Fórum destinado a divulgação e composição do RPG - Naruto ''Shinobi no Sho'' - Sistema D8
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Menu
CSS MenuMaker
Últimos assuntos
» Duvidas, sugestões e correções
Hoje à(s) 17:57 por Fesant

» Feliz Ano Novo! Novidades do SnS para 2018!
Ter 08 Maio 2018, 23:24 por Fesant

» Naruto ''Shinobi no Sho'' - Livro Básico
Ter 08 Maio 2018, 23:20 por Fesant

» Dúvidas do Sistema
Dom 06 Maio 2018, 11:53 por Fesant

» Impressões e Dúvidas do Sistema
Ter 24 Abr 2018, 12:20 por Fesant

» [Dúvida] Genjutsu
Sex 06 Abr 2018, 13:08 por Fesant

» .:: Chat ::.
Sex 06 Abr 2018, 12:54 por Fesant

» Sugestão de Aptidões
Sex 23 Mar 2018, 11:56 por Fesant

Parceiros
------------------------
------------------------
Naruto D20 System
------------------------
RPG News
------------------------
RPG Brasil
------------------------
Licença
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Compartilhe | 
 

 Episódio 16 - Missão: O Informante

Ir em baixo 
AutorMensagem
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 475
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Episódio 16 - Missão: O Informante   Ter 05 Jan 2010, 01:21

############## ABERTURA DA 1ª TEMPORADA ################


###############################################################

Hokage Yusuke: -- Já faz 2 semanas que eles partiram... Normalmente já teria notícias. - pensava alto Yusuke -- Em condições normais, não me preocuparia. Iori e Ichiro juntos podem derrotar qualquer um. E mesmo se não conseguissem, o jutsu de Iori permitiria escapar do perigo facilmente... Contudo...-...
Yusuke passa um tempo calado, pensando. Estava em sua sala, ou melhor dizendo, na sala do Hokage, sozinho. Não queria que outras pessoas notassem sua preocupação.

Hokage Yusuke: -- Contudo, Iori já está sofrendo os efeitos colaterais do Kan Esemono no Jutsu (Grande Técnica do Impostor). Já faz um tempo que não o vejo em sua forma original. Se "Myuura" não liberar o jutsu e Iori lutar com sua força total... temo pelo que possa acontecer...- ...

Nesse momento, uma batida na porta, solicitando entrada, interrompe o raciocínio de Yusuke

Hokage Yusuke: -- Devem ser aqueles dois. Entrem.

Namito: Abre a porta e logo entra, estava um pouco cabisbaixo e sem animo corriqueiro... -- Hokage Sama... - Namito adentra a sala em silencio e fica parado, não tinha muita ideia do que se passava e agora uma missão seria complicada pois não parava de pensar em como ajudar Myuura Sama e Ichiro Sensei... Namito fica parado em frente a mesa do Hoakge com uma expressão muito desanimada, apenas esperando que o Hokage lhe informe sobre a convocação...

Simultaneamente a Namito, outro Chuunin entrava na sala do Hokage. Nara Sousuke era seu nome. Contudo, a expressão de Yusuke ao ver os dois Chuunins era de visível supresa.

Hokage Yusuke: "Complicado... não esperava que esses dois chegassem agora... Bom vou dispensá-los antes que..."...

Enquanto Sousuke, o último a entrar, fechava a porta, outro shinobi poderia ser visto mais atrás, apressando para entrar na sala e interrompendo o pensamento de Yusuke, que ficou visilvemente mais desconcertado.

Shinobi: -- Calma, calma! Yusuke-san! Já estou chegando - falava o shinobi alto, de bom físico e trajes de lutador em tom de vermelho. Era nitidamente um usuário de Taijutsu.

Hokage Yusuke: -- Hum, olá, Saiyuke - cumprimentou Yusuke.

O Shinobi adentrou a sala, cumprimentando com leve reverência a todos presentes e logo fechando a porta atrás de si. Olhou para os lados, como quem procurava algo.

Saiyuke: -- Pensei que Kazuki já estivesse aqui... não estou atrasado? - perguntou ele.

Hokage Yusuke: -- Não, está bem no horário. - respondeu Yusuke.

Hokage Yusuke: -- Mas vou falar contido uma outra hora, Saiyuke. Eu preciso a...-...

Saiyuke: -- Outra hora? Pensei que aquela informação que pediu para investigar sobre os Doz...-...

Hokage Yusuke: -- Sim, uma outra hora, depois nos falamos, sim?- ...

Ao notar a cena, Sousuke logo se manifesta.

Sousuke: -- Você ia dizer Doze, não era? Você trouxe informações sobre os Doze Deuses, não foi? Com todo o respeito, Yusuke-sama, eu quero saber! Qualquer coisa sobre esses caras... e talvez... meu ... será importante para mim! Diga-me, por favor!- ...

Namito: Ficava parado, estava feliz de estar com Sousuke Nara, seu amigo, mas tambem triste pela incerteza do futuro, quanto então fica escutando a rapida conversa de Yusuke Sama, o Hokage, com o Jounin que adentrara o local... Namito escuta apenas algumas palavras e logo fecha os punhos e baixa a cabeça quando percebe que Yusuke estava escondendo informações dos Chunins... Namito espera Sousuke terminar de falar e então tremendo o punho de tanta força e com uma voz arida começa -- Por... Que... Querem nos... Esconder essas informações... Voces estão falando não só de nosso inimigos, mas tambem diretamente de nossos amigos proximos... - Namito pensava vendo os rostos em sua mente de Myuura Sama e Ichiro Sensei... -- VAMUS EU QUERO SABER TAMBEM!!! - Namito abre os braços indignado, sua força ja havia aumentado quando o mesmo com as pupilas vermelhas agarra o Jounin pela gola do colete e pergunta -- VAMUS DIGA!!! - Quanto uma voz em sua lembrança "-- Namito lembre-se voce é o mais forte...-" Namito lentamente solta a cola e da dois passos para tras, respirando fundo 3 vezes, quando logo se vira para Yusuke Sama... -- Hokage Sama... Eu lhe suplico... NÃO NOS ESCONDA NADA POR FAVOR!!! - Namito fazia uma cara de desespero e uma gota de lagrima escorria de seus olhos...

Yusuke olha para os dois Chuunins e em seguida para Saiyuke. Realmente não esperava que aquele encontro ocorresse.

Hokage Yusuke: "Esses dois chegaram cedo demais! Não esperava isso. Não vai adiantar ficar calado. Somente vou conseguir inimizade e alvoroço." -- Tudo bem... Saiyuke, por favor nos diga o que você e Kazuki descobriram a respeito da investigação sobre os 12.-

O Jounin olha para os dois Chuunins. Não tinha se ofendido com a impetuosidade de Namito, mas somente se assustado. Pela sua feição, o mesmo tinha notado que havia cometido um deslize.

Saiyuke: -- Tudo bem então, Yusuke-sama - começou ele -- Nós investigamos a saída noroeste do País do Fogo e os rumores parecem ser verdadeiros: um shinobi estava naquela região coletando informações diversas sobre pequenas vilas do País do Fogo sem motivo especial aparente. Suas descrições não pareciam com um dos 12. Porém, há razões para acreditar que se trata de um informante, alguém usado por eles para coletar informações... Pelo seu padrão de trajeto, está se dirigindo à fronteira entre o País do Fogo e a Vila Oculta da Grama... São essas as informações, Hokage-sama - concluiu o Jounin.

Yusuke somente ouviu as palavras, com calma e atenção. Após terminado o relato das informações, esperou um pouco, refletindo.

Namito: "Então... É isso, se esse boato for verdadeiro..." Namito rapidamente se vira novamente para Yusuke -- HOKAGE SAMA!!! SE NOS ENVIAR PARA CAPTURAR ESSE INFORMANTE PODEREMOS TER INFORMAÇÕES CERTAS SOBRE OS DOZE!!! E ASSIM PODEREMOS SABER O QUE MYUURA SAMA E ICHIRO SENSEI ESTÃO ENFRNETANDO!!! E PODEREMOS NOS PREPARAR PARA AJUDA-LOS!!! - Namito faz uma expressão de confiança e ansiedade... Logo se vira para Sousuke -- O QUE ACHA... Sou... suke... Kun...- Namito faz uma pequena pausa lembrando que um dos inimigos era o irmão de Sousuke, Haweda Nara, e que com o tempo isso viria a ser perigoso para todos... Namito apenas balança a cabeça para Sousuke... -- E ENTÂO HOKAGE SAMA O QUE ESTA ESPERANDO NOS ENVIE IMEDIATAMENTE!!! - Namito soca a palma de sua mão -- ESTAMOS PERDENDO TEMPO!!! - Namito ficava ancioso demais...

Yusuke olha com calma para o Chuunin. Já esperava sua reação.

Hokage Yusuke: "Imaginei que ele ia acabar pedindo isso."
-- Bem, no momento somente temos 3 Jounins em Konoha. E um deles está em missão muito importante na própria vila. Por esse motivo, eu pretendia passar essa missão para um esquadrão ANBU... Mas bem. Essa missão não tem grande periculosidade. Duvido muito que esse informante vá se encontrar assim a céu aberto com um dos 12, caso os dados da investigação sejam verídicos. E capturar esse suspeito é realmente importante... Está bem... Vocês!!! Namito e Sousuke, irão participar na missão de captura desse suspeito. As habilidades de um Nara são perfeitas a esse tipo de missão. Vou selecionar mais um Chuunin e escolher o Jounin que acompanhará vocês. Retornem aqui pela tarde.-...[i]

Sousuke: [i]-- Muitíssimo obrigado, Hokage-sama! Não iremos decepcioná-lo! -
adiantou Sousuke.

Namito: Fica a escutar as palavras de Yusuke e lentamente conforme ouvira a confiança do Hokage temporario em seus Chunins, um sorriso começava a aparecer no rosto de Namito... Após ouvir as palavras do Hokage e de seu companheiro Namito logo exclama -- ESTA CERTO!!! VOU ME PREPARAR RAPITO... E VAMUS PEGAR ESSE CARA... SACO?? HEHEHE...- Namito se vira e da um forte tapa no obro de Nara Sousuke, que fisicamente era inferior ao amigo -- SOUSUKE NÃO SE ATRASE!!! - Ele da uma ultima olhada quando para segurando a maçaneta da porta, seu olhar vai de encontra a Yusuke "Obrigado Yusuke Sama..." Ele balança a cabeça comprimentando pela confiança e logo abre a porta e sai correndo pegar suas coisas...

Todos os Shinobis em Konoha acordam de seus descansos. Para muitos, aquela seria somente mais uma manhã... Já para outros, um falcão de Konoha, velho conhecido, avisa pelos céus que foram convocados. Daikyuu, que treinava sob orientação de Yahiko, além do próprio, avistou a ave de rapina sobrevoar os ares. O treinamento havia acabado.

Daikyuu: Era a hora. Encarando seu irmão, Daikyuu limpou o suor da testa e a sujeira do rosto, retornando a postura comum conforme estalou o pescoço e abriu um sorriso sem dentes com o canto dos lábios: -- Devo te chamar de capitão ? - Perguntou sarcásticamente, conforme deu de ombros, pegou suas coisas e, em seguida, pulou rápidamente para cima do galho de uma árvore, de forma a esperar por Yahiko para que partam logo.

Yahiko: Se encontrava observando os movimentos de seu irmão, atento a sua aprendizagem perante seus ensinamentos. Se posicionava encostado a uma árvore, quando percebe que o treinamento havia acabado, ria baixo perante o sarcasmo de Daikyuu e logo pulou para o mesmo galho de seu irmão, de forma a o acompanhar. -- O treino acabou por enquanto, vamos. -[/] Se preparava então para partir a mesma velocidade que Daikyuu...

[i]Rápidos, os dois Uchiha chegam até o Prédio da Administração, adentrando a sala do Hokage. A porta estava aberta; era evidente que já eram esperados. Ao se aproximarem, Uchiha Yusuke se adianta, cumprimetando-os.


Yusuke: -- Bom dia, Yahiko, Daikyuu. Que bom que chegaram rápido. O que tenho a dizer será igualmente rápido. Darei maiores informações pelo início da tarde, quando Nara Sousuke e Yonikaze Namito, também escalados para essa missão, estiverem aqui. Como sabem, Raiyate Ichiro e nosso Hokage Kurama Myuura partiram já faz algum tempo atrás de pistas sobre os 12 Deuses. Enquanto eles fazem a parte deles, nós também faremos a nossa no que for possível. Dois dos nossos Jounins conseguiram algumas informações de que haveria um informante desses 12 Deuses que estaria se dirigindo à Vila Oculta da Grama. Nara Sousuke, Yonikaze Namito, Uchiha Daikyuu, sob o comando de Uchiha Yahiko, irão compor o esquadrão que irá investigar mais a fundo essa informação e capturar esse provável informante. A missão é capturar esse suspeito vivo e trazê-lo para Konoha para ser devidamente interrogado. Sem mais nada a dizer, estão liberados para irem à sua casa e se prepararem para a missão. Retornem aqui no início da tarde. Dispensados!! -...

Yahiko: -- Certo. - Dizia Yahiko com o devido respeito em sua atitude perante Yusuke, logo se retirando da sala com passos leves e lentos, de forma que Daikyuu o acompanhe. Seria preocupante ver seu irmão ir numa missão onde existe alguém relacionado aos 12 Deuses, porém, por outro lado, seria bom poder estar perto apra garantir sua segurança, caso fosse capaz disso. Como sempre, o Jounin Uchiha demonstrava estar calmo e tranquilo, a medida que se retirava da sala, aguardando lá fora por Daikyuu.. "Um informante dos 12 Deuses hein.. Parece perigoso.."

Daikyuu: -- Que seja ... - Respondeu Daikyuu, desleixado em relação a ser mais educado ou não, pois era um fato que na maioria das vezes se lixava para a hierarquia. Daikyuu menosprezava o ganho de respeito por posição social; um indivíduo deveria ser respeitado por seus atos. Conforme retirava-se da sala, olhou por cima dos ombros, encarando Yusuke de forma um pouco arrogante: "Porque esse homem é considerado de nosso clã, a final ?" - Divagou, mas logo balançou a cabeça. Era hora de ir para casa, preparar-se, e partir de uma vez para dar fim a esta missão.

E passado o tempo estimado, os quatro Shinobis escalados estão novamente perante Yusuke. Nesse momente, o Hokage acabava de reexplicar a missão, apontando Yahiko como líder do grupo a Namito e Sousuke.

Sousuke: -- Hai! Faremos nosso melhor. Esse tal informante não irá escapar de meu Kage Mane - disse Sousuke, confiante -- Muito prazer, Yahiko-daichou. Conte comigo e com minhas habilidades.-...

Namito: -- HEEEEEEHE... Pode ter certeza disso Yusuke Sama... - Namito estava confiante pois teria a chance de ajudar Konoha e ainda mais saber informações a respeito dos Doze e assim ajudar paralelamente seue Mestres e Amigos... Namito olha vendo Daikyuu e Yahiko "Hum... Aquele é o irmão de Daikyuu..." Namito ficava serio ao olhar para aqueles dois... Mas logo voltava a olhar para Yusuko -- ENTÂO VAMUS?-...

Daikyuu: -- Argh, pra que tanto entusiasmo ? Não estamos indo para um parque temático nem nada. - Resmungou ante a forma como Sousuke e Namito se portavam. Daikyuu já estava pronto para a missão. Sua bandana estavan o lugar, seus equipamentos postos na cintura, sua mente focada no objetivo - só bastava partirem.

Yahiko: -- Prazer, Sousuke e Namito. - Dizia Yahiko com tranquilidade, observando em volta e todos aqueles no local, logo virava sua face para Yusuke e iniciava sua fala. -- Faremos nosso melhor, Hokage-sama. - Yahiko então se virava, logo partindo para a saída do local, acompanhando os integrantes de tal missão, retomando a falar enquanto a retirada era feita, que também respondia a possível pergunta de Namito. -- Vamos. - O Jounin demonstrava seriedade e postura, digno de alguém de tal rank Shinobi. "Esses 12 Deuses.. são perigosos. Encontrar alguém relacionado a eles.."

Yusuke: -- Muito bem. Dispensados. Tenham cuidado, habilidade, e sorte!-...

O grupo então deixa a sala do Hokage. Rapidamente avançam até a saída principal de Konoha e correm pela estrada principal de saída da Vila. Após alguns minutos, mudam o percurso, passam a correr e saltar por entre as árvores. Serão 2 dias e meio de intenso movimento até a fronteira do País do Fogo. A partir daquele ponto, os Shinobis deverão estar atentos. Não estariam mais sob a proteção do País de origem. Após uma tarde inteira de correria, o céu anuncia o repousar do sol...

Yahiko: Acompanhava os restantes integrantes do time, sempre se mantendo um pouco a frente dos mesmos, de forma a ser capaz de prever algum incidente que possa ser prejudicial para todos. Tendo em conta o tempo de trajeto até o destino, tinha noção que teriam que descansar e fazer uma pausa, com uma certa frequência.. Por estar lidando um time de Chunins, não poderia deixar isso escapar. Então, ao perceber o repousar do Sol, olha os demais integrantes do time, dizendo a medida que caminhava. -- Devemos fazer uma pausa agora. - Observava o time, aguardando suas reações perante suas palavras...

Daikyuu: O tempo passava, o dia se arrastava conforme os Chuunins e o único Jounnin presente pulavam de galho em galho em direção a fronteira do País do Fogo. De forma a encarar o caminho, Daikyuu demonstrava pouco interesse em qualquer conversa barata, e manteve-se quieto todo o trajeto. Era de costume que falasse apenas o necessário, principalmente durante missões, onde seu humor piorava pelo simples fato de sentir um pouco de revolta ao trabalhar para os responsáveis pela morte de seu pai - entretanto, não havia outro caminho a seguir. Durante alguns segundos encarou Namito, mordendo os próprios lábios em uma raiva contida...

Namito: Ficava a seguir seus amigos e olhar de canto de olho para Yahiko... "Se ele é irmao de Daikyuu deve ser mais forte que ele..." Namito continuava a caminhar, de todos com certeza Namito era o que teria mais resistencia era como se sua energia nunca fosse terminar -- AAHHH tou de boa ainda Não é? - falava colocando as mãos atras da cabeça e cutucando Sousuke com os cotovelos -- Apenas estou com fome...- *BOROLOG* "Realmente estou com fome...."... Namito seguia esprandoque o grupo decidi-se mas estava empolgado e não queria parar...

Sousuke:-- Ainda estamos no País do Fogo. Até poderíamos continuar viagem, mas realmente é melhor descansar. Não sabemos o que nos espera quando sairmos de nosso País. Precisamos estar descansados...-...

Yahiko: -- Realmente. Iremos descansar, está decidido. - Yahiko parava sobre um galho mais a frente, logo aguardando que os demais fizessem o mesmo. A prioridade, apsar de tudo, seria a segurança de todos. E mesmo senod um Jounin, não seria de total utilidade caso não estivesse a cem porcento. - Pararemos aqui e agora.

Namito: -- OKKKKK... - Namito dava um sorriso para Sousuke... -- Preciso comer algo... Vou ver o que eu trouxe...- Namito corre sentando ao pé de um tronco e então vasculhando sua bolsa de viagem.... Estava um pouco afobado e logo acha uns bolinhos -- Ha sabia... Servidos? - porem antes de ouvir qualquer resposta o mesmo ja havia comdo todo o bolinho -- IIIII pensei que tinha mais... - Namito ficava sentado olhando para os lados, seucorpo estava totalmente cheio de adrenalina e isso era ruim em partes...

Daikyuu: O gênio saltou do galho, parando repentinamente ao comando de descanso de Yahiko, e tão logo caiu de bunda próximo à uma árvore, recostado em seu caule. Com o peito da mão, limpou a testa suja de suor. Já havia aumentado sua resistência física em muito, mas ainda não se comparava a Namito, que parecia ter um limite infinito de stamina dentro do corpo. Em cada aspécto, pouco a pouco, Daikyuu se via deixado para trás pelo amigo. Franzindo as sobrancelhas, olhou para baixo e manteve-se quieto. Só no que pensava era em voltar para a vila, e sentia que conforme o tempo passava, já deixava para trás o sentimento de paz e vida monótona que adquiriu com Miya.

Sousuke também para de correr ao comando do capitão. Repousando próximo a Namito, nada fez. Mal comeu. Estava absorto em pensamentos. Algo estava tomando suas preocupações. Os Shinobis então descansam sob a proteção das florestas do País do Fogo. Por aquela noite, eles estavam bem... por aquela noite.

Yahiko desperta. Algo havia perturbado seu sono. Os Chuunins ainda dormiam. Namito então era literalmente uma pedra. Houve um som. Não muito alto, mas o suficiente para colocar o Jounin em alerta. Mesmo dormindo antes, pôde distinguir com clareza do que se tratava: alguém estava perto.

Yahiko: "Alguém está perto.. tsc. Que má hora. Quem poderá ser.." O Jounin Uchiha então observa em volta atentamente, sabia que não seria seguro permanecer ali por muito mais tempo. Então se aproxima de seu irmão e pousa sua mão sobre o ombro, batendo de leve, de forma que o mesmo acorde, enquanto dizia seu nome baixo.. Após isso fazia o mesmo com Sousuke e pedia ao mesmo que acordasse Namito, pois não poderia perder tempo acordando alguém em seu estado de sono intenso, iria lhe levar muito tempo. Yahiko se levanta, ficando em pé, ativando seu Sharingan e observando em volta, aguardando algum sinal do inimigo. Logo decide que não poderia expor o perigo assim, próximo a alguém dormindo.. Então sai correndo para de onde sentira a presença, chamando Daikyuu para lhe acompanhar e simultaneamente dando a ordem para Sousuke ficar ali com Namito, mesmo que este acorde. "De noite.. eu e Daikyuu somos os mais aptos a ir atrás do possível inimigo." -- Daikyuu, senti uma presença. Pode ser um inimigo...-...

Daikyuu: Seus olhos abrem lentamente conforme o cérebro capta o chamado e acorda todo o corpo. Aquela noite parecia fria, e só segundos após abrir seus olhos que relembrou estar no meio de uma missão. Conforme se ergueu, observou os arredores e, então, encarou Yahiko, balançando a cabeça positivamente. O Sharingan seria uma arma útil em um combate noturno, mas não podia gastar seu chakra tão cedo; suas reservas escaças o deixavam inapto a manter um combate por muito tempo, o que lhe causava transtornos terríveis em situações arriscadas. Retirou de sua bolsa uma kunai, matendo-a aposta na mão, e então seguiu as ordens de seu irmão...

Os dois Shinobis então avançam, seguindo o plano de Yahiko.

Yahiko, acostumado com missões de grande perigo, avança com grande destreza, procurando notar a localização do inimigo e quem sabe pegá-lo de surpresa. Daikyuu tenta acompanhá-lo como pode. O Chuunin Uchiha anda pelas pequenas árvores e arbustos. Quando dá por si, esbarra em algo. Estava escuro, mas pôde distinguir o que era. Um homem. Um grande homem. Daikyuu havia esbarrado com a cara no peitoral desnudo do mesmo. Usava uma longa capa com capuz, o que impossibilitava ver seu rosto. O homem daquele tamanho mal pôde ser notado... sua destreza não devia ser pequena...

Daikyuu: Ao dar de encontro com o homem, o Chuunin arregala os olhos e pula para trás, de forma a adentrar posição de combate e manter a kunai em frente ao corpo. Se fosse, de fato, um inimigo, teria utilizado do efeito surpresa para atacar - mas não, nem sequer tocou em qualquer um dos irmãos. Franzindo as sobrancelhas, o garoto permanecer parado, sem nada dizer. Seus olhos não demonstravam medo, mas uma preocupação. De certa forma aquele poderia ser até mesmo o informante, mas havia pouca probabilidade tendo em vista a distância em que estavam do ponto de encontro. Movendo-se lentamente para o lado, no intento de encontrar um ângulo onde a luminosidade estivesse a seu favor, deixou escapar apenas uma pergunta: -- Quem é ?-...

Yahiko: Caminhava de olhos atentos, de forma a perceber a exata localização do inimigo, para tal não deixava escapar nada de seus olhos.. No entanto, percebe a aparição de um homem cuja identidade é desconhecia, se surpreendeu por não ter sido capaz de identifica-lo antes... Suas ações poderiam comprometer a vida de seu irmão, no entanto entendeu que se o inimigo quisesse atacar algum deles, já teria feito.. mas não o fez. Permanece imóvel, logo ao lado de Daikyuu, observando qualquer movimento do desconhecido, aguardando alguma atitude do mesmo.. "Esse cara.. nem fui capaz de perceber."...

???????: Dava um pequeno passo para frente virando o rosto para trás, fazendo um sinal para o meio do mato, apenas um movimento de cabeça alertando para o seu companheiro o acompanha-se. Ignorará as pessoas ao seu redor como de costume, dando um passo mais largo, se aproximando dos jovens, seus passos estavam cada vez mais pesados, e ao perceber dos jovens, eles seriam atropelados. E um alerta disto, foi quando quebrará uma das árvores muito próxima esbarrando-a com o ombro. "Tenho que encontrar este miserável.. antes do Hokage..!"...

O desconhecido não se comporta como o normalmente esperado. Diakyuu e Yahiko ficam confusos.

Daikyuu: Os olhos do Uchiha acompanhavam cada movimento do homem como se tentasse lê-los. Aos poucos, deixou que se distanciasse, quando então viu a força bruta daquele troglodita ao quebrar o tronco de uma árvore com um simples esbarrar de ombros. Seus olhos se arregalaram, conforme deu um passo para trás por tamanha demonstração de brutalidade. Mais uma vez, caía na desilusão ao ver que existiam seres tão mais poderosos ! Mas, ainda assim, não poderia fraquejar. Com a kunai que tinha em mãos, realizou um arremesso, fincando-a n'uma árvore próxima ao homem, e repetiu a pergunta com mais convicção e em um tom mais alto: -- Quem é !?-...

Yahiko: "Mas o que diabos.." Yahiko se surpreende com a atitude ignorante do desconhecido. Ficava confuso conforme o mesmo agia, principalmente quando quebrara uma árvore de forma tão desajeitada, o oposto de sua aparição, a qual foi impecerptível para si.. Sua tamanha força também lhe surpreenderam.. então, previa seus movimentos com seus olhos, enquanto aguardava que se identificasse. "Esse cara.. Que força.."...

???????: Notará a kunai que forá arremeçada como um aviso para algo, mais antes mesmo que a mesma pudesse tocar seu algo, agarrará a mesma segurando-a com apenas um dedo, onde levantará um pouco seu braço e deixará amostra um pouco do seu bracele relusente que com a pouca luz deixava um pequeno brilho. --... Hunf!!!- e com apenas este dedo, arremeça a kunai para que acerte o corpo do garoto sem ligar para pontos vitais, apenas arremeçando-a contra seu peito. -- Pegue-a de volta !- Uma voz grossa e sádica quebrava o silêncio da noite e então condinuara andando...

Daikyuu: No instante em que notou que o homem pegou a kunai em pleno ar, e a arremessou de volta, não havia mais como reverter a situação. O chakra do corpo do garoto circulou em direção à cabeça e se alojou nos olhos em razão de segundos, fazendo com que sua íris se tornasse avermelhada e dois traços em formato de vírgula aparecessem de repente. Com toda a habilidade que tinha, tentou prever o ponto em que a kunai se precipitava e desviar para, ao menos, evitar um ferimento mais sério ! Qual era a intensão daquele homem, a final, e quem era ?! Seria ele o dito inimigo nas redondezas ?

Yahiko: Observava atentamente os movimentos do desocnhecido, desde suas mais inofensivas ações até este último ataque, que tinha como alvo ninguém mais que seu próprio irmão. Numa tentativa de reverter a situação, a qual seria um tanto difícil para Daikyuu devido a aparente diferença de nível de ambos, prevê o movimento com seu Sharingan e numa atitude imediata arremessa uma kunai em direção a kunai lançada, lendo os movimentos executados, portanto. "Tsc.. que situação.."...

A kunai é incrivelmente pega pelo desconhecido, que arremessa com displicência até Daikyuu. Yahiko, em reflexo, lança uma kunai sua, mas não conseguiu calcular o tempo exato de sua ação, falhando. Já Daikyuu, acostumado com ataques desse tipo, esquiva com facilidade.

Yahiko: "Daikyuu é melhor que eu pensava, menos mal. Agora esse cara.. tsc." Após ter sua atitude falha, se incomoda, porém com a salvação milagrosa de Daikyuu, esboça um leve sorriso e então encara o oponente. Observando que o mesmo permanecia os ignorando enquanto continuava seu trajeto. Yahiko, por sua vez, não se satisfaz com sua atitude agressiva para com seu irmão, então, numa tentativa de atacar o oponente, porém não diretamente, usa um de seus genjutsus. "Kokuangyou no Jutsu" - Yahiko usa um de seus genjutsus mais poderosos, com a intenção de anular a visão de seu oponente e faze-lo se sentir aterrorizado perante seu jutsu...

O Genjutsu afeta o inimigo. Ele então pára de se movimentar, nitidamente por causa de ilusão. Contudo, um segundo sujeito ali aparece. Era menor que o primeiro, estatura e corpo normal, trajando a mesma capa com capuz. Sua ação foi tocar as costas do adversário preso no Genjutsu. Yahiko e Daikyuu notam ele forçar Chakra para o corpo do grandalhão, para retirá-lo do Genjutsu. Sua ação, pelo menos inicialmente, foi inútil. O jutsu de Yahiko foi executado bem demais para ser cancelado de forma tão rápida. Os Shinobis de Konoha ganharam uma vantagem.

Daikyuu: Com a aproximação do segundo homem, Daikyuu franze as sobrancelhas conforme retira de sua bolsa de utensílios um metro de Kousen. Era a hora de contra-atacar; o simples fato dos desconhecidos recusarem a se apresentar não indicava boa notícia, ainda que os tenha ignorado e, por tal, signifique que não eram eles o alvo de sua provável missão. Foi então que o gênio Uchiha pôs um pé atrás. A situação estava errada ! Antes de atacar, voltou-se para o menor, e começou a falar: -- Tua missão aqui não tem nada haver conosco. Se desejasse nos atacar, o teria feito, e tão logo estaríamos enganxados em um combate. Apresentem-se, ou haverá um conflito desnecessário ! - Da mesma forma que aqueles dois tinham uma missão a cumprir, Daikyuu, Yahiko e o restante do time também o tinham. Aquela luta poderia comprometer severamente o objetivo, e deveria ser evitada a qualquer custo...

???????: "... É. Parece que vacilei, que droga, to pior que meu irmão. Isso que dá ficar naquela merda de cadeira assinando papeis.." Em pleno o genjutsu, ficará vendo as táis cenas horripilantes como se não estivesse havendo nada, seu corpo estava parado ao sentir uma pressão de um chakra familiar, nota-se que realmente está preso a um genjutsu, logo levantando as mãos fazendo o in. -- Kai...- tentando cancelar o genjutsu.

O desconhecido também começa a movimentar seu Chakra para anular o Genjutsu. A ação conjunta dos dois Shinobis libertou o adversário daquela prisão mental.

??????: -- O que faremos com eles, Senhor? Parece que não nos deixar prosseguir.-...

???????: -- Saia daqui.. fique de alerta para qualquer outra coisa como agora, sabe como eu odeio isso. Tome cuidado, não quero machuca-lo. - Vira olhando o muleque ainda coberto por seu manto. -- Corre...-...

??????: -- Senhor - interrompeu com sua fala o homem -- Preciso dizer que a um Chakra poderoso a 500m daqui. Deve ser ele.-...

Daikyuu: O Chuunin franziu as sobrancelhas, encarando os homens de forma a simplesmente parar e cruzar os braços, conforme disse, após um suspiro: -- Vão embora. - Mais uma vez sua mente trabalhava nas possibilidades e nas consequências daquela situação. Mas, como sempre, por detrás de toda ação havia um plano. Ademais, a missão original procederia como deveria proceder, mas não por enquanto. Estranhos em território do país do fogo não eram bem-vindos. O Chuunin procurou notar qualquer indicação que apontasse para forasteiros...

???????: Daikyuu ao dizer as palavras honrossas, nota que falará com nada, e mesmo com seu sharingan, virá apenas um manto voando um pouco acima da altura do tal homem, o mesmo por um instante aparecerá na frente do mesmo, era inacreditável, driblou o sharingan fácilmente, e com um sorriso na cara ignorando qualquer reação do garoto, com seu braço esquerdo em cima, desse dando um socão na cabeça, calculando e usando o suficiente da sua força para quebrar a cabeça do jovenzinho....

Uma velocidade que superou o Sharingan. Nem mesmo Yahiko pôde acompanhar, por pouco. O golpe do oponente acertou a cabeça de Daikyuu que caiu ao chão, tonto.

Namito: -- HEI... FORTÃO... EU SOU SE ADVERSÁRIO!!! - Namito aparece subtamente sobre um galho de uma árvore e logo ve seu amigo que recebe um ataque de raspão... Namito estava com os olhos entre abertos, realmente não havia acordado diretio, parecia um sonambulo... -- VOCES DEVEM SER OS INFORMANTES QUE PROCURAMOS... -"A agressividade e força daquele ali não são pouco miséria... Tenho que ser rápido... É ISSO!!!" Namito então olha para o homem e rapidamente do topo da árvore se lança contra o adversário... -- AAAAAAHHHHHHhhhhh- Namito prepara um soco que visa acertar o alvo imatdiatamente... -- SEU IDIOTA DE AGORA EM DIANTE SÓ INFORMARA PRESO EM KONOHA!!! OU EM UM TUMULOOOOOO!!! - Namito desfere o golpe direto...

???????: --... Insetos brotando de árvores.. - dando um passo para o lado, ficando com seu pé em cima do baixinho que acabará de derrubar, logo em seguida virando seu corpo bem no ponto em que Namito estiverá a ponto de seu ataque segurando sua cabeça com as mãos. -- Hei - chamando seu parceiro. -- Cuide do carinha ali, e não se aproxime -...

###############################################################
###############################################################

A investida e Namito foi inútil. Apesar do tamanho, aquele indivíduo se movimentava rápido demais para ser atingido daquela forma. Logo após ouvir o comando do que parece ser o líder, o segundo homem afirma.

??????: -- Ok, senhor. Mas devo ressaltar: o Chakra que senti antes está agora a 300m daqui e se movendo. É provável que esteja vindo até essa direção.-...

Yahiko: Observava os movimentos daqueles dois, seus olhos não haviam sido capazes de prever um dos ataques daquele mesmo homem. Não se conformava com o fato de ele estar atacando seu irmão, que havia sido alvo de um golpe um tanto forte. Para sua surpresa, Namito surge no local e ataca de maneira indevida, resultando numa maior preocupação. O Jounin Uchiha então encara o segundo homem, sabia que teria que derrota-lo, senão mante-lo fora de ação para que pudesse livrar os integrantes de seu time do restante homem, que por sua vez não se identificara desde sua aparição. Yahiko logo se concentra e executa um de seus melhores genjutsus no segundo homem, visando prendo-lo a uma árvore ilusionária para então executa-lo. "Magen - Jibaku Satsu"...

O Genjutsu novamente acerta o grande homem. Este somente nota uma árvore simplesmente brotar do chão, envolvendo seu grande corpo e imobilizando. Ele ainda via todos em sua volta, com exceção do Uchiha; tampouco podia sentir sua presença. Estava imobilizado. Assim como da outra vez, o homem menor notou o Genjutsu utilizado no outro. Pegando uma kunai, o homem fez um pequeno corte no braço do grande homem. Este desperta da ilusão. Logo depois, esse ajudante se vira para a esquerda. O sol começava a nascer naquela direção... mas não era esse o objeto de interesse daquele sujeito.

??????: -- Senhor, ele está aqui.-...

???????: Emburrecido com a informação que acabará de receber, então resolve acabar com a luta. Inicializando um combo em Namito apretando mais sua cabeça e assim dando-lhe uma cabeçada seguida de outra, deixando-o no ar acertando um soco em seu estômago, fazendo ir um pouco pra cima, dando outro em seu rosto de um jeito que o fizerá girar no ar, logo terminando girando seu corpo e aplicando um chute lateral no rosto de Namito fazendo-o girar enquanto voa em direção a uma árvore. Olhará bem para o garoto no chão, parecia ianda estar tonto, olhará para o Jounin. -- Não somos seus inimigos, por tanto retire-se deste local, a coisa ficará feia. - Pegando seu capuz e virando em direção a presença dita por seu parceiro...

Um vulto poderia ser visto em um galho no alto. Um chapéu cobria sua cabeça e sua sombra, o seu rosto. Um monte negro anunciava sua identidade. Em suas costas, trazia alguém, aparentemente, um corpo inanimado. Parecia observar atentamente o local, que no momento era completado com a chegada de Sousuke. Após alguns segundos calados, finalmente fala.

Inimigo: -- Vocês realmente chamam a atenção. Nem precisei de Kazuya-senpai para achá-los - disso o indivíduo.

Daikyuu: Quando foi golpeado e jogado para o chão, um filete de sangue escorreu da boca de Daikyuu após morder a língua. Não, não que tenha sido acidental. A raiva de ser subjulgado daquela forma fez com que todo o seu corpo tremesse de ódio conforme olhou para cima encarando o grandalhão, mas já era tarde de mais - instante depois, ele já estava a golpear multiplas vezes a Namito que, em seguida, também parecia fora de combate. O que era aquela falta de poder mediante os homens desconhecidos ? Era, talvez, simples falta de treino por parte do Uchiha, ou quem sabe fosse fraco daquela forma, e nunca havia notado ? O mundinho de Konoha, e aquela vila pacífica, com pessoas pacíficas, vidas comuns e sem sal lhe deram a ilusão de ser forte o bastante para seguir em frente, mas não era ! O garoto ergueu-se devagar, com seus olhos avermelhados a mirar a sombra falante lá em cima, e estes falavam por sí só. Daikyuu estava tão perdido dentro de sí que só sentia a raiva correr nas veias, nada mais...

Yahiko: Focava sua atenção no individuo que surgia logo após as palavras do segundo homem, este responsável por cancelar seus jutsus efetuados até agora e percebido a presença da nova prsença. Os olhos vermelhos do Uchiha se espantam o corpo sobre o ombro do homem e seus vestes, de imediato tenta identificar se há vida em tal corpo com seus olhos, através da visão do Chakra. Yahiko então percebe que o homem não estava nem um pouco preocupado em aparecer de tal forma perante tantos shinobis. Seus olhos avermelhados encaravam o mesmo, tentando aceitar as palavras do responsável pelo dano de Namito e Daikyuu. Embora disse que não era seu inimigo, estaria até agora golpeando os dois integrantes de seu time. O Uchiha se controla, porém deixa escapar as devidas palavras.. -- Se não são nossos inimigos, então pare imediatamente de atacar esses dois, não me segurarei caso os ataque de novo. - Yahiko então se vira para a nova presença, agora dizendo novas palavras, estas para o mesmo homem.. -- Vocês parecem conhecer este homem. Quem é ele? - Dizia Yahiko enquanto analisava a situação...

Namito: Se chocava contra a arvore que trincava totalmente e caia do lado oposto a seu corpo que se chocava com força contra o chão, agora com apenas um dos olhos abertos pela dor dos golpes Namito ficava estirado no chão e lentamente apenas respirava babando no terra e levando uma das mãos afrente como se fosse se rastejar -- In... cri...vel...- Namito arrasta a mãos mas nem tem forças para sair do local... "A força del... É incrivel... E sua velocidade tambem... Mas ele disse que ARG..." Namito babava sangue agora um pouco pela boca e testa... "Mas eu tenho certeza que o ouvi dizer que não é nosso inimigo..." Namito lenatemente apoia a palma com um pouco mais de força erguendo a parte superior de seu corpo do chão... um de seus braços estava mole, enquanto uma das pernas tambem parecia estar bem ferida, masl ficando de pé Namito sabia que estava fora de combate com aquela sequencia de golpes rapidos... -- Des... gra... ça... do...- Namito limpava a boca na roupa no ombro e ficava olhando, porem percebe que o foco da batalha havia mudado subtamente, porem ainda estava muito atordoado e logo leva a mão ao chão e tomba novamente de joelhos ficando apoiado para não se render totalmente, enquanto cuspia sangue -- Arg... Ahh... Ahhhh... Ahhh... Dro... Ga...- Namito estava mal...

???????: -- ... Não se pode andar neste lugar que não para de vazar insetos.. - falará olhando o tal homem tentando reconhece-lo, cerrando o punho pronto para inicar a batalha. -- Identifique-se, inseto ! - fazia um sinal com a mão para que seu parceiro se afastasse e iniciasse o 'plano'...

Sousuke fica absorto, somente olhando aquele homem. Um dos 12 Deuses, a organização na qual se encontrava seu irmão, estava ali. Na outra vez, esteve em combate direto com um suposto Deus. Agora, estava diante de um real. A única coisa que se passava em sua mente era medo. O segundo homem, companheiro do grande Shinobi desconhecido, ficava imóvel, observando o novo ninja que surgiu. Provavelmente, estava a analisar previamente suas habilidades através de seu Chakra. Yahiko se concentra para verificar se o corpo carregado por aquele homem está vivo. E realmente está, contudo, seu estado físico é impossível de descrição de tão deteriorado. Normalmente estaria morto, mas parece que algo nele o matem vivo, mesmo naquela condição. Já o novo inimigo aguarda mais alguns segundos antes de falar. Sua fala é debochada, desdenhosa.

Inimigo: -- Meu nome? Somente saberão se forem capazes de me derrotar. Por enquanto, podem me chamar de Deus.-...

Daikyuu: O Uchiha simplesmente não se mexeu. Ante aquela presença, e ante a todos que estavam em volta, não esboçou reação. Ele tinha medo, ao mesmo tempo que tinha raiva, e sua raiva era proveniente desta medo de perder a vida. Conforme o homem falava, o garoto o encarava sem nada dizer. Seus olhos deveriam ser capazes de captar seja lá o que ele era. Concentrando-se, tentou melhorar sua visão em relação ao dito inimigo para enchergar o que as sombras encobriam !!

Yahiko: "Ele está vivo... E esse cara.. é um dos 12 Deuses, só pode.. para se auto-denominar deus. Segundo a missão devemos evitar combate direto com um deles... Esses trajes, essa confiança, essa atitude.. realmnete é um deles. O que devo fazer.." - Yahiko encarava o homem e logo resmungava baixo para que apenas os demais no solo próximo a si escutassem.. -- Estou cansado dessa ignorância.. - Dizia para o homem de ainda há pouco, embora não tivesse grandes esperanças de que o mesmo respondesse. Então, o Uchiha com seus ohos avermelhados observa o dito "Deus".. Não havia a necessidade de ataca-lo, pelo menos ainda. Estava em dúvida sobre o que fazer, confuso sobre suas ações.. Permanece imóvel, emitindo as primeiras palavras pra ele.. -- Esse corpo.. está vivo de alguma maneira. Para onde o está levando, com que objetivo o leva?...-...

Namito: Apenas via o chão de terra com os olhos turvos, podia ver sangue tambem pingando em uma pequena poça de sangua ao chão... -- Arg... Eu não posso... - Namito tentava novamente ficar de pé mas em vão seu corpo não havia se recuperado dosfortes golpes... "Os golpes foram pesados demais... Aquele cara..." Namito olhava para a frente vendo Daikyuu e o Grande Homem parados olhando em outra direção -- É Forte... - Namito tentava dar uma engatinhada mas em seguida caida se deitando no chão... -- Daikyuu... - Namito apontava a mão como se quisesse alcançar seu amigo... -- Preciso te... pro... te... - Namito fechava os olhos e finalmente não dizia mais uma palavra "Proteger..."... Inconsciente...

Raikage: -- Raiton Yoroi. - Os cabelos de Hajime começaram a ficar meio espetados e levantados, uma camada incrível de raios começou a aparecer envolta de seu enorme corpo, um chakra relusente era visto, a pressão do mesmo era enorme, o chão começava a tremer, pequenas pedras a levantar, seu olhar estava fixo naquele que ousou dizer ser Deus. Uma de suas mãos vai até a seu enorme anti-braço e de um jeito estranho, abra seu bracelete que cai ao chão fazendo um grande buraco, o mesmo acontece com o bracelete do outro braço e os das pernas. Ao retirar seus acessórios, cai sua cabeça para o lado e para o outro. -- Morra..! - Uma velocidade descumunal, uma rajada de energia que podia ser sentida por um instante não podia mais, até que Raikage aparecerá enfrente aos homens dando um socão na cabeça do primeiro que verá.

O grande Kage de Kumogakure ataca! Em grande velocidade, e protegido com um intenso Chakra Raiton, o poderoso Shinobi salta tenta um soco no inimigo. Vendo seu rosto de perto, nota o ar de surpresa do mesmo; sua velocidade o havia assustado. Sem poder de reação, o soco atinge o inimigo. Ele voa. O corpo agonizante que carregava cai. Segundos depois o Shinobi atingido estava de pé, sem se chapéu, que havia se perdido com o vôo.

Inimigo: -- Você é do tipo fortinho, né? - provocou ele -- Se não fosse meu Ninjutsu teria meus ossos quebrados.-...

O inimigo de pé sobre o chão agora olha para os lados, rápida e comicamente.

Inimigo: -- Minha nossa! Cadê o exemplar?! Se eu perdê-lo, Kazuya-senpai me mata! Ah! Está ali - disse, quando notou o corpo metros a sua frente.

O Shinobi avança e recolhe o corpo novamente.
###############################################################
###############################################################

Daikyuu: Erguendo o olhar aos poucos, Daikyuu virou a cabeça para o lado, encarando o desfalecido Namito por cima dos ombros. Foi aí que suas íris vermelhas voltaram-se de encontro ao homem tagarela que havia sido atacado pelo troglodita. Mordendo os próprios lábios de raiva, o Chuunnin de Konoha rosnou baixo e contínuamente. Foi como uma explosão que se desencaeou, fazendo-o sair de sí. O instinto assassino aflorou junto de seu Chakra, que circulava como um turbilhão pelo corpo. Yahiko, que tinha visão da aura que encobria Daikyuu, pôde notar que esta se diminuia rapidamente. Era o consumo excessivo de suas próprias energias que se destinavam para um só local. Havia uma técnica, que fora treinada fora da supervisão de seu irmão, e o gênio fez questão de não deixar que este o acompanhasse. Seu braço direito trepiada com o apertar poderoso do punho, e para todos os efeitos, parecia uma simples consequência do acesso de raiva daquele garoto. Foi então que n'um piscar de olhos desapareceu dentro de, literalmente, um raio que queimou o próprio chão e causou um ruído estridente. Com a técnica Raidou no Jutsu, Daikyuu procurou teleportar-se para próximo do inimigo, e assim que apareceu no ângulo de visão do mesmo, desferiu um soco com toda a força que tinha usando a mão que estava descontrolada. Nesse exato instante, soltou um berro de fúria: -- Morraaaaa !...-...

Inimigo: --Raiton-Shunjutsu? Acho que já vi algo parecido antes... - os raios do Raidou no Jutsu e mesmo a descarga da técnica de Daikyuu não o afetaram. Os usuários do Sharingan puderam notar uma formação estranha e incomum de Chakra no corpo do inimigo. Daikyuu, que estava em combate corporal, sentiu um sopro gelado em sua nuca. A temperatura ao redor daquele sujeito era abaixo do normal. E seja o que for, tal habilidade repeliu o jutsu Raiton.

Daikyuu: O garoto partiu, ingênuo e desesperado, quando sentiu que ao teleportar-se para próximo do oponente, o jutsu simplesmente não causou o menor efeito ! A mão que estava estendida em punho se paralizou, e sentiu o gelado no pescoço fazer-lhe ter um calafrio na espinha. Seus olhos se arregalaram, e encarou o inimigo com surpresa enquanto vislumbrava aquela formação no chakra que de alguma forma influenciou o processo: "Mas ... o que !?"...

Kazuya: O corpo rapidamente gira, chocando-se com algumas arvores e partindo-as no meio. Sem ninguem perceber, um volto observava por trás do time de shinobis que enfrentava um dos deuses. Um vulto negro, que diferente do outro, não usava um chapeu. Seus cabelos balançavam lentamente e ele observava o corpo nas costas do homem. Kazuya observou o Uchiha, percebendo a tecnica do garoto, "Ichiro? Não... ele..." Logo a face de um antigo shinobi veio à sua mente, quebrando seus pensamentos. Ele observou logo todos os membros e declarou com voz impetuosa: -- Você está atrasado, Shisui. - Sua voz ecôou fria e sem nenhuma alteração, ele virou seus olhos lentamente para o homem em mantos observando-o. "Huh, Raikage?" - Era facil reconhecer o rosto de alguém tão famoso como um Kage, ainda mais alguém com a fama de ser um dos, se não o mais rapido de todos os Shinobis. -- Hajime Akihiro? Shisui, venha para cá. - Ordenou Kazuya, reconhecendo que seu parceiro não seria capaz de lutar contra um Kage ainda. Apesar de forte, Shisui ainda era muito novo, não que Kazuya não parecesse, com seus poucos quinze anos uma leve brisa tocou os cabelos de Kazuya que se sacudiram enquanto observava Kazuya deu alguns passos, se aproximando por trás dos oponentes parando um pouco antes de Namito que estava inconsciente seus olhos continuaram focandos no Raikage enquanto seus sentidos analisavam todos na batalha. -- Parece que dessa vez, sua habilidade de arrumar confusão nós poupo, Shisui-san. - Exclamou Kazuya com um pouco de alivio no tom de sua voz ao perceber quem eram seus oponentes.


Última edição por Uchiha Daikyuu em Ter 05 Jan 2010, 17:12, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 475
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 16 - Missão: O Informante   Ter 05 Jan 2010, 17:05

Seus lábios subiram de raiva, era possível ver seus dentes, pareciam presas, seu rosto expressava estar sedento por sangue, quando entra em uma posição de luta nunca vista pelos Shinobis. -- Raikage Ryu.. - Nisso aparecerá na frente do tal homem. -- Tora Rendan ! - Hajime iniciará o seu golpe, apenas conhecido pelas pessoas de sua vila como um combo infalível. Dará um grande soco com a mão esquerda em um ponto especial do peito, seguido de uma descarregada de eletricidade, logo seguido de um soco de direita na boca do estômago que com o choque possívelmente desmaiaria o inimigo, o mesmo quase caindo, Hajime da um giro fazendo um golpe dulplo subindo o joelho e descendo o cotuvelo prensando a cabeça do inimigo, logo segurando o braço do mesmo puxando com grande força contra seu p´roprio corpo fazendo um encontrão quebrando as costelas e a cravicula do inimigo, aplicando em seguida um rodo mantendo-se em pé e o corpo do inimigo no ar na horizontal, segurando o braço do tal homem certificando-se de que o mesmo não consiguiria escapar, descarrega um grande soco carregado de um raiton incomum movimentando e descarregando tudo em um único movimento de um soco no pescoço do inimigo, provavelmente quebrando seu pescoço e sua coluna ou até mesmo arracando sua cabeça, fazendo seu corpo ir brutalmente ao chão, e por segurar o braço do inimigo com uma força incomum, acaba por arranca-lo após o soco, logo em seguida, olha para o Shinobi que chama seu nome, dando um passo avançando.

A sequência de golpes do Raikage foi inacreditável. Porém, a cada golpe desferido, o mesmo sentia como se estivesse acertando uma resistente crosta de gelo. Mesmo assim, a descomunal força do Kage de Kumogakure provocou grandes danos a Shisui. Este cai, próximo a Kazuya; o corpo também seguiu mesmo trajeto.

Shisui: -- Desculpe, Senpai. Esse pessoal aí é chato, não é? -- Disse o inimigo, se levantando -- Parecem aqueles outros dois que você matou. Sempre com essa esperança tola. Aliás, você precisa arrumar um manto novo, o Hokage furou seu peito, né? Você não está muito apresentável, Senpai!

Yahiko apenas observava tal batalha de nível um tanto superior, de fato não seria capaz de lutar desse jeito.. O Jounin Uchiha, a medida que analisava a luta, desviava sua atenção para os dois outros integrantes do time, sendo estes Daikyuu e Namito. Apesar de preocupado com eles, não seria correto abandonar o campo de batalha para mante-los seguros, para tal ordena que Sousuke pegue Namito e o leve pra longe, enquanto aguardava que Daikyuu, que embora os ferimentos ainda se encontrava lutando, se retirasse de perto da batalha. Segundo a missão, deveriam evitar combate direto com alguém dos 12 deuses, cm a presença de dois, provavelmente significaria um grande perigo. Permanecia analisando a luta, enquanto aguardava que Sousuke e Namito estivessem longe dali, para então decidir ir se retirar com Daikyuu ou ajudar na luta. Por enquanto, apenas restava aguardar.

-- Hm. Então... são fortes mesmo, isso será legal vamos acabar com isto, que tal. Mwhahahahahaha ! - Faz um in esquisito, que provavelmente apenas Kazuya pode ter conhecido. -- Shougon Mane no Jutsu ! Hahahahahahaha ! - Hajime parecia um louco, o poder tomou conta do mesmo, a raiva, o dominou como sempre aconteceu, e então todos começam a sentir uma pressão mais, que começa a aumentar, onde seus corpos não conseguem mais se mecher, o ar fica difícil de respirar, falta oxigênio. -- Creio que isso não apresentará o efeito real, mais.. isto já basta. - A gravidade do local em um raio de 5 km é alterada, árvores começam a rachar, os corpos já mortam começam a 'explodir' por dentro, os ossos todos a serem esmagados. Então, Hajime baforava o ar, com um 'tom' de satisfeito, olhando para Shisui..

A luta, cada vez mais, tomava proporções fora de cogitação, fora dos critérios comuns humanos. O Chuunnin arregalou os olhos quando simplesmente foi incapaz de acompanhar o combo feito pelo troglodita, que chutava e espancava o inimigo por todos os lados quando, de repente, o arremessou pra longe - e para uma surpresa maior ainda, este foi capaz de se levantar ! Como tais pessoas foram capazes de adquirir um poder superior desse porte ?! Desacreditado, Daikyuu deu um passo para trás, encarando seu irmão e, em seguida, Namito, sem saber realmente o que fazer em uma situação como aquelas. Toda a fúria de antes havia se transformado em vazio e frustração !

A gravidade literalmente aumentou a pressão da luta. Sousuke, sem conseguir resistir, simplesmente cai ao chão. Shisui também sente o efeito da monstruosa técnica. Realizando alguns selos, ele põe a mão sobre o corpo caído ao chão, antes carregado por ele. Em um instante, o mesmo se congela.

Shisui: -- Assim não danifica o exemplar, não é Senpai? -- disse ele. Ao observar Kazuya, completa a fala -- Nem mesmo isso afeta o senhor, Senpai? As vezes até eu tenho medo. Depois daquela luta contra o Hokage então, mais ainda.

Contudo, algo inesperado começou a acontecer. O ar ficou ainda mais pesado. Mas isso, já não era obra do Raikage ou qualquer outro ali. Atrás dos Shinobis, um esquecido ninja, antes aparentemente inconsciente, estava de pé. Sua feição não era normal. Sua aparência não era normal. Seu Chakra... se é que uma energia maligna como aquela possa ser chamada assim, também não era normal. Envolto de um manto vermelho, com traços que aludiam a uma raposa, Namito desperta. Todas as atenções se voltam para a cena. Entre os presentes, somente Daikyuu havia visto aquela transformação de Namito antes... ou quase isso. Normalmente, o manto de Chakra vermelho que envolve o garoto sempre possuiu uma forma comum de raposa... Contudo, a cauda formada por aquele tenebroso Chakra havia se multiplicado por três. Namito parecia perder o controle sobre si.

Quando deu por sí, havia algo a brotar da escuridão, exalando um chakra pesado e dotado de fúrio incomum ! Daikyuu olhou com olhos arregalados para a criatura, quando finalmente deu por sí que se tratava de ninguém menos que Namito. Foi aí que, então, deu um passo para trás, desacreditado: "Que poder é esse ?!" - Se perguntou, sem ter certeza de qual reação tomar ante aquela situação. Sabia, entretanto, que havia outra luta ocorrendo naquele local, e era melhor se distanciar. Assim o fez, saltando para longe o suficiente caso fosse necessário uma evasão, mas não tanto que não pudesse observar a luta com clareza ! Seus joelhos tremiam, e contra o próprio medo, não fugiu.

Yahiko se surpreendera com tamanho chakra de Namito e o quão maligno havia se tornado, algo que iria complicar mais ainda a situação. Já ouvira falar sobre algo relacionado a isso, no entanto jamais imaginaria que pudesse ser de tal forma. O Jounin Uchiha então se afasta lentamente, observando tudo ao redor. Seus olhos se arregalavam por um momento, por presenciar tamanho poder. "Esse garoto.. Que poder.. Que chakra maligno. Então é ele..." Seus olhos vermelhos analisavam Namito e seus atos, assim como daqueles ao seu redor. Yahiko procurava poder observar tudo ali, para que não pudesse ocorrer nada de incoveniente na situação.

"Um Chakra dessa forma e desse nível... ele também é um Jinchuuriki!", pensou ele. "Parece que meu Shougon não causou efeito nesse cara", pensou, referindo-se a Kazuya, "e pra derrotar esse outro, só o Raiton Yoroi já basta. Vou desativar meu jutsu"

E assim, o Shougon do Raikage foi desfeito. Todos passaram a sentir novamente o corpo mais leve.

Kazuya permaneceu parado, observando a situação "A Herança de Konoha... Kyuubi no Youko!" referiu-se ao olhar para Namito de canto de olhos. Começou a dar pequenos passos em direção aos dois oponentes, enquanto seus olhos passaram por Shisui que provavelmente ja sabia o que fazer. Nenhuma reação foi expressada ao se aproximar dos dois oponentes, seus olhos levementes foram em direção a Daikyuu sem parecer reagir ao intenso chakra e incrivel Jutsu. Porém Kazuya podia perceber o poder do chakra demoniaco facilmente... era um chakra extremamente poderoso, mesmo comparado ao seu...

Namito começa berrar. Aparentemente, estava sentindo uma imensurável dor. Aquela grande massa de Chakra estava compulsivamente tentando se libertar do corpo do jovem Chuunin. Até que a massa de Chakra aumentou; nos olhos de Namito não mais eram observados quaisquer sinais de racionalidade. A pele do rosto e mãos começou a ceder ao poder daquele Chakra. Porções de sangue, advindas dessa pele desprendida, se misturavam ao Chakra vermelho. Em instantes, Namito se transformaria em uma raposa. Uma Kyuubi em miniatura com 4 caudas.

Que chakra terrível era aquele que destruia aos poucos a pele de Namito ? A energia maligna que emanava do Jinchuuriki fazia com que o Uchiha desse passos para trás, de olhos arregalados. A ausência de chakra em seu organismo já o havia tirado de combate, pois gastou tudo o que tinha para executar o golpe que ainda estava a ser aperfeiçoado. Foi a decisão mais burra que já tomou, deixando-se controlar pelo ódio ! E havia também aquele outro homem, que aparentava ser apenas um pouco mais velho, mas que em momento algum pestanejou - seja em frente a Kyuubi ou ao outro homem. Era estranho, e cada vez mais Daikyuu via-se pequeno perante aqueles monstros. Até mesmo Namito já estava em um patamar muito maior. O Uchiha permaneceu imóvel, observando com temor.

"Mas que.. diabos..!?" Isso está fora do meu controle... Essa transformação alcançou um nível superior nunca visto antes por mim e muitos outros.. Yahiko se controlava para, mesmo não tendo controle sobre a situação, ter controle sobre seus atos, os quais iriam ser essenciais para sua sobrevivência naquele "palco" de monstros... De um lado 2 membros da organização mais ameaçadora e de outro o portador do bijuu mais temido em plena transformação.. Ainda havia a presença de um outro ser de nível semelhante, o brutamontes de antes.. O Jounin Uchiha apenas observa, ainda se afastando um pouco mais, analisando a luta e pensando sobre o que fazer para o bem de todos ali.. Apenas aguardava o inicio da possível luta de monstros.. "Esse lugar.. não irá durar muito caso todos eles lutem... tsc."

Shisui: -- Ihhh, Kazuya-senpai! A coisa está começando a complicar! Será que ele ficou zangado porque você matou aqueles dois de Konoha? Opa, mas Kazuya-senpai! -- gritou Shisui, ao ver Kazuya se movimentando. O que vai fazer, Senpai?! Melhor irmos embora!

-- Shisui, siga o plano. -- Disse Kazuya, mostrando que ja havia planejado até mesmo esta luta. -- Então, Raikage... ouvi dizer que sozinho possui o poder de um Bijuu, será que é verdade...? -- Kazuya continua caminhando parando ao lado da Kyuubi e virando o rosto para o Raikage sem dar a minima pro Jinchuuriki.

O Raikage sorri. Aquela mínima provocação era o único motivo que faltava para o mesmo avançar sobre Kazuya com todas as forças. E assim fez. Também sem se importar com o fato de Kazuya estar bem ao lado do Jinchuuriki, Akihiro, abusando de sua já notada velocidade, golpeia Kazuya, dizendo: -- Vou matá-lo! Você quis se posicionar ao lado desse Jinchuuriki porque pensa que ele poderá me atacar ao me aproximar?! Mesmo ocorrendo isso, como você disse, meu poder é tão algo quanto um Bijuu! Morra! -- completou, iniciando uma sequência de golpes em Kazuya.

Sua mão, talvez até proximo da velocidade de Akihiro tocou o ombro do Jinchuuriki, sem demonstrar nada, Kazuya sussurrou: "Hora de acordar, Kyuubi no Youko.." seu chakra em parte passou para o manto da Kyuubi, indo em direção ao selo. O chakra da Kyuubi começou a agitar, de maneira a aumentar sua furia. Kazuya entendia de selos, e apesar de não poder romper (e nem ter motivos) o fez propositalmente para agitar a kyuubi. Uma das mãos de Kazuya moveram-se para frente ao rosto e sem fazer força o corpo de Akihiro afundou ao chão com Kazuya, esmagando seu rosto. O chão se partiu em pedaços jogando algumas pedras por volta e logo um "Puft!" aconteceu e uma estranha energia negra subiu deturbando a visão e logo desaparecendo revelando que era apenas um Kage Bunshin (Kazuya Version) ao sumir a fumaça, o Jinchuuriki e Akihiro estavam um em frente do outro, e não existia nenhum chakra de que mesmo Kazuya tenha estado naquele lugar. Como planejado por Kazuya!

E foi o que ocorreu, como planejado pelo Deus Zero. Perturbado pela injeção de Chakra de Kazuya, Namito, ou melhor, a Kyuubi projetou seu membro dianteiro esquerdo em forma de Chakra até Akihiro, que por estar em desvantagem ao realizar um ataque mal sucedido, não pôde se defender com todas as capacidades. Colocando ambos os braços em frente ao corpo, em "X", visando proteger o rosto e o peito, o Raikage "bloqueia" o ataque feroz do Bijuu encarnado, sendo jogado a incontáveis metros de distância.

A luta começava a devastar a frente da floresta enquanto os outros shinobis mal podiam olhar, paralisados. Shisui encontravasse perdido enquanto Daikyuu simplesmente recua encostando em uma das arvores apesar do medo ele sente algo a seu lado, virando seu rosto. Aquele manto, os cabelos laranjas, e os estranhos olhos... sem sombra de duvida era aquele shinobi que enfrentará o Raikage anteriormente. Ele se virou parando em frente a Daikyuu e mantevesse em silêncio. Seus olhos moveram-se em fitaram os seus, como se olhasse algo... logo, sua mão moveu agarrando seu pescoço rapidamente e precisamente dando costas a luta. Seus olhos frios estavam focado nos olhos de seu oponente. Nem mesmo Yahiko havia sentido Kazuya apesar de sua tentativa de se manter concetrado na batalha... sua mão apertava seu pescoço, estrangulando o jovem que começava a se desesperar. Porém, a força não era sobre humana, porém extremamente forte.

Shisui: -- Ahhh! -- exclamou Shisui, ao ver que o corpo de Kazuya próximo à Kyuubi nada mais era que um Kage Bunshin -- Seguir com o plano. Certo! Vou aproveitar que esse Raikage foi temporariamente abatido e me mandar com o exemplar! -- e assim dizendo, Shisui apanha o corpo congelado; realizando um selo com sua mão esquerda, o shinobi se desfaz em cristais de gelo, desaparecendo.

Conforme a luta prosseguir, Daikyuu se encontrava em meio à pensamentos terríveis a respeito de suas próprias fraquezas. Que fazer quando é seu amigo que está com a vida em jogo, mas ainda assim se é impotente em relação a poder ajudá-lo ?! Namito já estava fora de sí, e não havia nada que ninguém pudesse fazer para fazê-lo voltar a consciência. Foi então que, de repente, sua atenção mudou para algo que surgiu do seu lado em uma velocidade espantosa ! Os olhos do Uchiha encararam os de Kazuya bem de perto, conforme o rosto foi repuxado para cima e, em seguida, seguiu o pescoço ser agarrado com brutalidade o suficiente para tirá-lo do chão. Sem ar, o medo ia embora aos poucos, dando lugar ao mais puro instinto de sobrevivência ! Tudo o que o Chuunin pôde fazer foi se debater, enquanto uma das mãos ia lentamente em direção à perna, visando a bolsa de kunais para que pudesse dar um jeito de cortar a mão do oponente ... Entretanto, a falta de chakra, forças, e agora ar, não colaboravam com nada.

Nesse momento, Akihiro reaparece frente à Kyuubi, em velocidade. Com sua descomunal força, golpeia o Jinchuuriki, que é igualmente lançado por floresta adentro, assim como o Raikage o fora.

-- Isso é todo seu poder? Não, você não possui poder algum... este poder, vem apenas de seus olhos. -- O rosto de Kazuya estava ao lado do de Daikyuu, e sussurrava com uma voz fria e sarcastica em seu ouvido. Penetrava por seu corpo, transformando seus medos em realidade. Aquilo talvez fosse um Genjutsu? Não... era apenas a verdade... aquela voz tenebrosa, aquele poder que esmagava seu pescoço... -- Você nasceu em uma nobre família, e mesmo assim não é nada? Você é fraco... você está atrás de seus amigos, você esta abaixo de tudo. Sabe porque...? -- Kazuya fez uma pequena pausa, dizendo logo em seguida. -- Você não tem forças para agarrar o que quer... a paz, "limitou" seu poder -- Esta voz era mais alta, dando para que Yahiko ouvisse, porém nem mesmo ele pudesse fazer nada contra Kazuya. A mao de kazuya agarrou a camisa de Daikyuu, arrancando-a e sua mão parou sobre seu coração, tocando seu torax. -- Hora de morrer. -- Se despediu, Kazuya em tom baixo e ironico.

Ao longe, ainda podiam ser ouvidos os sons das lutas entre aqueles dois: Namito e Akihiro. Enquanto isso, Yahiko finalmente se dá conta do que ocorria com seu irmão...

O Jounin Uchiha se encontrava observando a batalha, atento aos perigosos movimentos do Raikage e de Namito que promoviam uma batalha um tanto monstruosa. Seus olhos vermelhos seguiam-lhes para onde combatessem, devendo-lhe toda a atenção, sua única possível possibilidade de sobrevivência. Sua face então se arregela, quando tal voz tenebrosa é ouvida, seguidamente de seus olhos ao se depararem com tal situação. Yahiko então olha diretamente para Kazuya que insistia em segurar seu irmão e aparentemente o fazer sofrer de tal maneira. Apesar de seu alto auto-controle sobre seus sentimentos, a raiva e o desespero subiam a sua cabeça, promovendo uma ação um tanto absurda, que para aqueles que presenciassem perceberem que não passava de uma má tentativa de ajudar. O Gênio Jounin se movia rapidamente para perto daqueles dois, enquanto segurava uma kunai em sua mão esquerda, sua velocidade obviamente não podia ser comparada com aqueles presentes no local de nível superior, Kazuya iria facilmente perceber sua aproximação.. Suas palavras escapavam, vindas do completo desespero da preocupação de ver seu irmão nas mãos de um membro dos 12 Deuses. -- Pare com isso! - Nada pensava, não calculava em relação a situação.. usando seu mais fraco estilo de ataque, procurava se aproximar do dito "Deus" e de seu irmão... Sem plano nenhum em mente.. provavelmente sofrer a consequência de tal ato, o faria se acalmar.. Sua intuitção o fazia agir assim, provavelmente com a tentativa de tornar-lhe um alvo.. O contrário do que Yahiko alguma vez planejara..

A voz encoava dentro de sua mente, e aos poucos, fazia com que se lembrasse de tudo que queria manter longe. Seus olhos eram chave para o poder ? Ainda com eles estava tão a baixo de todos os outros, ainda com eles, suas forças não eram suficientes para largasse a terrível impotência, o sentimento amargo da inutilidade ! Mordendo os próprios lábios de raiva, um filete de sangue escorreu pelo queixo e sujou a manga de Kazuya, que ainda o segurava. Foi então que teve a blusa rasgada, e em seu possível ultimo momento de vida, cerrou os olhos que continham fúria mas, principalmente, vergonha. Vergonha por não ter se esforçado o suficiente, vergonha por ter permitido que o deixassem para trás e vergonha por ter desonrado a promessa que fez a seu pai. Naquele ritmo, jamais a cumpriria ! Mas, ainda assim, sua vontade ainda estava viva lá dentro. Conforme seu irmão se aproximava, Daikyuu moveu a cabeça para o lado e, no rosto do garoto, uma aparente tristeza misturada a puro ódio se formou. Lembrava-se de Kisumi, Miya, Namito, Taka, Ichiro e muitos outros que passaram por seu caminho, que o trilharam, que o ajudaram ... mas não o fazia com sentimento de agradecimento ! O ódio queimava pelo fato de que cada contribuição, cada mão estendida por cada um lhe fez regredir, lhe barrou de crescer através de esforço e sofrimento !

Kazuya deu um leve empurram e a arvore nas costas de Daikyuu se partiu ao meio jogando-o sobre a arvore seguinte, porém sem realmente machuca-lo, apenas atordoa-lo. Seus olhos que focavam nos olhos de Daikyuu curiosos, voltarassem para Yahiko que corria em sua direção. A kunai veio e com uma das mãos desviou segurando-a e direcionando a palma de sua mão em sua barriga. -- Está atrapalhando, garoto. -- O toque deu uma incrivel pancada no estomago do shinobi que caiu de joelhos provavelmente colocando tudo que tinha na barriga para fora. Era impossivel uma pancada tao forte apenas tocando. Kazuya virou-se e começou a andar em encontro a Daikyuu novamente que estava no chão encostado na arvore que estava rachada pela pancada.

Após sentir a árvore em suas costas se partir completamente, Daikyuu viu a imagem de Kazuya se afastar abruptamente conforme seu corpo era arremessado para trás com força, mas por alguma razão, não chegou a ser suficiente para fazê-lo sentir muita dor. Com a visão embaçada pela pancada e os músculos respondendo de forma estranha e imprecisa, só o que o garoto pôde fazer foi continuar estirado no chão: "Esse maldito me considera fraco, e por isso ainda brinca antes de me matar de uma vez ... E agora, de novo, é Konoha a culpada !" - Pensou com ira, mas agora nem mesmo seus pensamentos tinham boas ligações. A percepção dos arredores diminuia cada vez mais, mas Daikyuu lutava para não tirar os olhos do homem por um só segundo.

Yahiko sentira tal pressão em meio a sua barriga, resultado de um golpe um tanto poderoso, embora não parecesse para os demais que observassem. O Jounin logo esboça uma feição de dor, que não era feita atoa.. Se ajoelhava lentamente sobre o chão, seguidamente cuspindo sangue de sua boca, o fazenod cair sobre chão lentamente, com a excessão de seu punho que logo se fixa ao chão, permitindo que não caia.. ainda. De joelhos sobre o solo, apoiado em uma única mão, Yahiko olha amargamente para Kazuya. Em sua frente podia apenas enxergar distância de poderes, insegurança, ódio, inutilidade perante a situação. Percebia que ele era diferente de qualquer um que tivera antes enfrentado. Passou por sua cabeça a dúvida de se realmente eram verdade as palavras de seu parceiro, em relação a suposta batalha com Hokage-sama, que havia partido por um momento importante, portanto perigoso. Além de que as palavras do homem haviam lhe afetado a certo ponto.. não conseguia imaginar como ainda lhe tratava como um simples obstáculo inútil, que apenas atrapalhava, ou nem tanto. Confusão tomava conta da cabeça de Yahiko, fornecendo simultaneamente ao mesmo calma perante a situação, afinal era o único remédio no momento.. Ele então respira e, com os mesmos olhos, se levanta com um pouco de dificuldade, limpando o sangue que havia escorrido pela boa.. "Eu.. estou apenas atrapalhando?! Esse cara.. tsc. Não pode ser.." Retornava a falar, sabendo que partir pra cima dele novamente iria resultar em grandes consequências, tinha noção disso.. ainda mais agora, com a dor ainda repousando em sua barriga. -- Você.. Por quê?! Que motivos tem pra atacar.. - Não terminara de falar, cuspia uma pequena quantidade de sangue na hora, porém era o suficiente para Kazuya entender suas palavras.. e escolher agir de acordo com sua vontade.

Kazuya permaneceu parado, até que virou rapidamente, mesmo sem olhar, sabia a posição exata de seu oponente! Sua mão segurou seu punho, e com os Sharingans, Yahiko pode ver o chakra de seu oponente entrando por seu braço. -- Eu já disse, garoto. Está me atrapalhando! -- O chakra espalhou pelas juntas causando uma terrivel dor e quebrando todas as juntas do braço direito do shinobi. Apesar disso, não fora um ferimento grave, algum shinobi medico poderia recupera-lo facilmente... porém, a dor intensa e devastadora fez com que seu braço direito levasse desespero a sua mente. A diferença de poderes era colossal... a dor intensa, e a visão de seu irmão indefeso foram as unicas coisas que sobraram. Kazuya se moveu até a frente de Daikyuu parando um passo de distância, logo voltou a falar. -- Como pensei, nem ao menos tenta reagir. Você possui um belo olhar, de quem deseja poder... mais não possui força suficiente... talvez seja melhor morrer. -- Kazuya moveu a mão como se preparasse para socar o garoto. Esta seria sua morte?
###############################################################
###############################################################
Os olhos do Uchiha miraram os de Kazuya, e como um último gesto, deixou escapar as poucas palavras falhas que pôde pronunciar naquele instante, conforme seus olhos negros chegavam a brilhar de raiva. Com os dentes serrados, balbuciou, retrucando tudo o que foi dito por Kazuya: - Maldito ... Você ... N-não vai me matar antes que eu conclua meu objetivo ! - E foi neste instante que cerrou os punhos com todas as forças. Com o resquício de chakra que havia em seu corpo, Daikyuu concentrou as energias diretamente para o punho. Conforme migrava rapidamente pelo antebraço, o chakra em forma de relâmpago remexia o tecido muscular a ponto de fazê-lo vibrar intensamente. Talvez Kazuya tivesse percebido, talvez não ... Mas era uma esperança de conseguir algum resultado ! Foi então que a mão de Daikyuu se moveu quase em conjunto com a de Kazuya. Conforme a do Deus ia para trás, a de Daikyuu ia para frente, visando acertar-lhe o peito. Em sua mente, gritava: "Raigenkiha !"

A dor que antes se encontrava em sua barriga encontrava um novo foco, este em seu braço.. Não que a dor da barriga houvesse desaparecido, porém não tinha mais significado algum perante o que acontecia em um de seus membros.. Algo nunca sentido antes, seus olhos puderam ver detalhadamente o que ocorreu, no entanto o resultado fora o mesmo. O Jounin Uchiha se ajoelhava novamente sobre o chão, com a mão restante segurando o braço que era danificado, apesar de não ser capaz de alterar o tamanho de toda aquela dor agonizante... Mas essa não era somente o que sentida, ua outra espécie de dor era sentida por dentro.. Esta vinda da decepção para consigo mesmo, com a insatisfação com seu poder, o qual não era suficiente e nem se encontrava próximo de ser capaz de proteger seu único irmão.. em tal cena aterrorizante. A sua mente era influenciada devido a situação, provavelmente esta seria o começo de um trauma nunca antes tido. Yahiko em sua vida jamais tivera uma sensação assim, seu poder sempre fora superior aos demais de sua idade... e até os mais velhos. Seu poder era algo de orgulho, porém agora.. nada passava de uma decepção. Não sabia o que fazer, o que pensar.. Logo observava a última tentativa de escapar de Daikyuu, algo que não havia visto antes

O golpe acerta seu torax, sobre o ferimento curado de Myuura. Nada acontece. Kazuya olha para o braço de Daikyuu e o empurra para o lado, com uma das mãos segura seu pescoço sem realmente força-lo e o outro toca seu torax. Uma enorme quantidade de chakra agitasse para a palma de sua mão. -- Oooh, então parece que o garoto tem algum talento. Concentrar chakra escondido em sua mão, e injetar no corpo do oponente? Excelente para sua idade. -- Kazuya respondeu, de forma a Daikyuu se desesperar. Ja havia intendio o funcionamento inteiro de seu Jutsu? -- Porém, não existe possibilidade de algo deste nivel me afetar. - Terminou kazuya, fazendo um pequeno selo com sua mão direita -- Rei Roku no Juuin !!! (Selo das Seis Almas) -- Sua palma bateu contra o peito de Daikyuu e uma gigantesca quantidade de chakra começou a se infiltrar no torax do garoto, no peito e se espalhando pelo corpo. -- Este... chakra... -- Kazuya arregalou os olhos, enquanto sangue começou a escorrer pelo ferimento no peito de Kazuya -- Myuura... Kurama... -- Sussurrou Kazuya, enquanto um estranho chakra dourado parecia tremer sobre o torax do mesmo, espalhando sangue e um ferimento voltava a abrir. "O chakra de Raiton, ativou o restante de chakra do Myuura, por ter perfurado meu coração... não pude recupera-lo totalmente ainda... isso é..." a enrme quantidade de chakra que saia de Kazuya, começou a se desequilibrar, soltando-se sobre Daikyuu como agonizantes dozer de incrivel poder malefico!

Daikyuu sente seu corpo partir em mil pedaços; uma dor como aquela nunca foi sentida antes pelo jovem Chuunin Uchiha. Se havia algum restante de força, essa se foi, esmagada irremediavelmente por aquela imensurável dor. O shinobi cai. Mesmo se quisesse, ficar de pé era impossível. Não podia enxergar, não podia ouvir; os cheiros já não provocavam seu olfato. Somente a dor, aquela imensa dor, existia. Do outro lado, algo de errado ocorreu com Kazuya. O esforço feito e o repentino Chakra dourado oriundo do ataque de Iori, que interferiu em seu jutsu, causou um também imprevisto descontrole no próprio corpo do Deus Zero. Seu Chakra começou a literalmente vazar. Aparentemente, o mesmo estava, de alguma forma, selado no corpo do Vilão. Seu tempo ali havia se esgotado. Simultaneamente a todos esses acontecimentos, uma estrondosa explosão ocorreu mais distante. Algum conflito gigantesco de poder havia ocorrido naquele local, onde se prorrogava a luta entre o Raikage e o Jinchuuriki da Kyuubi. E naquele local...

Homem: -- Com todo o respeito, você é realmente um monstro, Raikage-sama -- disse o homem de voz grave -- Lutar com Namito dessa forma e ainda ficar praticamente inteiro, não é para qualquer um. Mas também, apesar de não sermos tão diferentes em força, seu corpo é mais resistente que o meu -- o homem interrompe sua fala, olhando para direção onde se encontravam Daikyuu, Yahiko e Kazuya -- Conheço esse Chakra... mas não isso é impossível! Você disse que dois dos Doze Deuses estava lá... Vamos!

-- UUUGH! -- Gritava Kazuya, caindo de joelhos com as mãos sobre o torax. -- Maldição... os selos... -- Yahiko estremeceu com seu Sharingan. Ele podia ver o monstruoso chakra se chocando... havia cinco pontos de chakra e nenhum deles vinha de seu coração. Era estranho, inexplicavel. Se tornava grande, e pequeno, e chocava-se. Os elementos começaram a se corromper... logo Kazuya levantou o rosto berrando! O som se espalhou por toda a floresta que pareceu responder com todos os passaros levantando vôo. As arvores proximas começaram a se degenerar, apodrecendo... suas mãos foram para o chão, e seus olhos foram para Kazuya.. "O selo não está completo... se continuar assim... preciso criar um ponto de foco para o chakra!!" Kazuya moveu a mão que estava sobre o ferimento sujando-o de sangue. Uma monstruosa onda de chakra emanava de seu corpo. Mesmo o Raikage e o Akihiro podia ver algo cortando os céus... era negra, com um tom roxo. Era maligno! Aquilo era algo não natural... Yahiko com seu Sharingan podia perceber que o Chakra perfurava tudo, porém parecia não afetar Daikyuu ainda graças ao chakra que injetou em seu irmão. As mãos de Kazuya tremeram e no desespero tocou com três dedos o pescoço do garoto, o chakra começou a ter um ponto de referencia, se estabilizando um pouco e evitando que morra. Kazuya se levantou dando dois passos tontos para trás. Estranhos tentaculos negros se formaram no chakra quebrando tudo por volta... apesar de monstruoso, era possivel perceber como o chakra de Kazuya estava dimuindo, e tambem perceber como era longo! Talvez, maior que de um Jinchuuriki? Era monstruoso! Os tentaculos negros de chakra chocavam-se nas arvores e no chao, arremessando-as e logo tudo parou... mesmo as pessoas de longe, nao ouviam mais nada. Apenas silêncio. O céu respondia, com uma espécie de tornado involta do gigantesco chakra que o perfurava antes. Todo o chakra começava a regredir rapidamente, etnrando no corpo de Kazuya e desaparecendo. Agora, Yahiko podia ver o chakra no coração de Kazuya... estava feito. Kazuya levantou-se e sangue escorreu de sua boca, muito sangue. Caiu de joelhos e cuspiu sangue. Ainda ajoelhado.

-- Mas o que.. ?! - Yahiko arregalava os olhos perante tal situação, a surpresa antes demonstrada em sua face não era nada próxima ao que sentia no momento. De fato, jamais havia visto algo assim... Desde que pisou o pé fora de Konoha, sequer pensou que pudessem acontecer tantas coisas ao mesmo tempo, assim. A sua mente, antes abalada e confusa devido ao ocorrido, por ter presenciado o poder de Kazuya, agora se alterava, embora com um pequeno trauma do ocorrido, foi capaz de parar e observar a situação. Aquilo interessou seus olhos que permitiram analisar tudo detalhadamente, os 5 pontos de chakra no interior de Kazuya e logo pode ver no coração também o chakra. O que tamanho poder fazia aos céus, os tentáculos negros de chakra eram um tanto intimidadores.. O Jounin Uchiha não demonstrava feição alguma a não ser espanto e surpresa perante o que estava ocorrendo. Algo que também lhe surpreendia era a presença do homem dono das palavras que incomodaram seu inimigo, membro dos 12 Deuses. Yahiko nada faz, permanece parado, seus olhos de tom avermelhado seguiam o que ocorria.. Logo presenciava seu oponente no chão, enfraquecido aparentemente, de joelhos.. "Mas o que diabos está havendo aqui... Esse chakra.." Permanecia quieto sem tomar atitude alguma.. apenas aguardando que algo mais ocorresse.. provavelmente esperasse um final em tudo aquilo... De qualquer forma, sentia que o perigo a pouco e pouco ia embora

O Raikage chega novamente ao local do início do combate. Ao seu lado, um homem também de bom porte físico e alto, embora não tão forte nem tão alto, trazia Namito em seus braços, desacordado. Suas vestes características, os longos cabelos castanhos e o protetor em sua testa com o dizer "Símios" anunciavam sua identidade. Entre os presentes, somente o Raikage, por pessoa, e Yahiko, por mero nome, conheciam o shinobi imponente, Sennin dos Símios, Sarutobi Zenzaki. O Shinobi não disse uma palavra. Somente observou, seriamente como sempre fazia, toda a situação. O campo de combate e os combatentes... os combatentes!

Zenzaki: "Esse Chakra... pensei que quando senti esse Chakra estava de alguma forma iludido... já fazia tanto tempo... Mas esse rosto. É mesmo. O mesmo de mais de 20 anos atrás. Isso não é possível!"

Zenzaki olhava fixamente para Kazuya. Os presentes notaram que algo havia despertado a lembrança do Shinobi ao fitar o rosto daquele Deus. Depois, voltando a si, volta a olhar para os combatentes abatidos...

Kazuya levantou-se ainda com sangue escorrendo de sua boca, e logo cuspiu mais sangue, colocando a mão para segurar. "Nunca imaginei que iria correr tantos riscos... parece que Iori pretendia que Ichiro me matasse. Ele implantou chakra em meu corpo, e como estava sensivel, e ferido não pude percebe-lo de imediato... e agora, -isso- ainda não morreu." Kazuya tirou a mão da face, limpando com um pedaço de seu manto o restante e voltando seus olhos para Zenzaki. Seus olhos ficaram fixos, porém sem nenhuma expressão. Mesmo para Kazuya, lutar agora contra o Raikage, Zenzaki resultaria em sua morte. Permaneceu com os olhos fitando seu oponente, Zenzaki e logo moveu sua mão para um selo. Se transformou em inúmeros corvos e sairam voando em cada direção. Seu shinshun foi efetuado com sucesso, havia escapado.

Zenzaki havia se perturbado com a lembrança daquele rosto, sendo que mal pôde evitar o Shunshin do inimigo. Agora, estando tudo calmo, aproximou-se dos irmãos Uchiha.

Zenzaki: -- Como vocês estão? -- perguntou aos dois. "Esse é Uchiha Daikyuu... ele parece ter dores. Deve ter sido alvo de algum jutsu tremendo... Aquele é o irmão Yahiko. Não sabia que já havia voltado... Seu corpo também está danificado... É como se alguma grande quantidade de Chakra o tivesse acertado. Mas esse garoto... Não é possível que seja ele!"

Yahiko observava os inumeros corvos resultantes do jutsu de Kazuya se dispersarem, e consigo sua presença. Sentia que não estaria mais em perigo... Logo, a passos extremamentes lentos e abalados, se encaminhou na direção de Daikyuu.. se aproximando do mesmo. Quase não havia percebido a presença de Zenkaki perto de si, logo o responde após sua pergunta.. -- E-Eu.. estou. Mas.. - Yahiko não terminara a frase, mas sabia que o homem teria noção do que pretendia falar, que sua preocpação se devia apenas ao seu irmão.. Seus olhos avermelhados por um momento olharam na direção de Namito não tão mais longe quanto antes, e logo se tornavam pretos como antes.. Nada disse, o trauma resultado do ocorrido ainda se encontrava afetando sua mente.. No entanto, nada precisara falar do mesmo jeito.. Apesar de todos estarem vivos.. a dor ainda permanecia em seu peito, em seu coração.. Uma agonia ainda o atormentava, e já não era mais capaz de esconder isso.. Logo abaixava a cabeça.. aguardando que o homem ali presente cuidasse de Daikyuu e Namito, os quais não fora capaz de proteger.. não com esse poder

-- Realmente! Vocês são escórias! -- disse o Raikage Akihiro -- Se Zenzaki e claro EU não tivéssemos aparecido, seriam mortos para aquele Deus. Bom, Zenzaki, deixo esses dois com você. Não há mais nenhum Deus aqui; o maldito Myuura está morto... Não tenho mais nenhuma ligação com Konoha. Tsc! Só lamento não ter sido eu quem o mateu. Então... Até mais! -- disse o Raikage, partindo na tão característica velocidade.

Após olhar mais um pouco para os dois Uchiha... e depois se perder por alguns segundos, somente olhando o nada... recordando as cenas que acabara de ver, Zenzaki novamente se manifesta, imperativo:

Zenzaki: -- Iremos a Konoha, relatar o ocorrido. Acho que você ainda pode caminhar sozinho, mas alguém além de mim precisa levar o menino Daikyuu. Yare... usarei meu Kuchiyose no Jutsu. Eu levarei Namito, e dois Sarus levarão você e Namito e... Você estava aí o tempo todo?

Uma sombra sai entre as árvores. Um pequeno Shinobi, olvidado pela turbulência dos acontecimentos, tinha se escondido entre a mata, visando não ser atingido pelos poderes descomunais daquelas pessoas.

Sousuke: -- Sim, Zenzaki-sama -- afirmou Nara Sousuke -- Quando Namito se transformou, me escondi. Já tinha ouvido falar que um Jinchuuriki em sua forma transformada é capaz de perder a consciência e não reconhecer mais seus companheiros. Como não havia nada que eu pudesse fazer, me escondi.

Zenzaki: -- Yare! Fez a escolha certa. Você poderia ter acabado morto. Namito não seria capaz de reconhecer ninguém. Mas vamos a Konoha. Com esses feridos, temos um demorado caminho pela frente; e chegando lá, muita coisa a fazer.

E assim foi feito. Zenzaki corria velozmente pelas matas, carregando Namito inconsciente e ferido em suas costas. Sousuke vinha logo atrás, acompanhado por dois velozes Macacos que carregavam Yahiko ferido e Daikyuu, também inconsciente. Mas o estrago que os 12 Deuses haviam feito era muito maior que somente 3 shinobis feridos. O Grande Líder da Folha, o único capaz de unificar tantos poderes conflitantes pelo poder, estava morto. Tempos difíceis haveriam de chegar... E a mais impetuosa tempestade ainda estava por vir... mal tinha balançado as Folhas do País do Fogo...


Última edição por Uchiha Daikyuu em Ter 05 Jan 2010, 17:10, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sarutobi Hakuro
Lendário
Lendário
avatar

Mensagens : 475
Data de inscrição : 03/11/2009
Idade : 29
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Episódio 16 - Missão: O Informante   Ter 05 Jan 2010, 17:08

############# ENCERRAMENTO DA 1ª TEMPORADA ##########
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Episódio 16 - Missão: O Informante   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Episódio 16 - Missão: O Informante
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Bingo Book Missões
» Dungeons em Dragons(Caverna do Dragão) Ultimo Episódio
» [EVENTO] MONTE SUA QUEST BASEADA NOS EPISÓDIOS DA SÉRIE POKEMON!
» Missão 3: A procura de Ivo
» Criação de Missões

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto: Shinobi no Sho - Sistema D8 de RPG :: Tópicos Arquivados :: Arquivos do Fórum :: Naruto SnS Online :: Toua: O Oriente :: Toua: Hajime :: História :: Episódios :: 1ª Temporada-
Ir para: