alguem que você nem sequer lembre-se. Mas saiba que, sempre existirá alguem sentindo sua falta, independente aonde esteja.. -- Novamente Lanzou deixou seu sorriso carismatico escapar, passando assim confiança ao Shinobi renegado. Após tanto tempo, era difícil acreditar encontrar alguém tão comum assim.. talvez o mundo Shinobi ainda tivesse esperança..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 02:22

O Uchiha deixou seu prato de lado, assim que Lanzou retomou a falar. As suas palavras e atitudes geravam curiosidade da parte do Nukenin, que parecia prestar atenção a elas, independente de realmente não lhes dar a devida importância. Se sentiu grato pelos cuidados, mas não demonstrara isso no momento. Talvez não soubesse como faze-lo, ou realmente não esperava ter que se preocupar com isso após sua retirada de sua vila natal.

Eis que ao ouvir a respeito do estado da casa, deixou escapar um sorriso, não levando a sério o que fora dito. Realmente nada daquilo se comparava ao objetivo que tinha em mente. Não importava onde estivesse se recuperando, desde que pudesse se encontrar vivo para completar o que lhe fora imposto pelo destino.



Perante o último comentário, pareceu se familiarizar com tal coisa dita, entretanto realmente permanecia não querer participar muito do assunto. Respondeu então apenas a sua pergunta, ignorando o que dissera logo após. -- Tenho sim. - Eis que tentou se levantar, mas logo sentiu as dores da batalha da qual havia participado antes, e voltou a permanecer sentado ali. Aguardando algo mais do denominado Lanzou.



Última edição por Uchiha Yahiko em Sab 25 Dez 2010, 04:21, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 02:32

-- Ai, ai! Eu avisei para não se esforçar. -- Lanzou coçou seus cabelos brancos e logo após sorriu novamente. -- Você pareçe não gostar muito de falar mais... depois que você viaja muito, você aprende que falar ajuda a passar o tempo. Afinal, por que todos nós estamos vivos? Cedo ou tarde morreremos. Cedo ou tarde, esqueceram de nossa existência. Apenas propagando com feitos, podemos provar que somos reais. Podemos sentir as pessoas. Faze-las nos amar mais. Eu não conheci meus pais, mas quando morrer, não quero que ninguem se lembre de mim. Eu quero que alguém saiba que eu existi! --

Lanzou ergueu-se novamente e continuou a falar e falar. Suas frases pareciam tocar o coração de Yahiko, apesar do mesmo não participar da maioria das vezes de seu assunto. O tempo rapidamente foi consumido enquanto o céu começou a cair e a beirada da lua ameaçava se sobrepor, ocupando o céu que antes era do sol. -- Então, Yahiko-san. Para onde irá quando se recuperar? Para onde "voltará"? -- As palavras de Lanzou rapidamente fizeram-no sentir um aperto no coração. A necessidade de uma casa. A necessidade de proteger seu irmão mas novo. Uma necessidade de novamente viver, apenas por sua liberdade. E não pelas correntes de ódio!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 02:54

-- Talvez eu devesse voltar para de onde eu vim. Provavelmente, ou melhor, com certeza seria o correto a se fazer. - Disse o Uchiha, quando finalmente havia deixado se levar pelas palavras de Lanzou. Pela primeira vez, teve a necessidade de participar de uma conversa após seu ato repentino tempos atrás. E não demorou muito, até que retomasse a falar. -- Mas eu não posso voltar. Abdiquei de meu lar, de minha antiga vida. Não é que eu não queira. Eu realmente não posso abandonar o que comecei, e mesmo que decidisse voltar, não teria a liberdade que tenho hoje para fazer o que quero fazer. Não por vontade, mas por necessidade. - Efetuou uma pausa, tempo suficiente para descansar um pouco seus ferimentos, que eram tantos que até lhe faziam sentir dor na hora de falar. Com certeza, o codinome de Mitsuhide, quem havia derrotado, não fora escolhido assim atoa. -- Não sei muito de você. Mas sinto que entende o que eu falo, estou errado?

Questionou, e observou de forma curiosa o homem. Procurava não só ouvir uma resposta e descobrir mais a seu respeito, mas possivelmente entende-lo. Já era hora de descansar, e pensar em algo mais a não ser seus próprios objetivos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 03:18

-- Entender? Posso dizer que sim. -- Suas mãos esvoaçaram seus cabelos brancos, enquanto parecia bater em sua nuca. Seu rosto esbolçava um sorriso sem graça. -- Todos nós, temos obrigações. Obrigações que a vida coloca em nossas costas. Mesmo antes de ter maturidade, eu tive uma obrigação assim como a sua. Um objetivo que simplesmente não podia abandonar. -- Lanzou cruzou os braços, mas seu sorriso permanente no rosto, não o fazia de maneira alguma sério ou intimidante. -- Mas todos temos a chance de "mudar". Existem coisas ruins no mundo. Pessoas que só se importam com sí mesmo. Egoístas. Não, no fundo talvez eu seja egoísta também. Mas... eu escolhi viver de uma maneira diferente. Eu ainda sigo meu "objetivo", mas o faço de uma maneira. -- Lanzou descruzou os braços tirando seu apoio enquanto percebia os poucos raios de sol que deixavam a montanha.



-- Todos temos o direito e a chance de recomeçar. Quando quisermos. Mas, mesmo que façamos isto, algumas coisas simplesmente não podem ser apagadas. Então, precisamos encontrar a melhor maneira de resolver nossos problemas, antes que nossos problemas nos consuma. Eu acho que... todos podem fazer isto. E quando abrimos nossos corações. Quando finalmente confiamos em outro alguém, somos verdadeiramente fortes. Pois um sentimento compartilhado por duas pessoas, simplesmente não pode ser apagado. Ele unirá eternamente duas pessoas. E nada mudará isso. Nada. -- Lanzou terminou, com seu sorriso agora, quase materno e pegou o prato de Yahiko colocando na pia junto com o seu. Por alguns segundos, ele parou e pareceu tenso pela primeira vez. Mas logo retornou novamente a sua energia e bondade natural. -- Alguns ferimentos são profundos demais para se esquecer, enquanto outros, nem sequer possui cura. Mas enquanto viver por um pecado, jamais poderá se curar. Se entregar, é para pessoas fracas. Você deve enfrentar seus pecados, e sobreviver. Se tornar mais forte, e mais forte para quando você partir, poder olhar para trás e sorrir, pois você deu seu melhor. E ninguem poderá culpa-lo por nada. Nem mesmo Deus, se ele existir... claro. -- Pela primeira vez, Lanzou disse algo em tom sério, mas rapidamente cortou com um grande sorriso de menino. Uma aceitação que Yahiko sentia falta... -- E seu corpo, como está? --


Última edição por Blackheart em Dom 26 Dez 2010, 03:08, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 03:43

O Nukenin observara com atenção Lanzou, de mesma forma que ouvira suas palavras com a devida curiosidade. Quando este terminou, Yahiko respondeu com um sorriso de contentamento para com a situação. Realmente aquilo lhe fazia sentido, e não apenas isso como com certeza se encaixava na sua vida. Tais frases, tais teorias, serviam de forma certa para descrever a responsabilidade que sentia. Tendo noção disso, não precisou falar mais uma palavra sequer em relação a aquilo. Não tinha o que contrariar, e por mais que fosse a favor, não pensava na situação como uma tentativa de prolongar a disputa de teorias, ou o compartilhamento destas. O Uchiha finalmente se sentiu tranquilo. Apesar de sempre demonstrar isso, fora uma das poucas vezes que se sentira seguro, confiante daquilo que estava fazendo. Mesmo que um dos fatos citados pelo homem fossem exatamente mudar aquilo que havia decidido antes, pareceu que tudo servira apenas para incentivar o renegado. E este, ao se sentir de tal forma, se virou para Lanzou, deixando as pernas para fora da cama. E logo, respondendo a sua pergunta. -- Não tenho muito conhecimento médico, mas tenho certeza que estou bem melhor. Não falta muito para me recuperar.

Yahiko então olhou para baixo, ativando o tom avermelhado em seus olhos. Aquilo representava sua seriedade no assunto. Foi então, que decidiu falar a respeito de sua história. Procurava dessa forma usar os seus próprios fatos do passado para entender não apenas mais sobre ele, mas como sobre si mesmo. A sensação de entendimento era inovador. Talvez Lanzou fosse um dos únicos aptos a compreender por completo o que sentia. -- Eu destruí grande parte do meu clã. Sempre soube que este seria o seu final, mas não que teria a responsabilidade de fazer-lo. Como um clã nascido pelas guerras, não havia outro jeito de para-los. Foi então que surgiu a chance, e não pensei duas vezes antes de aproveita-la. Não podia ser outra pessoa a fazer isso. Não tinha e nem tenho poder necessário para tal, por isso sacrifiquei parte de minha honra no uso de tácticas covardes para isso. - Realizou uma pequena pausa. Era nítido o seu desgosto em falar sobre aquilo, mas de certa forma se sentia aliviado por poder compartilhar isso com alguém, sabendo que não passaria como algo vago, que seria totalmente compreendido. -- Foi um plano de minha vila, e não me importei em abdicar de meu lar e de minha vida, somente para completa-lo. Consegui de forma incorreta o tão temido poder, e usei-o como arma para o sucesso da missão a mim imposta. Muitos pensam que não passou de um ato egoísta para a obtenção rápida de um nível mais elevado. Mas, talvez no fundo eu precisasse disso. Do poder, da liberdade, da perseguição. Tudo para que pudesse me tornar apto o suficiente para me livrar da ameaça que tanto me preocupo. Eu realmente tinha que saber que não havia como voltar atrás. Isto foi o que mudou a minha vida. É por esse motivo que estou aqui. É por isso, que me compreende. - Finalizou, mirando seu Sharingan nos olhos de Lanzou, aguardando seu futuro ato.



Última edição por Uchiha Yahiko em Sab 25 Dez 2010, 04:18, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 03:56

-- Entendo... -- Lanzou apenas continuou calmo, como se nada tivesse feito efeito; mas logo retribuiu com uma piada. -- Eu acho que agora, você acabou de trair sua pátria e se tornar um foragido me contando isso. Hahaha! -- Seu sorriso foi iláriante, até mesmo para Yahiko, mas logo continuou a falar. -- Meu Clã, nunca teve renome ou qualquer coisa assim. Os Keikain não passavam de mais um Clã Shinobi, mas eles eram esforçados e ninjas talentosos. Eles descobriram algo importante. Um segredo... -- Lanzou apontou em direção ao seu olho esquerdo e encostou em sua pupila. Em seu interior. -- Eles selaram em meu olho, o conhecimento que adquiriram antes de serem dezimados. No início, eu enlouqueci. Matei todos que tentaram me ajudar e me fechei. Busquei vingança e assassinei à todos que procuravam por estes conhecimentos e que levaram meu Clã à ruina... Eu não compreendia todas as minhas capacidades, até o dia que "ele" veio atrás de mim. Ele usava se chamava de Deus, e utilizava um manto como aquele... -- Lanzou apontou para o manto do Deus da Dor e fez uma pause, como se sentisse uma pontada de raiva em seu coração.

-- Ele conseguiu, extrair os conhecimentos... e tentou me matar. Ele precisou apenas de um dedo para isso. Eu era patético. Talvez, ele fosse um Deus... talvez não. Eu não sei. O que importa é que, uma garota me salvou. Ela tinha apenas treze anos e, por me ajudar ela foi morta quando tentaram novamente me matar. Fingi ter sido morto e desapareci. Jurei para mim mesmo que não permitiria que ela fosse esquecida. Que aquele maldito a apagasse! -- Os punhos de Lanzou se fecharam, e uma expressão de ira o tomou. -- Mas, eu compreendi algo que não podia antes. Não importaria só mata-lo. Eu provavelmente morreria, e comigo ela seria esquecida. Eu não quero apenas mata-lo. Eu quero apaga-lo. Quero que ele e sua corrente de ódio seja cortada. E para isso, serei capaz de qualquer coisa! -- Lanzou novamente sorriu, de forma desajeitada. -- Ah, desculpe. Desculpe! Fazia muito tempo que não contava isso para ninguem. Se você me contou seus segredos... por que não contar os meus? --
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 04:12

-- Eu me tornei um foragido desde o momento em que pensei em fazer aquilo que fiz. - Respondeu de forma calma e pausada, com uma expressão satisfeita no rosto. Parece que havia adentrado o clima, que podia, nem que por um momento sequer, agir de maneira feliz para com o que havia passado. Afinal, tudo não passava de atitudes e decisões suas, que em momento algum se tornaram arrependimentos. Portanto, não havia motivos para indignação.

Assim ouviu atenciosamente tudo o que fora dito e expressado pelo jovem. Pareceu agir de forma tranquila perante as informações que lhe foram passadas. Pela bondade de Lanzou, jamais poderia supor que teria um passado desses, apenas por sua personalidade. Apesar de que no fundo, sentia que este teria sido vítima de algo cruel no passado. Afinal, somente assim poderia entende-lo. Mais que isso, teria que superar isso e encontrar um jeito de terminar um objetivo certo, do qual pudesse se apegar para não só benefício próprio, mas para com aqueles com quem se importava. Então, de forma calma, respondeu. -- Tem razão, foi para isso que lhe contei o meu passado. Não poderia continuar sem saber mais sobre você, assim como o contrário. - Se deu como satisfeito, e então, após uma face de mesma sensação, retomou a falar. Dessa vez, decidiu questionar a respeito de si, expondo de mesma forma a própria opinião. -- Não me importo com os motivos que tem para estar em um local desses. Mas, de fato, pretendo saber para onde vai depois de eu me recuperar. Vai a algum lugar? Ou devo perguntar, vai voltar a algum local?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 04:25

-- Ah, estou apenas me ocultando por um tempo. Eu não sou muito bem aceito por... ninjas convencionais. Salvar você foi arriscado, mas... na realidade eu estava pesquisando seu Sharingan. Eu examinei sua luta de antes, só pude ver o final mais... ela foi manipulada por um homem. Ele parecia estar interessado em algo. Quando você esteve desmaiado, eu examinei seus olhos. Você está ficando cego. Assim como ele. Acredito que seja o uso constante destes olhos... Sharingan. Antes de tomar uma decisão, estou examinando algumas coisas e... eu acredito que ele saiba de alguma forma de curar essa maldição, por isso estava testando suas capacidades. Tive sorte dele não me matar, devo admitir. -- Novamente, Lanzou coçou a cabeça sem graça enquanto sorria.

-- Aquele local estava um caos. Não sei como foi capaz de sobreviver. Você deve ser habilidoso.. Naah. Não preciso mentir. Você é um foragido Rank S do Bingo Book. Eu já caçei meia duzia para conseguir recursos. Não se preocupe, não pretendo entrega-lo. -- Disse de forma um tanto afobada, mostrando verdade em suas palavras, e logo voltou ao foco. -- Eu preciso de uma maneira de matar aquele... Deus. E por isso estou viajando o mundo. Estou buscando "conhecimento e poder" em cada canto do mundo para um dia poder me rebelar e mudar este mundo. Eu tenho alguns sonhos. Um deles é meu Clã, os Keikains. Sabe, não acho que posso trazer a paz ao mundo. Nem sequer destruir esta corrente de ódio... Mas, espero que pelo menos em um pequeno pedaço de terra eu possa criar um lar. Uma casa para pessoas como eu e você. Não posso pedir para me ajudar, se nem ao menos posso oferecer algo em troca... mais... quando eu cumprir meus objetivos... -- Lanzou levantou sua mão, erguendo-a e dando para Yahiko. Ficou parada no ar, esperando uma reação de Yahiko -- ...espero que você e seu Clã se juntem a mim. Assim talvez, possamos pagar um pouco de nossos erros. Como "amigos". -- Lanzou sorriu, enquanto permaneceu com sua mão no alto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Sab 25 Dez 2010, 20:48

O Uchiha de alguma forma pareceu não se importar com o que ouvira a respeito de Lanzou. Não que esperasse algo assim, mas de certa forma não se surpreendeu com tais informações. Seu Sharingan mirava os seus olhos demonstrando a confiança e determinância na sua próxima atitude. Dessa forma, não demorou a levantar sue braço, e apertar a mão do membro do clã Keikain. Não houve hesitação em seu ato, mas noção do que estava fazendo. Não precisava responder ao que lhe fora solicitado. O simples olhar e o aperto de mão bastava para responder a aquilo. Apesar de Yahiko ser bom com as palavras, consequência de um ótimo manipulador, soube que naquele momento a maneira mais correta de se agir era dessa forma.

No entanto, não deixou de expor sua curiosidade, a respeito dos fatos a si revelados. -- Deus? Como aquele que eu enfrentei? Talvez nossos objetivos não sejam assim tão distintos. - Disse sem hesitar, com uma expressão de confiança no rosto, que logo se tornara indignação ao olhar os seus ferimentos. Estava ansioso por sair daquela cama, por agir. O seu sangue começava a ferver. De fato, aquela conversa até então somente havia o influenciado mais ainda a terminar aquilo que havia começado. E agora que um membro daqueles que pretendia exterminar estava morto, uma vida de caçador e caçado se iniciava. Portanto, não podia se dar ao luxo de permanecer parado em um mesmo local sem nada fazer.

Foi então que se lembrou da primeira parte dita pelo homem, que lhe levou a considerar o que havia ouvido. -- Outro com o mesmo poder que eu? Não esperava algo assim. Ainda mais ter minha luta manipulada por alguém como ele. Os fatos só se ligam cada vez mais. Mal posso esperar por quando ele tiver a sua 'vez'. - Disse, e após o diálogo de sua parte, aguardou o outro lado responder.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 02:01

-- Ah. Ele falou algo sobre Deus. Não me lembro se ele era Deus, mais acredito que se chame "Shino". Não importa muito, nunca consegui encontrar pista de seu paradeiro... -- Lanzou levantou-se abrindo a porta para fora da casa. Um ambiente de montanha, poucas arvores e muita pedra podia ser visto. Aquela era realmente uma cabana isolada. Lanzou se virou um pouco depois de esticar os braços com a porta.

-- Ah, não tenho certeza sobre os olhos. Quando você olha diretamente para os Sharingans... você sente uma sensação. Sensação que você me passou pouco tempo ao me olhar nos olhos. Eu apenas pude vê-lo próximo, enquanto ia buscar você. Eu não sei o que ele queria, mais ele se retirou do local da batalha calmamente após você desmaiar. -- Lanzou se virou entrando na casa novamente e mantendo a porta aberta. -- Bom, duvido que ele esteja por perto. Já faz quase três dias que você está desmaiado. Se não fosse pela Ninja Médica, acredito que ainda estaria. -- Lanzou coçou novamente a cabeça, sorrindo.

-- Então, o que vai fazer com o manto daquele homem? Esta um pouco... danificado. Mas ainda está inteiro. Bom, pode ficar com ele. Afinal, "é o seu trofeu". -- Lanzou sorriu, enquanto mostrou o manto pendurado na cama.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 02:17

-- Entendo. - Respondeu calmamente o Uchiha a medida que ouvia atenciosamente o que fora falado por Lanzou. Se surpreendeu com o fato de estar desmaiado há três dias, e logo considerou os ferimentos que havia sofrido, admitindo então tal situação. Logo se levantou, apesar das dores que sentia ao efetuar tal ato. Foi então que escutou a citação do manto que havia restado do Deus da Dor. De início estranhou o fato de ter guardado aquilo até então, mas logo se satisfez ao considerar algo. E assim, segurou o manto e o vestiu sobre suas roupas. Olhou com descontentamento para aquilo, entretanto não parecia em dúvida para com a situação. -- Que bom que guardou isso, Lanzou.

Seu sharingan mirou o homem, e logo retomou a falar. -- E agora, o que fará?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 02:44

Lanzou ergueu uma das mãos em contentamento. -- Que bom que serviu pra alguma coisa. Mas, agora eu pre... -- Seus olhos esbulharam-se rapidamente e tentou virar o rosto para entender o que havia acontecido, mais já era tarde. Graças ao Sharingan, Yahiko pode entender o motivo. Era uma grande massa de chakra que vinha contra os dois. Era tão forte que já estava nas costas de Lanzou e rapidamente afetaria até mesmo Yahiko.


Uma explosão devastou a casa jogando os pedaços da onde forá o porto seguro de Yahiko para todos os cantos. As chamas ocuparam o lugar, e uma grande cratera apareceu na montanha. Era um homem de cabelos vermelhos que estava em pé do outro lado. Usava uma roupa comum. Formal, de cor negra e detalhes brancos. Parecia uma roupa militar de "não-shinobis". Chakra escapava de sua mão direita. Absurdo pensar que teria feito aquilo apenas com um soco. Concentrar tanto chakra de fogo e expelir como uma rajada capaz de cravar um buraco em uma montanha?

Ele ergueu seu corpo, saindo da posição do soco, curvada. Possui cabelos longos vermelhos e uma pele clara. Seus olhos eram frios e sádicos. Re-lembrando um pouco o Deus da Dor. Estava com um sorriso no rosto. Não era como Lanzou, mais como um demônio. Se Deuses existiam, e se nominavam "Os Doze". Parece que havia encontrado o "Demônio" em pessoa.


-- Oooh, parece que eu peguei um. --


Última edição por Blackheart em Dom 26 Dez 2010, 21:01, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 02:56

Das chamas Yahiko surgiu. Parecia preocupado. Lanzou havia sido atingido pelo ataque a seu ver, e pela tamanha destruição poderia ter sido o fim daquele com quem havia criado laços de amizade ainda há pouco. De momento sentiu indignação e insatisfação, mas logo sentiuu a presença do homem de cabelos vermelhos ali perto. Só poderia ser ele o responsável por aquilo, sua expressão indicava isso, seu chakra no punho provava tal suposição. Foi então que o Uchiha mirou seu sharingan no mesmo, junto a uma feição de descontentamento que assumia seu rosto.


Apesar da aparente frustação, o jovem Nukenin pareceu apenas manter o foco no misterioso homem para que não pudesse ser alvo de algo assim novamente, ou correr tamanho risco. Na verdade, seus olhos e suas habilidades perceptivas procuravam Lanzou por ali. Não conseguia acreditar que tivesse tido o seu fim, na verdade não queria. "Maldito.."



Última edição por Uchiha Yahiko em Dom 26 Dez 2010, 04:00, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 03:04

-- Hmn. E não é qualquer um. -- Um sorriso diabolico infestava a face do homem ruivo. Seus olhos eram desafiantes e intimidadores. E de sua mão, um poderoso chakra de fogo podia ser visto a olho nú. Que tipo de pessoa poderia fazer algo assim... com Katon? Indignado, o ruivo caminhou em direção a Yahiko observando os destroços. -- Pareçe que ela estava certa. Droga, este manto. Se fosse apenas mais um patéta, era só explodir os vilarejos próximos e voltar pra casa. Mais já que é você, é melhor levar isto a sério. Afinal, você é um Uchiha. -- Os olhos dos dois se cruzaram enquanto ele sorria friamente.


Seus cabelos pareciam se tornarem mais vermelhos. Enquanto tudo a sua volta parecia perder o tom. Perder a vida. Perder "tudo". Ele posicionou-se em direção a um soco e Yahiko pode rapidamente supor "lá vem!" Uma grande massa de energia saiu da mão direita do homem e cortou o chão enquanto parte de algumas arvores que estavão atrás da casa começaram a voar para todos os lados. Do local, apenas uma nova cratera e chamas sobraram. A posição da casa dava uma grande desvantagem para Yahiko na luta. Era apenas uma montanha com poucas arvores e agora, dois grandes buracos e chamas. Contra um oponente daquele, seria impossivel vencer nesta situação se não fizesse algo rápido. -- Volte ao pó... verme. -- Sussurrou, enquanto as chamas devastavam o foco de seu ataque.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 03:19

O Uchiha pareceu não ter encontrado seu parceiro de conversa por ali. Provavelmente havia sido vítima completa daquele ataque, como seus olhos lhe afirmaram. O inimigo era poderoso, e isso de fato lhe dificultava a vida. Apesar de tudo, não entendeu parte do que o homem falara a seu respeito. E rápidamente ignorou isso, ao ver sua nova tentativa em lhe matar com os mesmos golpes de chakra absurdos. Na finalidade de prolongar sua vida, evitando tais ataques, o Nukenin, apesar de ferido, podia executar com perfeição os seus ninjutsus e genjutsus. Afinal, aqueles machuados somente o iriam prejudicar em movimentos mais bruscos, o que, para seu contentamento, não faziam parte de seu estilo de luta. Na situação, o mais correto a se fazer era o uso de ninjutsus, não de ataque, mas de deslocamento. E assim o fez. Numa rápida sequência de selos, o corpo do jovem começou a ganhar o envolvimento de eletricidade, logo combinando-se consigo e dando a origem um verdadeiro raio. Este se movimentou em direções diversas, escapando do alcance de cada ataque efetuado pelo homem de cabelos vermelhos. Assim, o foi fazendo, até encontrar uma brecha para atacar e acabar com o perigo a si proposto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 03:28

Yahiko se moveu, evitando cada um dos golpes, enquanto o ruivo apenas sorria enquanto continuava, um após o outro. Golpear Yahiko. Yahiko escapou e terminou por parar frente a seu oponente, porém, antes de realmente atacar, pode perceber o sorriso no rosto do homem. Seu pé esquerdo afundou, destruindo parte do solo e sua mão direita foi em direção ao pescoço de Yahiko. Os pés de Yahiko tentaram recuar, mais uma dor aguda tomou seu corpo e ele cedeu. Rapidamente o homem já estava a estremer o pescoço do Shinobi. Sua mão o estrangulava com uma força absurda. Se fosse uma pessoa comum, teria tido seu pescoço quebrado apenas com o toque daquele maldito.


-- Há! Correndo para as presas de seu inimigo por livre vontade? Patético. -- Suas mãos continuaram a apertar, e logo o pescoço do Shinobi renegado se partiria em dois
.


Última edição por Blackheart em Dom 26 Dez 2010, 03:42, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 03:40

Tamanha dor era sentida pelo Uchiha, que mesmo sendo apertado em um local livre de ferimentos, sentia seus ossos prestes a quebrar. Era dificil de acreditar que alguém possuía um controle de chakra tão preciso para fazer tudo aquilo, e ainda uma força excepecional para não lhe deixar mover mais sequer. A única coisa que superava tudo aquilo era a sua indignação para com o momento. Seu poder ainda não see mostrava apto a vencer um inimigo daqueles. Entretanto, sua vontade em viver após a conversa tempos atrás respondeu mais alto, levando-o a finalmente agir seriamente, como o ótimo ninja que é reconhecido. Sua feição de agonia por um momento parou, dando origem a uma de seriedade, que por um momento, por mais curto que este fosse, lhe permitiu finalmente se livrar daquilo. Aproveitou a curta distância, e a impossibilidade de o homem escapar de seus olhos. Assim, o malicioso Sharingan atacou-lhe, com um genjutsu bastante efetivo, ainda naquela situação. Que mesmo que este conseguisse se livrar dela depois, uma vez pego, daria liberdade ao Uchiha de se distanciar e não correr mais o perigo de ter o próprio pescoço quebrado. - "Magen – Jibaku Satsu (Miragem Demoníaca – Árvore Envolvente da Morte)" -- Tsc..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 04:02

-- Hã? -- O ruivo deu um passo para trás, e seus olhos se indireitaram enquanto Yahiko recuava quase morto. Havia escapado por pouco, mais um segudo e teria sido partido. -- Interessante... -- O ruivo apenas olhou para a arvore e novamente voltou a observar Yahiko. Todo o local pareceu se tornar mais frio. O sol finalmente havia baixado e, uma tonalidade gelida tomou à tudos ali. Mais não era apenas uma noite. Havia algo a mais naquele frio...

Um chicote rapidamente prendeu o torax de Yahiko. Era afiado e encravou-se no manto. Se não estivesse vestindo aquela malha, teria tido o corto trucidado mais rapidamente do que um feijão sendo pisado. Era um metal brilhante e polido. Yahiko podia sentir o quão gelado aquilo estava. Uma voz sexy e pertubadora veio de trás de sí. Mais o metal não permitia que ele virasse. -- Você está perdendo, Cadenza. -- Ela suspirou.


-- Falando assim... alguém pode achar que você é mais "forte do que eu", Elegy. -- Cadenza sorriu e uma grande força bruta emanou de seu corpo. Seu chakra misturou-se com seu corpo e sua energia física se tornou visível. Em um grito agonizante, Cadenza começou a se mover. Era absurdo. Aquele maldito fazia tudo usando APENAS A FORÇA BRUTA? Seus passos faziam o chão tremer. A quantidade de energia espalhavasse, enquanto Cadenza destruia lentamente a tecnica de ilusão de Yahiko. Nunca algo assim havia acontecido. Força física, contra sua própria mente... como era possível? Por fim, Cadenza foi capaz de superar a técnica e a região a sua volta foi destruida. -- Ah. Você não tem nenhum senso de classe, sabia? Você faz tudo apenas com "força"? -- Elegy disse desanimada. Cadenza sorriu, e retribuiu. -- Eu não preciso de mais nada. --


Como em um flash, Cadenza saltou, sua mão foi em direção a Yahiko. Sua mente pensou se aquele seria seu ultimo instante de vida. Tudo parou. Yahiko pode sentir a lâmina do chicote solta-lo enquanto os cabelos brancos tremulavam em sua frente. O chão havia se rompido e o manto negro do homem sacudia em sua frente. Sua mão direita, segurava o punho direito do ruivo. Sua mão esquerda, segurava o chicote de Elegy. Seus olhos não eram como antigamente. Agora eram frios e profundos. Pode entender agora, como havia se ligado tão facilmente a ele. Utiliza roupas negras, com um manto por cima e ligas de couro próximas ao pescoço e punhos. -- Esta foi uma tática vil, não? Me desculpe, Yahiko-san. Tive que esperar a mulher se revelar, ou estariamos em desvantagem. -- Lanzou estava de frente para Yahiko, e seus olhos fitavam os Sharingans de Yahiko. Ele sentiu um espasmo em sua alma. Aquele não era o mesmo homem de antes. Aquele não era apenas um garoto. Lanzou moveu o chicote e puxou a mulher, que rodopiou e foi em direção a Yahiko, agora solto; Cadenza por sua vez, golpeou com sua mão livre, mais foi parado por Lanzou que agora, tinha um de seus braços segurados e um braço de seu oponente, segurado. Os pés de Lanzou afundavam enquanto Cadenza deixava sua monstruosa força apertar o jovem contra o chão.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 04:32

A surpresa tomou conta do rosto do Uchiha, que logo se alterou, ao perceber que não se tratava de ninguém menos que o próprio Lanzou. Estava feliz por ele estar ali, por ter salvado a sua pele, e mais que isso, por ter sobrevivido. Estava diferente, talvez fosse sua outra personalidade, ou quem sabe seu verdadeiro jeito de ser. No entanto, nada disso importava mais. Sabia suas intenções e que seu poder era tanto quanto imaginava que fosse, ou talvez superior. Satisfeito com a situação, respondeu ao parceiro enquanto se preparava para golpear a mulher que fora si arremessada. -- Não tem problema, Lanzou. O que importa é que está aqui. - Disse de forma rápida, da mesma forma que executou rápidamente alguns selos, finalizando com um que simbolizava o elemento Katon. Não se tratava só de sua especialidade quando se dizia respeito a ninjutsu, acreditava que o calor fosse a peça fundamental para derrotar a mulher que tinha em sua posse aquele chicote frio. Velozmente cuspiu esferas de fogo, uma após outra, que iam de encontro ao alvo citado.

Para infortúnio de seus adversários, o Nukenin possuía aptidão o suficiente em executar selos, e para tal um jutsu apenas não era seu limite. Foi então que seu corpo retomou a forma de um raio, desaparecendo e surgindo um pouco atrás do homem de cabelos vermelhos, numa posição estratégica que estivesse livre do alcance de um golpe físico contra sua noção, assim como pudesse atingir o denominado Cadenza com pequenos raios, consequência do seu jutsu de deslocamento, para poder auxiliar Lanzou em seu próximo ato. Eis que finalmente um sorriso veio de encontro a face de Yahiko, quando retornou a fazer os mesmos selos de antes, executando mais uma vez a técnica das inúmeras bolas místicas de fogo, que foram em direção a mesma mulher de antes, independente de sua reação perante a últimas. A uma rápida contagem, podiam se detectar um pouco mais de quinze esferas de fogo de poder elevado o suficiente para por fim à vida de alguém, caso sofresse estas todas. Uma prova disso fora um antigo adversário por si enfrentado antes, subordinado do Deus da Dor, cuja condição física foi reduzida a quase zero, apenas com metade do que fora utilizado neste exato momento. O Nukenin tinha consciência disso, e pelo seu rosto estava confiante em seu ataque, que visava não só a total destruição, como a alta precisão acumulada com tantos ataques.



Última edição por Uchiha Yahiko em Dom 26 Dez 2010, 17:18, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 15:56

Elegy foi arremessada, e retornou rapidamente o chicote. Mais não rápida o suficiente, as bolas inflamáveis possuiram seu corpo e ela desapareceu naquelas chamas macabras. Mais antes mesmo de confirmar se havia sido derrotada, Yahiko apareceu atrás de Cadenza executando novamente a técnica. Cadenza rapidamente deu um poderoso chute que arremessou Lanzou próximo as chamas que consumiam a antiga Elegy, este por sua vez, teve a chance de usar sua mão esquerda para parar o movimento. -- Você é rapido, garoto. Mais...! -- Cadenza perdeu seu sorriso nefasto, quando inúmeras correntes de sairam do chão em um exótico selo e prenderam seu corpo.


Ele apenas olhou novamente para Lanzou, que sem nenhuma expressão estava com uma mão no solo, e outra fazendo um pequeno selo. -- Fuiinjutsu: Sajyousabaku!!! (Técnica de Selagem: Correntes Contedoras!) -- Lanzou levantou seus olhos, encarando diretamente Cadenza. Este desviou seus olhos enfurecidos, observando as colossais chamas que vinham em sua direção. Um grito diabólico pode ser ouvido, em uma mistura de dor. As chamas acertaram seu oponente devastando tudo em sua direção e por pouco labaredas não acertaram também Lanzou.


Lanzou estava agachado ainda, olhando atentamente a fumaça, quando um chicote saiu de suas costas, em sua direção. Moveu sua cabeça, esquivando-se e com os pés, deu um impulso, rodopiando e jogando-se em direção a Yahiko. Aterrissou a seu lado levantando-se e ainda olhando para os dois focos de fumaça. Suas táticas, haviam tido uma combinação perfeita. -- Eu precisava toca-lo, para aplicar aquela técnica de selagem. Esta é a especialidade de meu Clã, e a minha. -- Disse Lanzou a seu amigo.


Do outro lado, Elegy estava caida ao chão. Seu braço esquerdo ferido, sangrava. Sua imagem sedutora havia se tornando um tanto vil. Pedaços de gelo estavam como uma barreira, alguns rompidos. Alguns não. Ergueu-se enquanto sua técnica de defesa se desfazia e sorriu para Lanzou e Yahiko. -- Pareçe que não somos os unicos que lutamos bem em dupla, não é mesmo... Cadenza? -- As chamas na frente deixaram a superficie. Cadenza estava em pé. Nenhum ferimento em seu corpo. Carrega consigo uma espada colossal em sua mão direita. Sua lâmina era vermelha, o que aumentavam a tonalidade de seu cabelo e olhos. Sua mão girou, e rodou uma grande massa de chakra em direção a Elegy, que se esquivou por poucos segundos. -- Não fale como se eu precissasse de você, seu lixo. -- Elegy mostrou uma expressão de raiva, e Cadenza apenas encravou sua espada no chão. -- Então... você é um usuário excelente de Katon. Isso torna "tudo" mais interessante. -- Após uma rápida sequência de selos, Cadenza ergueu seus olhos e berrou: -- KATON: ZUKKOUKU! -- Uma gigantesca rajada de chakra vermelho emanaram de sua boca e foram rapida em direção aos dois shinobis renegados.



Última edição por Blackheart em Dom 26 Dez 2010, 18:09, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 16:42

-- Aquela técnica que usei ainda há pouco também era uma especialidade de meu clã. Agora mostrarei outra. - Disse confiante o Uchiha, a medida que seu sharingan observava a técnica vindo em sua direção. Como um perfeito ninja copiador, não demorou até que uma rajada de fogo de mesma proporção saísse de sua boca batendo de frente com a técnica de fogo gêmea. Yahiko leu com perfeição o jutsu, e procurou anular o de seu adversário a partir disso. Sabia de seu poder, e que no momento não havia a real necessidade de competir com o elemento Katon, ainda mais com alguém como seu inimigo. O fez, e deu a chance ao seu parceiro de fazer algo a respeito. -- Katon: Zukkouku!

Um deles havia sido impedido temporariamente, enquanto a restante, podia ser evitada somente por Lanzou. Apesar de tudo, o Nukenin não se deu por satisfeito. Rápido, porém discretamente, suas mãos executaram um único selo, dando origem a um clone seu. "Kage Bunshin no Jutsu." Este, por sua vez, se movimentou velozmente para o lado, de forma a poder detectar exatamente a posição dos dois oponentes. Após isso, três shurikens de fogo se formaram e foram arremessadas sem qualquer hesitação na direção da denominada Elegy. Não procurava atingi-la, mas criar a distração necessária para tirar-lhe o foco de Lanzou, com a finalidade de este atacar sem as devidas chances de reação para ela. -- En’en No Shuriken.


Última edição por Uchiha Yahiko em Seg 27 Dez 2010, 04:34, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   Dom 26 Dez 2010, 18:24

-- Hmn, não esperava ter que usar isto.. vamos encerrar isto, Yahiko. -- Lanzou ergueu sua mão esquerda, enquanto sua mão direita formava um selo. Fechou rapidamente seus olhos e os abriu em fúria pronunciando: -- Meiton: Kyuuketsukou (Elemento Escuridão: Absorção do Abismo) -- Todas as chamas simplesmente desapareceram, sendo sugadas. Ele sorriu, agora mudando a posição. Sua mão esquerda formou um selo e ele abriu sua boca. Seus dentes deformaram-se, tornando-se pontudos e afiados. -- Meiton: Shinra (Elemento Escuridão: Punição)


Uma grande massa de chakra saiu de Lanzou indo em direção a seus dois oponentes. Cadenza apenas abriu furiosamente os olhos, enquanto socou com as duas mãos o chão. Uma massa gigantesca de energia emanou dele e a absurda massa de chakra de Lanzou que contia, chakras de Yahiko e Cadenza devastaram uma grande area. Uma catastrofica explosão teve efeito, Elegy que esquivava-se, rapidamente começou a tentar fazer selos, mais a explosão à tomou antes.


De longe, Lanzou ofegante apertava seu braço direito. "Ainda não consegui dominar esta Linhagem Avançada... a tecnica ainda não está perfeita, mais foi o suficiente por hora." Yahiko percebeu, enquanto Lanzou movia sua mão, e uma pequena corrente ocupava seus dois braços. Parece que ele estava "selando algo" nas palmas de suas mãos. -- Eles ainda estão vivos, Yahiko-san. Precisamos nos preparar para encerrar esta luta logo, ou teremos problemas. Se fosse apenas a garota, poderiamos cuidar sozinhos. Mais aquele homem, Cadenza. Esta em um nível talvez, mais alto do que os membros dos Doze Deuses... isso é um problema. -- Os olhos de Lanzou focavam-se na explosão que agora, começavam a revelar a devastação da técnica. Seus olhos eram frios e pareciam analisar cada situação e hipotese durante o confronto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: As Crônicas do Sharingan: O Renegado.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
As Crônicas do Sharingan: O Renegado.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [FANFIC] As crônicas de um marinheiro - O torneio sombrio
» Qual é o Mangekyo Sharingan mais forte na tua opinião?
» [Regra] Sharingan
» Sharingan Nível 2
» Sharingan Nível 3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto: Shinobi no Sho - Sistema D8 de RPG :: Tópicos Arquivados :: Arquivos do Fórum :: Naruto SnS Online :: Toua: O Oriente :: Toua: Hajime :: História :: Fillers e OVAs-
Ir para: