Fórum destinado a divulgação e composição do RPG - Naruto ''Shinobi no Sho'' - Sistema D8
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Menu
CSS MenuMaker
Últimos assuntos
» Fichas Personalizadas por Clã
Ter 07 Nov 2017, 15:06 por Fësant

» Apresente-se
Sex 25 Ago 2017, 23:48 por George Firefalcon

» Episódio 49 | A Reunião
Dom 06 Ago 2017, 19:15 por Fësant

» Dúvidas do Sistema
Ter 01 Ago 2017, 11:33 por Fësant

» Episódio 46 | Ou Himitsu?
Seg 26 Jun 2017, 02:57 por Fësant

» Episódio 48 | Encontros Esperados
Sab 24 Jun 2017, 18:09 por Inozaki

» Episódio 47 | De volta a Konoha
Seg 12 Jun 2017, 14:46 por Fësant

» Episódio 45 | Shu
Seg 12 Jun 2017, 14:19 por Fësant

Parceiros

Licença
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Compartilhe | 
 

 Episódio 43: Reconciliação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 18:28

Aquela luz roxa, que se prontificava da luz rapidamente ocupava a região ao redor do antigo templo. Apesar de bonito, era tenebrosa. Os vendavais durante a noite diminuiram a ponto de tornar o local extremamente agradável. Muitos animais, deixavam seus esconderijos para caçar. Dentro de uma das cavernas mais ocultas, um homem em mantos negros observava o teto. O Deus Zero estava ali, parado. Intacto. Em passos lentos, seu companheiro Shisui atravessou a porta com um olhar triste. -- Por que não me contou? Você realmente fará, não é mesmo? -- Kazuya ergueu-se e sobre a mesa a frente muitos nucleos de chakra pareciam tremer. -- Você sabe, este local foi escolhido por servir como um inibidor. Até que eu possa controlar todo este chakra... -- Em um grutio, Shisui o interrompeu! -- Se fizer isso, você poderá morrer! --

Os dois deram uma pausa. Logo, Kazuya retornou. -- Não sabemos ainda, o que acontecerá quando tudo terminar. Shisui. Mais caso eu morra... seus conhecimentos serão tudo que restará de mim. Se isso acontecer, mostre a verdade a Daikyuu. Transforme-o, na prova de que eu existi. E meu legado, será eterno. Mais você deve saber, eles virão atrás de você. -- Shisui sorriu, enquanto colocava a espada em suas costas. -- Você realmente acha, que os Doze Deuses poderiam tocar em mim? Eu fui escolhido quando criança, para ser treinado por você. Você me escolheu. Não me subestime agora. Tudo dará certo. Eu cuidarei do seu legado. -- Kazuya abaixou sua cabeça, pegando o proximo nucleo. -- Iruga provavelmente percebeu Daikyuu e fará contato com ele de uma maneira que eu não perceba. Quero que vá vigiar Daikyuu e ter certeza que ele não seja captura-do. --

Shisui com um rosto irritado cruzou os braços reclamando. -- Por que não matar aquele idiota do Iruga? Você sabe, eu odeio ele. -- Kazuya colocou o nucleo em seu corpo e seu rosto fez rapidas feições de dor. -- Por que ele é como eu, você e Daikyuu. Só não percebeu ainda. -- Shisui resmungou se virando para sair da sala. Mais foi interrompido pela voz dos Doze Deuses. -- Obrigado, Shisui. Por tudo que sacrificou por meus objetivos. -- Um sorriso surgiu na face de Shisui, o plano de Kazuya estava prestes a começar a se mover e agora, sentia orgulho de tudo que acontecia. Pela primeira vez, teve certeza que forá util por seu mestre. Ele caminho orgulhosamente, e de maneira confiante sumindo no fim do corredor. A porta de ferro bateu e a Kekkai (barreira) que protegia o templo voltou a ativação.

########### ABERTURA DA 3ª TEMPORADA ###########


#############################################

Era uma bela lua. Fria e gelada. Os olhos daquele amaldiçoado, observavam atentamente enquando seu companheiro estava caido. Como foi parar ali? O que havia feito para tudo aquilo? Talvez quisesse ser apenas um ninja normal. Mais o destino não foi bondoso com o jovem Uchiha. A lua era bondosa com seus sentimentos. Eles compartilhavam a dor. A dor de serem amaldiçoados ao sofrimento e sacrifico eterno.



Seu corpo não se moveu, mais seus olhos perceberam um vulto. Usava um manto negro e estava parado na beirada de uma arvore, logo abaixo da posição da lua. Hioku continuava dormindo. Enquanto o homem olho atentamente em direção a Daikyuu. Seus olhos vermelhos radiantes brilharam no escuro e foi a unica coisa que viu quando tudo se nublou. Um sonho? Era apenas um sonho.


Ele estava sentado em uma jangada. Quantos anos tinha? Oito? Seus olhos vinham a claridade de forma bem-vinda e podia perceber seu irmão, Yahiko ao seu lado. Haviam cochilado enquanto treinavam Ninjutsus. Estava orgulhoso! Havia finalmente aprendido seu Katon - Goukakkyuu No Jutsu. Mais seu irmão sempre tinha olhos distantes. Yahiko sorriu ao ver seu irmão acordar. Estava em pé, em frente a ele. Estava no território do Clã Uchiha em Konoha.

Talvez tudo tivesse sido um pesadelo? No fundo estava reconfortado. Yahiko abaixou colocando a mão sobre sua cabeça e logo disse. -- Papai já fez o almoço. Ele está furioso, disse que vamos pergar um resfriado. Ele banca de durão com nosso treinamento; mais no fundo é muito preocupado. Feito uma moça. -- Yahiko deu um largo sorriso, e junto, um sorriso veio a face de Daikyuu que não pode disfarçar... talvez, pelo pesadelo ter finalmente terminado.

(...)


Última edição por Blackheart em Sex 24 Dez 2010, 13:43, editado 5 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 18:59



...Afável, a brisa diúrna beijava sua pele, transpassando por seus cabelos e curvas; de relance, a figura simbólica de proteção e fraternidade representada na forma de um inesquicível irmão despertava nostalgia. Tempo ido, o qual apenas um sonho de mau gosto poderia devolver - no fim, não era de todo o mau deixar-se levar uma última vez por sentimentos já tão fora de seu alcance.
- Melhor corrermos, então, nii-san. - O menino retrucou, observando Yahiko com incontida alegria. Deveriam retornar para casa, um porto-seguro ausente de preocupações e imune a qualquer ameaça exterior. Afoito, a versão infante de Daikyuu bateu em corrida floresta a dentro, a fim de chegar primeiro que seu irmão. Por um instante, desejou jamais retornar ao presente; certos momentos de seu passado apresentavam-se inesperadamente confortáveis.






Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 19:12

(...)

Não importava aonde estava, seu coração parecia ter se prendido de maneira tão forte e reconfortante que não havia como escapar de tudo aquilo mais. Era finalmente, a paz que tanto desejava. Como sempre, Daikyuu sempre perdia. Passou por seus primos, e até mesmo tios. Comprimentou-os. Por pouco, os irmãos não pararam para um lanche rapido. Era bom estar de volta em sua casa. Correu para dentro da casa e Haika estava sentado. Seus cabelos eram negros e seus olhos frios e distantes. Yahiko fechou seu rosto, fazendo sinal de continência e sentou-se na mesa. Haika o observou, e rapidamente olhou em direção a Daikyuu.

-- Aonde estavam? -- Sua voz foi direta e veio como um furacão. Daikyuu não lembrava de nada antes de desmaiar utilizando sua nova técnica. Era uma sensação estranha, mesmo o jeito de durão de seu pai. Agora parecia tão reconfortante. Seu pai estava ali! Mais do que tudo, Daikyuu queria a proteção de seu pai. E ele estava vivo, bem diante de seus olhos.

-- Eu ensinei a técnica, Goukakkyu para o otomouto. -- Haika ergueu uma sombrancelha e logo se virou olhando para a janela. -- Dá próxima vez que fizer seu irmão dormir fora de casa, terá castigo; Yahiko. E você, Daikyuu. Não pense em convencer seu irmão a lhe ensinar técnicas. Você deve aprender como todos os outros, na academia Shinobi. Na hora certa. Agora comam. -- Haika levantou-se, caminhando para fora do aposento. Yahiko fez um sinal para que Daikyuu ignorasse-o, e rapidamente começou a comer - animado.

(...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 19:31



...Inconsolável, o pequenino não compreendia a razão pela qual seria repreendido ao fazer progresso; não suficiente, seu irmão levara parte da culpa por sua insistência. Ainda que durante conflitos, a figura de seu pai acalentava uma bem-vinda sensação de conexão - a raríssima dádiva de proteger e, em contrapartida, amar.
- Foi mau, nii-san. Por minha culpa papai brigou com você. Até no quesito bronca você ganha de mim. - Brincou, seguro de elevar os ânimos; por maior que fosse o esporro, Daikyuu não ostentava qualquer rancor. Era reconhecível a preocupação de seu pai, a qual lhe trazia uma aconchegante sensação de pertencer àquele lugar. Apoiando-se sobre a mesa, o menino esboçou curiosidade e, com ímpeto inquisitor, perguntou: - Porque tenho que continuar na academia? Eu já sei uma técnica, já sou forte pra sair e fazer missões!







Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 19:44

(...)

Yahiko se virou para Daikyuu, sorrindo. -- Você mal consegue fazer uma Goukakkyuu, Daikyuu-san. -- Os dois irmãos trocaram piadinhas e logo terminaram seu almoço. Yahiko se arrumou, preparando para ir em encontro a seu sensei. Rapidamente o dia passou, e Daikyuu teve sua vida comum. Academia. Treinamentos. Amigos. Tudo estava perfeito, tudo. Novamente, Daikyuu adormeceu.

Seus olhos abriram e viram muitas pessoas em roupas negras. Muitos shinobis amigos, parentes. Quase todos, do Clã Uchiha. Por excessão do Hokage em pessoa. Na frente, o tumulo de Uchiha Haika. Yahiko estava a seu lado, com um rosto forte e com a mão sobre o ombro de Daikyuu. -- Tudo ficará bem. -- Ele dizia, enquanto observava a cerimônia.

Uchiha Haika estava morto. Suas esperanças e vida comum rapidamente desapareciam, rapidamente tudo caia. Daikyuu queria ele de volta. Queria que ele voltasse. Tudo estaria repetindo? Ele sabia como tudo terminaria. E queria mudar... mais ele percebia o quanto era fraco para mudar qualquer coisa em seu futuro. Talvez, seu destino fosse ser fraco para sempre... não poder proteger aqueles, que sempre o protegeram. Haika, Yahiko. O Hokage. Todos...

(...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 20:02



... Indignação, ódio, impotência. Em face da morte de um ente querido, há apenas um tanto que possamos fazer. Suas delimitações eram inévitavelmente traçadas a partir do túmulo de seu pai - em hora tão desesperadora, mesmo a mão de seu irmão não transmitia segurança alguma. Foi perante a ausência de conexão que, repentinamente, seus olhos se abriram para a alteração dos fatos. Yahiko não esteve ao seu lado durante o período mais conturbado de sua vida. Durante três longos e sofridos anos Daikyuu experimentou, sozinho, a dor da perda.
...Não havia outro curso de ação senão desviar os olhos da dura realidade. Mesmo em momento de luto, aquele sonho era bondoso o bastante para não deixá-lo desalentado: - Talvez com você aqui eu seja capaz de traçar um rumo diferente, Yahiko. Talvez esta única pena solitária, pendendo à ponta de minha asa esquerda, contribua para a diferença entre voltar ou não a voar. É injusto... - O jovem susurrou para sí, trêmulo e embreagado pelo rancor. Suas mãos rapidamente voltaram-se para o colarinho de Yahiko, puxando-o com hostilidade: - ... e é sua culpa! Você é o responsável pela minha queda, pois não esteve lá para me segurar quando precisei, tal como nunca esteve. A morte de nosso pai é sua culpa, e a morte de minha inocência também é sua culpa! - Daikyuu urrava em uma espiral de ira, arfando em meio a lágrimas e soluços. Desejava seu poder, e o desejava agora! Seu ímpeto frenético lhe obrigava a avançar, derrubar esta impotência e destruir a vida de seu irmão por não cumprir com seu papel. Era culpa dele, a final, e apenas dele!






Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 20:10

(...)

Yahiko caiu no chão, enquanto Daikyuu o segurava pelo pescoço. Tudo a sua volta, se tornou borrado, e um sorriso deixou a face de Yahiko. Seus olhos. Eram os olhos de um assassino. -- Acha realmente que me importo, irmãozinho? Olhe a sua volta. OLHE! -- Daikyuu ergueu sua face e via apenas sangue. O susto o fez sair de cima de seu irmão, sentido-se ameaçado. Pessoas estavam mortas por todos os lugares. Seus irmãos de família. Tios, primos, seu clã inteiro estava caido. Estava em sua morada, em uma noite fria. Sozinho...



Yahiko havia sumido, mais logo re-apareceu. Em sua frente, segurando uma kataná e com roupas de um ANBU Elite. Seus olhos eram vermelhos, eram o tenebroso Sharingan a quão tão bem conhecia. Ele o fitava. -- Você não compreende? Eu não precisava salvar Haika. Pois ele ameaçava nosso amado clã. Estava decaindo. Ele era poderoso, mais lhe faltou a coragem de fazer o que era necessário. Mais não comigo. O Clã estava se arruinando, e com as batalhas internas eu fui obrigado a reformular nossas.. diretrizes. Todos eles. Pode ver? Membros do Clã Uchiha, implorando por suas vidas! Patético. --



A situação havia mudado. O quão pior aquilo tudo poderia estar... seu Clã assassinado? De verdade? Aquilo era tenebroso. Yahiko o olhava como se fosse superior. Como se Daikyuu fosse um inseto a ser morto. -- Mais ainda falta um, um empecilho. Quando você morrer, poderei criar o Clã Uchiha em sua amada glória. Os mais poderosos ninjas. Com o Sharingan, o Clã renascerá e desta vez. Será verdadeiramente forte, sem remorsos. -- As palavras foram profundas e pareciam infestar aquela noite profana na mente de Daikyuu. Yahiko... havia realmente feito aquilo? Lentamente Yahiko caminhava com sua kataná em direção a Daikyuu. Irmãos, marcados pelo sangue, mais amaldiçoados pelo ódio.

(...)


Última edição por Blackheart em Seg 15 Nov 2010, 20:42, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 20:42



- Não! É hora de dar um basta a isso, deixar que meu ódio e sofrimento morra junto a você. Prezarei meus amigos, e retirarei deles as forças que preciso para seguir em frente, mesmo que signifique aceitar a morte de meu pai, do clã, e sua culpa em toda a situação! - Suas palavras ecoavam como lâminas determinadas a cortar a raíz de todo o mau. Era com semblante assustado, porém nutrido de forças, que Daikyuu se mantivera de pé em meio àquele cenário borrado pelo sangue de tantos.
... Em um momento abrupto, o menino tomou a iniciativa de correr contra a figura de seu irmão. Não importava o quão forte fosse, ou quanto amor um dia teve por ele; todo seu significado de proteção e resguardo havia sido enterrado junto a seu pai. Em movimentos rápidos, o Chuunin iniciou a sequência de selos conforme pisoteou no sangue e o utilizou para deslizar em direção a seu irmão: - Katon: Goukakyuu no Jutsu! - Proferiu em voz alta, cuspindo uma gigantesca massa de fogo contra Yahiko a medida que seus pés aproveitaram-se do impulso para saltar em sincronia com as chamas. Daikyuu pretendia pairar sobre o alvo tão logo o ataque lhe alcançasse, para assim executar seu segundo movimento.










Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 20:56

O Uchiha, com seus olhos vermelhos somente observou a tentativa de ataque de seu irmão, refletindo seriedade e frieza, que com a tonalidade de seu tão poderoso sharingan, lhe conferiam um ar um tanto maligno. Parecia se sentir forte e bom o suficiente para evitar um golpe daqueles, a ponto de não mostrar lhe dar a devida importância. O seu ato ao subestimar, no entanto, não pareceu ser um erro, quando sem a possibilidade de seguir seus movimentos, já estava com a mão próximo ao rosto, executando o selo próprio de jutsus Katon. Fora tão rápido, que apenas o último selo fora percebido à simples visão.

-- Você por acaso se lembra de quem lhe ensinou esse jutsu Daikyuu? Katon: Goukakyuu no Jutsu! - Em poucos segundos, o jutsu tão comum a ambos começou a dar origem, se transformando em uma enorme bola de fogo que ia de encontro a outra esfera, produzida por seu irmão. O tamanho era absurdamente diferente, a ponto de se distinguir a distinção de poderes somente por aquilo.

O malicioso sharingan se virou para o alto, observando a próxima atitude de Daikyuu, que se encontrava no alto, pronto para seu próximo golpe.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 21:21



... Era sua chance! As labaredas expelidas por Yahiko queimavam-lhe a pele pela proximidade, colidindo contra sua técnica logo a baixo de seu corpo, o qual permanecia em vôo livre. Esboçando um sorriso de satisfação pela imagem da vitório já esculpida em sua mente, Daikyuu realizou uma sequência de selos e, em seguida, expeliu um estranho gás invisível que se assemelhava a uma técnica fraca de Fuuton: - Katon: Kasumi Enbu no Jutsu! - O gás colidiu-se com as gigantescas colunas de fogo, causando uma reação em cadeia.
... A técnica utilizada consistia em soprar uma alta quantidade de gás inflamável, que quando em contato com as chamas, criava uma enorme explosão a depender da intensidade do calor. Era sua sequência de técnicas mais utilizada, e não poderia surtir efeito negativo visto a situação! Daikyuu assistiu os fogos de artifício enquanto pousou na retaguarda, em sentido contrário a sua posição inicial: - Não me importa o quanto procure me amedrontar, sua influência acabou, Nii-san.







Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 21:43

A combinação de jutsus era brutal, resultando em um grande perigo para quem estivesse perto. O Uchiha, no entanto, continuou despreocupado, enquanto seu sharingan permanecia mirando o seu irmão, assistindo o acontecer. O fogo continuou se espalhando pelo local, com enorme quantidade. Para a surpresa de Daikyuu, o homem continuou imóvel somente assistindo o fogo lhe consumir, até que o local ficou todo em chamas, desaparecendo qualquer rastro dele.

Ao fim de algum tempo, o fogo parecia começar a ter seu fim, ficando cada vez mais em menor intensidade, até desaparecer por completo naquele chão. O corpo ali estava, queimado e morto, incapaz de fazer qualquer coisa.

Eis que, uma voz surge pelas costas de Daikyuu, era irreconhecivelmente a de seu irmão. -- Heki Kaihi no Jutsu (Técnica da Falsa Evasão). - Pouco a pouco, o corpo totalmente destroçado no centro começava desaparecer, como uma ilusão. O verdadeiro, logo atrás do jovem, se encontrava intacto e livre de quaisquer ferimentos. A pausa efetuada, com a finalidade de deixar Daikyuu entender a situação, não durou muito. Quando então, Yahiko tornou a falar.

-- As pessoas devem viver com suas próprias forças, assim como devem crescer pelos seus próprios esforços. Somente os bebês precisam da ajuda dos irmãos. E você não é mais nenhum bebê. Aprenda a andar com seus próprios pés, e siga seu caminho. Eu mesmo vivi assim. Não pense em se entender comigo. Não sei porque o ser humano se esforça para entender o outro. Lembre-se, as pessoas são incapazes de se entender completamente. O ser humano é um animal triste.

Um sorriso sádico veio de encontro ao seu rosto, que logo expressava satisfação. Sem sequer aguardar, analisou Daikyuu de cima a baixo, retomando a falar. -- Como foi? Ganhar poder através dos outros. Descreva como foi se jundar à Anbu-Ne apenas para deixar de ser um fraco para o resto da vida. Sinta o ódio, meu irmão. Aquele que lhe guiou até aqui, e lhe tornou quem é hoje. - Realizou uma pausa, para rir e desprezar Daikyuu, porém esta não durara muito, quando retornara a falar com o mesmo intuito de antes: provocar. -- Quem foi mais prazeroso atacar? Sua amiga ou seu professor? Deixa que essa eu sei a resposta. Seu professor, afinal não perdeu a chance de o matar!

Por um momento, chamas começaram a surgir ao redor de sua katana. Yahiko então puxou e segurou esta, apontando para o demais Uchiha logo a sua frente -- Você não passa de um covarde.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 22:44



...Palavras duras e verdadeiras eram comprimidas contra seu ego, o qual se despedaçava frente a um espelho, susurrando-lhe falhas de seu próprio caráter. Em reação, Daikyuu estremesseu dos pés à cabeça. Seu corpo adolescente projetava-se para frente em alta velocidade, tomando distância de seu terrível algoz. A ira, conjurada displicentemente, tornou Yahiko seu maior e mais desejado alvo.
- Eu vou ...Destruí-lo! - Urrou uma voz profana que lhe soava tão desconhecida. Seus olhos amaldiçoados brotaram à face, irradiando maldade e contentação no ato de irradicar a presença de seu irmão. Era hora de agir, deixar de lado suas hesitações e finalmente desgarrar-se por inteiro. Esta foi sua decisão em plano racional a muito tempo atrás; faltava-lhe apenas tomá-la em plano emocional, para que desta escolha nascesse o Shinobi capaz de tudo. Estaria ele realmente libertando seu espírito, ou talvez privando sua visão?
... O menino partiu, envolto em eletricidade! Suas mãos emanavam a brilhante e azulada energia de uma poderosa técnica, desenvolvida e projetada a partir dos treinamentos sangrentos nas bases secretas da ANBU Ne. Com um pulo, encontrava-se próximo o bastante para acertar o rosto de Yahiko - entretanto, algo lhe adveio de imediato, fazendo com que errasse o alvo e sua mão atravesasse o nada à direita do rosto de seu inimigo.







... Os olhos do Uchiha voltaram-se em direção aos de Kazuya, olhando-o de lado sem medo ou qualquer ânsia. Era um olhar vago, distante, cansado. Sua mente viajou longe, de volta para os dias escuros, mas mesmo ante as imagens terríveis de seu passado só o que esboçou foi um leve sorriso: - Harmonia ... era tudo o que me faltava, e demorou até que eu enchergasse. - E então começou a rir baixo, encarando o chão.
... Com a mão tampando o rosto, o garoto continuou o que tinha a dizer: - Para uns, raiva é um poderoso motivador. Para outros, é a amizade que realiza este papel. Eu tinha ambos, e vivia perdido perguntando-me qual era o caminho certo, qual motivador deveria usar ... Na noite em que nos encontramos, disse-me que a 'Paz' era a responsável por me tornar fraco. Isto era mentira. Eu era meus próprios grilhões até o dia em que encontrei harmonia sacrificando ambos; amizade e ódio, para dar lugar suficiente à todo o poder que preciso ... Mas você já sabia que um dia chegaria a esse ponto, não sabia ? Não teria me dado "aquele" poder se não soubesse. -

...O conflito sem fim entre bem e mau, raiva e amizade, havia sido resolvido a tempos atrás. Daikyuu havia tornado-se uma nova faceta dos sentimentos humanos, e aderido a uma perspectiva ampla de visão que possibilitava escolhas sensatas para sua jornada. Este medo, untado de auto-repreensão, era senão o custo do progresso e o sinalizador da evolução.
...Abaixando os braços, o garoto Uchiha esboçou um sorriso triste ao susurrar para sí: - Nós já morremos, eu e você. Não existe razão para tentarmos voltar a vida. - Sua mão direita rumou o rosto de Yahiko, tentando aplicar-lhe um soco de pura revolta e indignação.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Inozaki
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 365
Data de inscrição : 21/11/2009
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Seg 15 Nov 2010, 23:12

O Uchiha olhava satisfeito o poder fluindo de Daikyuu. Não demorou até que um sorriso surgisse no canto de sua boca e esta começasse a falar. -- Ser forte não é tudo isso. Ser forte significa que você se tornará arrogante e egoísta. Mesmo que você nunca tivesse desejado isso. Você sabe a verdade, apenas não a aceita. Continue assim, não tenha medo de mostrar quem você realmente é.

O soco veio de encontro a sua face em uma velocidade surpreendente. Yahiko, no entanto, pareceu não ter conseguido desviar, ou sequer ter tido vontade disso. Seu corpo não se moveu, uma parte sequer, com excessão de seu rosto, que se alegrava cada vez mais com a situação. Não se tratava de uma felicidade vulgar, era um contentamento maligno, como se tivesse conseguido o que queria.

O golpe o acertou finalmente, a espada de fogo que segurava tão firmemente fugia de suas mãos, indo de encontro ao chão, queimando-o. O corpo, apesar de tudo, parecia não se deslocar dali, e o sorriso permaneceu no rosto até então, até se tornar sua verdadeira essência. -- Você deseja vingança pela morte de seu pai, pela morte de seu clã, mas apenas usa isto como desculpa para fugir feito um rato. Gente sem nervos feito você é a escória da sociedade Shinobi. Envergonha a imagem dos mortos cada vez que olha para seu passado e se reconecta àqueles que fazem parte de tudo que deveria odiar. Você é um traidor, e a prova disso é que não conseguirá me matar!

A pele do rosto começou a se despedaçar, pouco a pouco, como se estivesse finalmente revelando sua verdadeira identidade. A sua aparência ia se alterando, sua vontade de falar, no entanto, pareceu se manter. -- Enquanto viver na sombra dos outros, sem assumir responsabilidades como um homem. Continuará a ser este covarde patético. Cresça e viva como um adulto.

A espada de chamas no chão desaparecera, assim como toda a sua aparência, dando origem a outra pessoa, outro alguém. Eis que, antes que tudo isso se completasse, o Uchiha deixa sua última fala. -- Confie e será traido. Descuide-se e será morto. Mate antes que te matem! - A revelação acontecera, o até então Yahiko se tornou Daikyuu. Não era igual, apesar disso. Tinha algo diferente nele, algo maligno...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Ter 16 Nov 2010, 00:03



...De semblante justo, o menino sorriu frente as palavras duras de sua contraparte maligna. Ele tinha o desejo, a vontade, a oudácia, e em retorno, sua versão infante possuia a calma, delimitava os impulsos e lhe apresentava as virtudes da persistência. Daikyuu havia se tornado uma entidade conjunta das qualidades de ambos os lados, porém, existia algo que era denominador comum para todas as faces de seu ser: - Errou quando disse que eu não seria capaz. - Todas eram um assassino em potencial.
...O brilho do trovão relampejou uma vez mais sobre as poças de sangue ao redor do cenário. Sua mão direita, tal como uma garra, encontrou trajetória em sentido ao peito de seu outro eu. Era sua auto-afirmação como um ser singular, incopiável, são. A junção de sua malícia e seu bom julgamento o fariam um Shinobi mais capaz, de perspectiva, capaz de abraçar sua causa e perscrutar sobre precipícios de seus sacrifícios sem sentir remorso ou pânico. Faltavam poucos dias para tornar-se aquilo que veio treinando para ser, e agora estava certo de que seria capaz de dar o primeiro passo. Para tal, bastava absorver seu lado maligno.






Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Ter 16 Nov 2010, 00:20

(...)
Os sentimentos de Daikyuu cederam e em sua furia, seu punho adentrou sobre o peito de sua outra face. Um sorriso deixou a face daquele homem. Seu corpo pareceu se tornar uma gosma enquanto adentrava por entre o punho de Daikyuu. Tudo a sua volta se tornou instável. Muitas memórias, boas e ruins começaram a aparecer a sua volta. Enquanto na face do outro Daikyuu. Um sorriso.

Tudo a sua volta desapareceu lentamente, e toda sua paz de espirito foi levada. Nada sobrou, dentro de Daikyuu, nenhum outro sentimento entrava em conflito com seu eu. Não havia mais remorsos. Não existia ódio ou amor. Um branco, formou a seu redor. Em sua frente, as pessoas que marcaram sua vida apareceram por rápidos semblantes. Namito, Takahara, Shisui, Miya, Haika, Yahiko. Por fim, os olhos tenebrosos de Kazuya apareceram. Não foi como os outros. Olhar em direção a Kazuya, era como se eles compartilhassem o mesmo destino. Era uma sensação estranha.. e incompreensível. Kazuya sussurrou algo, que não pode ser ouvido. Logo, ergueu suas mãos e novamente sussurrou. Ele despertou.

Estava novamente, naquela floresta sozinho. Hioku dormia, graças a droga que o afetava. Seria facil mata-lo agora, caso desejasse. Mais este não era o caso. Em sua frente um homem de olhos vermelhos e cabelos negros estava parado, observando-o. Seu olhar era sereno e sem emoções. Era estranho, o quanto seus olhos lembravam aos seus mesmos antes de conhecer à Kazuya.



-- Parece que você acordou, Daikyuu-kun. Você foi afetado por uma técnica minha, ela possui muitos nomes... mais é famosa como "Julgamento". Uma vez executada, a pessoa enfrenta o seu eu interior de emoções e caso não seja capaz e forte o suficiente, é consumido por sí mesmo se tornando um ninguem. Dormindo para sempre. -- Ele sentou próximo a Daikyuu, sobre um tronco e olhou em direção ao mesmo. Daikyuu estava suado, mais não estava ferido. O cansaso o consumia. Mas caso precisasse, poderia lutar sem problemas. -- Esta técnica era muito utilizada na elite da vila da névoa para descobrir se um Shinobi estava em dúvidas de suas motivações e objetivos. Os que não passavam, morriam. Uma técnica simples, e prática. Ah, não se preocupe. Você ficou apenas poucos segundos sobre o efeito desta técnica. -- Com um gesto de mão, se referiu a Hioku. -- Aliais, ele está sobre um Genjutsu e não acordará até eu ir embora. Provavelmente Kazuya já me percebeu mesmo com minhas... medidas drásticas, então temos pouco tempo. Suponho que tenha perguntas, não? --

(...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Ter 16 Nov 2010, 00:41



...Recuperar-se do intenso sonho custou-lhe grande parcela de energias; independentemente de quão satisfatório tenha sido o resultado de seu entrave mental, o constante embate contra si mesmo perdurou, em seu cérebro, muito mais do que gostaria. A vermelhidão de seus olhos fitaram o desconhecido que imprudentemente sentou a sua frente, acompanhando em seu rosto o esboço do que seria um sorriso: - Você tem culhões, já é algo, porém errou se considerou que eu o conheço. Qual seu envolvimento com Kazuya, e mais importante, o que quer comigo? -
...Não havia razões para se dar ao trabalho de levantar, tampouco iniciar combate contra alguém que se dispunha a responder antes de perguntar. A única preocupação era até onde suas palavras seriam honestas, e quais suas intensões ocultas. Daikyuu moveu a mão direita em direção a testa, limpando o suor frio, e aguardou a réplica de seu visitante noturno.







Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Ter 16 Nov 2010, 00:50

(...)

-- Arrogante como seu pai, Uchiha Daikyuu. Não seja tolo, eu poderia ter lhe matado antes que percebesse estar em um Genjutsu. Qualquer que seja o caso. Eu já disse, eu tenho respostas. E você, perguntas. Eu não estou presente aqui... como deve saber, Kazuya pode perceber qualquer presença a kilometros de distância. Então... o que está na sua frente, é uma replica real. Um Genjutsu perfeito, capaz de gerar até mesmo outros Genjutsus. Porém, estou disfarçado com um chakra natural de maneira que pareça ser nada a menos que o próprio ambiente. Já o Genjutsu que sofreu, estava programado desde o início. -- O homem fez uma pausa, explicando para Daikyuu a situação. -- Por ultimo, suponho que Kazuya não possa ainda vir pessoalmente. Por isso estou aqui, ou ele me mataria. Shisui deve estar a poucos minutos daqui e antes que ele chegue. Você deverá fazer as perguntas certas, e ir embora daqui para o local designado por mim que se encontre, distante demais para que Kazuya possa nos seguir e impedir nosso dialogo. -- Finalmente, o homem fez uma pausa de seu discurso.

-- Infelizmente, eu estou a muitos kilometros. Esta minha réplica já está preparada para responder a perguntas. Então, eu espero que você seja inteligênte o suficiente para fazer as perguntas certas e de maneira direta. Caso contrário, todo esse esforço por parte de mim, terá sido inútil. Ah, claro. Deve estar se perguntando por que estou lhe dizendo tão facilmente parte de meus segredos. Isso, eu posso responder perfeitamente. Em momento algum, você é, ou será uma ameaça para mim. Entende o que quer dizer...? Então... o tempo está passando. Quais são suas perguntas? -- o homem suspirou, aguardando a reação de Daikyuu.

(...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Ter 16 Nov 2010, 01:21



- Assumindo que eu vá encontrá-lo, o que há em meu benefício? - Inquiriu, curioso da utilidade de seu recém-conhecido. Daikyuu se manteve às cegas por tempo o bastante, e encontrar-se com este homem para a obtenção de alguma informação era senão uma facilitação para algo que já havia posto em sua lista de afazeres. Prosseguindo para a segunda pergunta, não hesitou em satisfazer sua curiosidade: - Quem é você, e porque razão Kazuya teme que se aproxime de mim?
... Segundo o que já havia sido lhe passado, conversava com uma máquina programada para responder à perguntas específicas; tendo isto em consideração, havia apenas uma determinada quantidade de verdade por detrás do que viria a ouvir. O homem por detrás da marionete jamais seria descuidado a ponto de vazar informações nocivas para alguém que "é ou virá a ser uma ameaça". Por último, direcionou sua quarta pergunta, a qual duvidava que o homem seria capaz de responder: - Que planos Kazuya guarda tão meticulosamente para o futuro?







Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Ter 16 Nov 2010, 01:40

(...)

-- Hmn. -- a réplica fez um suspiro, e logo começou. -- Eu possuo informações, que poderiam liberar sua visão. Você está sendo usado no momento, como um segudo. Enquanto estiver com Kazuya ele poderá controlar os Doze Deuses graças a chantagens. Pelo menos, enquanto consegue tempo para seus objetivos primários. E eu, estou tentando fazer com que traia Kazuya. -- Sua voz foi direta, e com certeza não estava mentindo. Agora, ele cruzou os braços, observando em direção a lua. Virou sua face novamente em direção a Daikyuu.

-- Kazuya está indo em encontro a Konoha. Ele procura por algo pelos doze deuses, porém, ele nunca teve a intenção de ajudar os Doze Deuses. Ele está buscando uma lendária Kekkei Genkai. Se tiver ela, os Doze Deuses poderiam criar o ser perfeito. Diferente do que pode imaginar, Kazuya está indo destruir esta Kekkei Genkai. Para que ninguem, jamais toque nela. Sem ela, os planos dos Dose Deuses estará acabado. -- Iruga fez uma pausa, descruzando os braços. -- Pelo que sei, são essas as probabilidades mais altas. Porém, não necessariamente, corretas. Aparentemente, Kazuya nutre um amor pelo mundo Shinobi e escraviza-lo não é algo interessante. Ele parece querer libertar à todos. Ele quer mudar o mundo shinobi, ele acha que as guerras e mortes estão erradas. Ele apenas, futilmente acha que pode "concertar" este mundo de mentiras... E ele escolheu você, para terminar o que ele irá começar ao seu ataque em Konoha; caso ele mesmo não seja capaz de completar. -- Iruga olhou em direção as arvores, e logo voltou a olhar em direção a Daikyuu, fitando-o.



-- Respondendo sua pergunta anterior... eu fui enviado por ordem de um dos grandes Kages para conceder a Kazuya uma certa quantidade de nucleo de energia. Eu suponho que, ele já possua uma quantidade de chakra superior mesmo a incrível Kyuubi de Konoha. Se ele utilizar todas em seu corpo, será morto imediatamente. Porém, ele parece desejar fazer algo com esse chakra que não conseguimos compreender ainda. Apesar de termos planos de contenções. -- Iruga parece lembrar de algo, e logo encerrou. -- Como deve ter percebido, eu trabalho com pessoas. Pessoas que não devem ser mencionadas. Na realidade, eu, só estou aqui graças à estas pessoas, para responder suas perguntas. -- Por alguns segundos, o silêncio os tomou.

-- Por ultimo, você deve ir para o Posto Avançado de Tokyo. Estarei sobre a Hospedaria Kyoto. Caso me traia, nunca conseguirá ter as respostas da verdade que lhe esconderam. Uma verdade que o Hokage e toda Konoha ocultou dos olhos do jovem Daikyuu. A verdade por trás do nome Uchiha... Hmn. -- Iruga permaneceu em silêncio, observando as reações de Daikyuu para com, sua replica. -- E por ultimo. Quem sou eu? Me chamo Aokawa Iruga, sou um antigo membro da Vila Oculta da Névoa. Não se preocupe, não existe nenhuma informação sobre mim que possa confirmar o que digo. --

(...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 473
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Ter 16 Nov 2010, 02:22



...A gama de informações apresentada por Iruga ultrapassava suas espectativas. Difícilmente a verdade caia no colo de alguém sem requerir nada em retorno; havia algo oculto por detrás da razão pela qual havia feito contato, e a única maneira de descobrir era adentrar a pequena empreitada de viajar até Tokyo. Em últimas considerações, Daikyuu levantou-se de forma a esvair um olhar ameaçador: - Para seu bem, minha viajem há de ser produtiva, Aokawa Iruga.
... Repentinamente seu corpo adentrou um estranho processo de combustão. Seus pés queimavam em uma fina linha de chamas, as quais ascendiam para as partes superiores tal como se inflamassem um pedaço de papel. Daikyuu não desejava ser seguido, da mesma forma que não pretendia deixar rastros. Através do Shunshin, desapareceu de cena e rumou seu novo destino.







Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blackheart
Veterano
Veterano
avatar

Mensagens : 211
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   Ter 16 Nov 2010, 02:31

(...)

Aokawa Iruga permaneceu sentado, e olhou em direção a Hioku. -- Abandonar seu companheiro nesta situação? Parece que o filho de Haika herdou mais do que seu sangue - verdadeiramente. -- Iruga levantou, retirando lentamente sua espada e caminhando em direção a Hioku. -- Irônicamente, ele deixou para a morte o ultimo membro do Clã Yoni. Isso me poupa tempo. -- Iruga caminhou em direção a Hioku e ergueu sua espada em frente a seu rosto. Soltou um pequeno sorriso, quando moveu sua lâmina em direção ao chão. Os passaros começaram a voar, e Daikyuu pode perceber que algo havia acontecido. Iruga sorriu, ao perceber a espada enfincada em seu torax. Shisui estava empunhando sua espada atrás do shinobi em roupas negras.



-- Não é nada pessoal, Iruga-san. -- Shisui sorriu, pressionando mais a espada. -- Antes que este Genjutsu seja desfeito, me diga... para onde mandou Daikyuu? -- Iruga sorriu, enquanto observava de canto de olho o shinobi. Hioku ergueu sua mão, segurando a espada de Iruga. Ele parecia um pouco mais recuperado e olhou em direção a Shisui. -- Ele foi para o Posto Avançado de Tokyo. Eu pude ouvir o final de sua conversa. -- Iruga ergueu uma sombrancelha, percebendo que Hioku mesmo em condições péssimas foi capaz de usar a dor para sair de seu Genjutsu, no fim das contas. -- Entendo, um verdadeiro herdeiro do Clã Yoni. Porém... -- A espada de Iruga caiu ao chão, enquanto ele ergueu sua mão fazendo um pequeno selo.

E a escuridão tomou à todos alí presente, como um turbilhão. A armadilha havia sido planejada contra Daikyuu e no processo, Hioku e Shisui haviam apenas se tornado alvos fáceis.


########## ENCERRAMENTO DA 3ª TEMPORADA ##########



#############################################
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Episódio 43: Reconciliação   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Episódio 43: Reconciliação
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Dungeons em Dragons(Caverna do Dragão) Ultimo Episódio
» [EVENTO] MONTE SUA QUEST BASEADA NOS EPISÓDIOS DA SÉRIE POKEMON!
» Episódios Shippuuden [Spoiler-Alert]
» Assustador! - Episódio 1 "A Mansão Velha"
» Star Wars Episódio VII: O Legado dos Sith (Crônica Livre)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto: Shinobi no Sho - Sistema D8 de RPG :: Tópicos Arquivados :: Arquivos do Fórum :: Naruto SnS Online :: Toua: O Oriente :: Toua: Hajime :: História :: Episódios :: 3ª Temporada-
Ir para: